Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Literatura > Esperar

Esperar

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Literatura
Esperar

Um dia me disseram que o segredo era não esperar
E como a música falava: "Um dia me disseram que as nuvens não eram de algodão..."
E eu imaginava um céu de algodão-doce, rios de milk shake, árvores de docinhos de leite...
Mas, mais que isso, sonhava com um certo rapaz
Um que me faria feliz
Que cuidaria pra eu não precisar de mais ninguém...
Um dia me disseram pra não esperar que as coisas dessem certo, ou que dessem errado
Não esperar que meu time ganhasse na final do campeonato,
Que o presente tão sonhado viesse juntamente com o natal
Que o garoto pelo qual escrevo,

Finalmente parasse de me ver como um problema...
Mas talvez, o que eu entendesse por não esperar
Fosse o contrario do que a pessoa queria dizer.
E assim descobri que as pessoas podem ser cruéis
E que nossos sentimentos tendem a nos isolar
Que dores de amor são as piores e mais necessárias
E que o ser humano tem medo de arriscar
Aprendi da forma mais dura, que somos fracos,
Medrosos, e que sufocamos com facilidade o que sentimos
Sempre imaginei que ser sincera com o coração
Fosse a melhor maneira de conquistar objetivos
Mesmo que pra chegar ao ponto muitas lágrimas emanassem
E agora estou aqui, parada, admirando a lua em sua plenitude
O vento mais uma vez toca meu corpo e me faz recordar...
Recordar cada momento, toque, suspiro...
E mais que isso... Faz com que as palavras retornem
E eu possa me perguntar:
Por que fugi durante tanto tempo se agora o que eu mais desejo
É aquilo que consome meu corpo e dilacera meu coração com a mais cruel das dores
De forma tão intensa que sou incapaz de desejar erguer-me novamente?
Talvez seja porque dentre os mortais
Faço parte daqueles que ainda acreditam no que sentem
Que esperam a conclusão da historia com um encontro de lábios
Que sonham em ser o desejo secreto de alguém
E buscam incansavelmente encontrar o seu porto seguro
Aquele ao qual podemos nos agarrar durante uma tempestade,
Que podemos admirar o mais belo pôr do sol sentindo a brisa leve,
E ao fim do dia podemos concluir que não há outro lugar que desejemos mais,
Que não há uma companhia que seja mais apreciada,
E que momento... Não existe um momento melhor!!!

Anne Teixeira

Título: Esperar

Autor: Anne Teixeira (todos os textos)

Visitas: 0

601 

Comentários - Esperar

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um caminho para curar o transtorno alimentar

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Saúde
Um caminho para curar o transtorno alimentar\"Rua
De acordo com um relatório divulgado em novembro de 2014 pelo Comitê Permanente sobre o Status da Mulher, entre 600 mil a um milhão de canadenses cumprem os critérios diagnósticos para um transtorno alimentar em um dado momento. Problemas de saúde mental com ramificações físicas graves, anorexia e bulimia são difíceis de tratar.

Os programas públicos de internação frequentemente não admitem pacientes até que estejam em condição de risco de vida, e muitos respondem mal à abordagem em grupo. As clínicas privadas costumam ter listas de espera épicas e custos altos: um quarto custa de US$ 305 a US$ 360 por dia.


Corinne lutou juntamente com seus pais contra a bulimia e anorexia por mais de cinco anos. Duffy e Terry, pais de Corinne, encontraram uma clínica na Virgínia. Hoje, aos 24 anos, ela é saudável e está cursando mestrado em Colorado. Ela e seus pais acreditam que a abordagem holística, o foco individualizado e a estrutura imersiva de seu tratamento foram fundamentais para sua recuperação.

Eles sabem que tinham acesso a recursos exclusivos. "Tivemos sorte", diz Duffy. "Podíamos pagar por tudo." Mas muitos não podem.
A luta desta família levou-os a refletir sobre o problema nos Estados Unidos. Em 2013, eles fundaram a Water Stone Clinic, um centro privado de transtornos alimentares em Toronto. Eles fazem yoga, terapia de arte e participam na preparação de refeições, construindo habilidades na vida real com uma equipe de apoio empática. Os programas funcionam nos dias da semana das 8h às 14h, e até agora, não tem lista de espera. Porém essa abordagem é onerosa: aproximadamente US$ 650 por dia.

A família criou a Fundação Water Stone - uma instituição de caridade que fornece ajuda a pacientes que não podem pagar o tratamento. Os candidatos são avaliados por dois comitês que tomam uma decisão baseada na necessidade clínica e financeira. David Choo Chong foi o primeiro a se beneficiar da fundação. Ele havia tentado muitos programas, mas nenhum foi bem sucedido. A fundação pagou metade do tratamento. Dois anos depois, Choo Chong, feliz e estável diz "Water Stone me ajudou a encontrar quem eu sou".

Pesquisar mais textos:

Roberta Darc

Título:Um caminho para curar o transtorno alimentar

Autor:Roberta Darc(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios