Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Literatura > O Monge que Vendeu o Seu Ferrari

O Monge que Vendeu o Seu Ferrari

Categoria: Literatura
O Monge que Vendeu o Seu Ferrari

Julian Mantle é um prestigiado advogado de Nova Iorque que não tem mãos a medir, nem em termos de trabalho, do qual é dependente, nem no que concerne à ambição pessoal de conquista. A vida, contudo, teria uma lição a dar-lhe: proporcionou-lhe um enfarte que o havia de salvar dele próprio e das suas prisões. Efectivamente, depois deste episódio, em que o balanço da existência é uma inevitabilidade, urgia reequacionar valores e prioridades. Para tal, nada melhor do que dirigir-se ao “cosmos da espiritualidade”: o Oriente. Se bem pensou, melhor o fez; vendeu todos os bens que possuía e partiu para a sua viagem de autodescoberta.

O livro «O Monge que Vendeu o Seu Ferrari» compendia uma série de sugestões simples e eficazes para alcançar a felicidade, que constitui uma meta para a qual convergem caminhos como a paz de espírito, a harmonia interior, a autodisciplina, o domínio da mente, o respeito pelo tempo, o altruísmo, a capacidade de viver no presente (ao invés de tentar restaurar um passado imutável ou de planear milimetricamente um futuro que nem se sabe se se vai ter!), a valorização das pequenas coisas (que são, afinal, as mais importantes…) e tantos outros princípios que permitam viver cada dia como se fosse o último, na perspectiva de o apreciar e rentabilizar do ponto de vista da alegria, da satisfação, da coragem e do equilíbrio.

Esta fábula espiritual de Robin Sharma, de 200 páginas, publicada pelas edições Pergaminho, fornece tão-somente os segredos de uma vida plena através de uma filosofia que enaltece o bem-estar, em detrimento do estar bem. Julian compreendeu que a maximização do seu potencial pessoal dependia, em grande medida, da consciência que adquirisse deste e dos cuidados dispensados ao corpo, à mente e à alma. Percebeu também que enquanto não conseguisse êxito no seu mundo interior nada poderia obter de consistente ou real no exterior; que não era possível fazer bem a ninguém sem o dirigir primeiramente a si; que seria falso declarar amor por quem quer que fosse sem o sentir previamente pela sua pessoa.

Paralelamente, Julian descobriu que os acontecimentos são “fabricados” em duas fases: no pensamento e na concretização dessa imaginação. Assim sendo, chegou à conclusão de que não podia dar-se ao luxo de permitir um único pensamento negativo, sob pena de estar a conceber uma materialização intrinsecamente negativa! Aprender a controlar os pensamentos é fundamental para ressuscitar as forças adormecidas, indispensáveis à realização das expectativas. Este paradigma de positividade levou Julian a vislumbrar nas desgraças oportunidades, nos erros lições de vida e na dor uma mestra, tudo em direcção ao crescimento, à aprendizagem e ao progresso no dia de hoje, que é um dom.

Maria Bijóias

Título: O Monge que Vendeu o Seu Ferrari

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

775 

Imagem por: Punxutawneyphil

Comentários - O Monge que Vendeu o Seu Ferrari

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Manutenção Automovel

Ler próximo texto...

Tema: Automóveis
Manutenção Automovel\"Rua
Faça você mesmo a revisão do seu automóvel e poupe dinheiro em oficinas. Primeiro verifique com a ajuda de outra pessoa a iluminação exterior. Uma pessoa fica no interior do carro e liga as luzes, verifique á frente os mínimos, os médios, os máximos e os piscas. Depois atrás verifique os mínimos os stop a marcha atrás e o farol de nevoeiro.

A seguir verifique a iluminação do interior do veículo e do painel de instrumentos e a afinação do travão de mão.

Agora está na hora de verificar os filtros de ar, gasóleo e habitáculo. Dependendo da utilização eles podem fazer em média 40.00km, se estiverem sujos substitua-os por novos.

A seguir vem a mudança do óleo este em geral pode-se retirar pelo bujão de vazamento do cárter, convém substituir a anilha e o filtro de óleo. O óleo novo deve respeitar as especificações do fabricante, verificar no livro de manual de utilizador do veículo os litros de óleo do motor. Meter o óleo novo pelo bucal superior do motor com a ajuda de um funil, o nível do óleo não pode ultrapassar o máximo. Se não sabe a quantidade de óleo deite 4 litros e depois verifique o nível pela vareta de verificação de nível e vá deitando até chegar ao nível certo.

Agora é preciso verificar as pastilhas de travões, hoje em dia como quase todos os veículos têm jantes especiais consegue verificar sem desmontar as rodas. Substituir se necessário as pastilhas, ao desmontar repare como desmonta para depois voltar a montar tudo de novo. Por fim verifique a pressão dos pneus com um manómetro, a pressão indicada varia de carro pra carro se não sabe a pressão indicada ponha 2.2bar que é em média a pressão que todos utilizam.

Convém dizer que qualquer material que precise basta procurar numa loja de peças auto próxima de si ou então encomendar via net pois existem vários sites especializados em peças e materiais de manutenção auto. Vai ver que não custa nada se eu aprendi você também pode aprender e além disso fica a conhecer melhor o seu carro.

Com isto tudo pode poupar em média 200€ por cada revisão.
Obrigado e até a próxima.

Outros textos do autor:
Manutenção Automovel

Pesquisar mais textos:

Vendas Online

Título:Manutenção Automovel

Autor:Vendas Online(todos os textos)

Imagem por: Punxutawneyphil

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 04:55:10

    Há inúmeros benefícios para fazer a manutenção do automóvel, pois isso garante melhor preservação do veículo e se prolonga o uso por muitos e muitos anos.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios