Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Literatura > Um Passado de Tremenda Dor

Um Passado de Tremenda Dor

Categoria: Literatura
Comentários: 2
Um Passado de Tremenda Dor

Um Passado de Tremenda Dor

No dia 25 de fevereiro, uma jovem moça após um dia cansativo de trabalho vai para casa onde se refugiava todas noites de sua fobia que teimava em lhe amedrontar sempre. Quando ela abre a porta do sua sala, toma um susto com o som do telefone que ali tocava. Percebendo que ninguém atenderia o telefone, ela chama pedi à seus pais lá na parte de cima deveriam estar.

- Mãe? Pai? - Ninguém respondeu-à, então ela começou a subir as escadas calmamente sem fazer barulho, pois imaginava que seus pais estavam dormindo e, claro, que atender o telefone.
Quando ela chega para atender ele que ao atender mudo estava.
- Que estranho!
- Mãe? - Foi ao quarto deles em que a televisão deles estava ligado. Vendo que eles não se encontravam desligou a televisão.

Tentando achar alguma pista para saber onde e com quem eles saíram, ela acha um carta que no meio da cama que estava com a roupa de cama e em baixo havia um facão que cheio de sangue estava, então, já desesperada lê a carta que ao abrir estava escrito muitos códigos, no verso da carta estava escrito que foi dactilografada pelo seu pai. Ao ler a carta tenta ligar para seu namorado.

- Oi. Tudo bem, amor?
- Tudo sim, e você? Aconteceu alguma coisa? Está chorando.
- Você poderia vir aqui na minha casa? Estou[...]
- Amor, você ainda está aí? Alô. Alô! - Ele, sem obter retorno desliga.
- Filha?
- M- Mãe? Onde você está?
- Filha presta atenção no que a mamãe vai falar!
- Fala! Pode falar [...]
- Você está com alguém aí?
- Não. Estou sozinha! Mãe, meu pai está com você?
- Não acredito!
- Já falou demais com sua filha! - Tomou o telefone dela e jogou pela janela de seu apartamento.
- Mas ela também é sua filha! - Brava ao extremo desespero.
- O que você falou?
- Estou dizendo que ela [...] também é sua filha!
- Ela já sabe disso?
- Claro que não!
- Porque meu atual marido é com certeza melhor pai que você!
- Por que você acha que não sou o pai que nossa filha merece?
- Vai me dizer que não lembra de tudo que você me fez passar no passado?
- Que não resistia a minha beleza daquela época!
- Era você que eu amava!
- Ah, sério?
- Não é o que seu passado esconde!
- Por diz isso?
- Se você me amava como você me dizia naquela época, não teria continuada naquela profissão em que eu tanto odiava!
- Se você não gostava de frequentar aqueles lugares, o que fazia lá todas as noites?
- Precisava de alguém que me fazia sentir um verdadeiro homem, alguém que me satisfizesse meus desejos sexuais!
- Sua mulher?
- Não estávamos casados. Obtínhamos um relacionamento em que nenhuma das partes era se levado a sério!
- Não era o que dizia! Por que você quando soube da minha gravidez não me estendeu sua mão? Talvez eu teria contado à nossa filha que seu pai era você!
- Me concede uma chance de conquista novamente seu coração?
- Não. Eu me recuso! Muito obrigado.
- Eu amo você [...]
- Se me amava por que me fez sofrer tanto com suas agressões após nos encontrar no ponto daquela boate em que sempre encontrávamos?
- Eu precisava sentir prazer para chegar ao ato efetivado de um sexo consumado!
- Eu te odeio!
- Oi!
- Eu te odeio! Onde está meu marido?
- Onde você colocou meu marido?
- Espera!
- O quê?
Ele aos poucos foi se aproximando dela até que[...]
- Só com uma condição!
- Qual? Fala o que você quer logo! Não aguento mais essa distância entre eu e minha família.
- Ah é?
- Então, espere! Já, já terá sua família de volta.
- Esperar o quê?
- A sua família agora será eu, você e nossa filha!
- Você não é meu marido[...] O que você fez com ele?
- Já pensou em ver de camarote o fim daquele Dracula? Que sem piedade tirou de mim, a infância de nossa filha!
- Aí meu Deus!
- Relaxa não vai acontecer nada demais! E ainda faço questão de que seja devagar, bem devagar!
- O que você vai fazer com ele?
- Não sei. Veja você mesma de camarote. Se eu te contar não será mais surpresa!
Em um túmulo coberto de uma manto preto com apenas o sinal da cruz ele ali põe seu rato para que torturasse-o mas, ao deixar rato que ali urinava em cima do abdômen de seu maior inimigo e depois de um curto espaço de tempo ele, por sua vez, pega seu facão que já havia feito muitas vítimas, igual a faca que a filha encontro na cama de seus pais e quando ia ali acabar de vez com aquela família que de tão humilde era e de repente, um despertar aconteceu.
- Acorda, senhor!
- Acorda!
- Ei, deixe ele em paz quando for a hora certa despertará! - A moça que de branco estava ao lado de uma cortina.
- Aonde estou?
- A gente vai te ajudar fique tranquilo!
- Como podem ajudar uma pessoa que tão mal era?
- Ãh, você já ouviu falar no perdão e resignação?
- Onde estou? Onde está todo mundo? Por que só eu me encontro aqui nessas tão precárias condições?
- Aqui é um hospital. Todo mundo está por aqui, alguns estão no andar de cima! Você não me reconhece mais?
- Do que está falando?
- Deixa para lá. Com o tempo irá se relembrar!
- Me lembrar do quê?
- Não posso falar. Só isso posso lhe dizer!
- Acho que conheço aquele rapaz!
- De quem está falando?
- Olha ali. O rapaz com roupa de médico!
- Conhece ele?
- Não acredito!
- O quê?
- Aquele ali[...] É meu pai! - Suas sublimes lágrimas caía sobre seu rosto.
- Quer que eu à chame para vir aqui?
- Não!
- Por que não?
- Isso só deve ser loucura da minha mente!
- Mas por quê?
- Eu o matei!
- Você quer a minha tão humilde opinião?
- Pode falar!
- Agora é uma boa oportunidade de pedir perdão!
- Até queria o perdão dele mas, não sei se ele vai me reconhecer, vai aceitar meu pedido de perdão?
- À matei com tanta crueldade! Me deixei levar pela sede de poder.
- Você não prefere tentar fazer com que ele te escute e aceite de braços abertos do coração o seu perdão?

Acho que ele está esperando isso de você, assim como eu e todas as outras pessoas e famílias que você fez tanto sofrer!

- Quer falar com ele?
- E se ele não quiser me ouvir?
- Ele vai te ouvir.
- Como pode ter tanta certeza?
- Após o desencarne do corpo a alma é purificada e todo o machucado que havia em sua já foi cicatrizado. Não custa tentar!
- Está bem! Posso chamá-lo?
- Claro que pode!
- Pai[...]
O pai ao se virar tenta olhar aquele seu filho que tanto lhe baniu de viver e não consegue pois, em seu coração ainda há uma certa mágoa.
- Filho [...] O que faz aqui?
- Ele após seus atos de tanta crueldade desencarnou linchado pelos outros prisioneiros!
- Ainda, mesmo depois do meu desencarne filho, tento entender porquê, por qual motivo de tudo aqui, meu amor!
- Amo você, pai [...]
- Não queria que você, infelizmente, se fosse! Queria tanto voltar no tempo para poder fazer tudo diferente. Tudo de novo, queria poder ganhar, verdadeiramente [...] Todo o seu amor! Queria poder te amado mais, quem sabe assim a nossa tão sublime fim mas, eu me deixava ser levado por uma sede de poder, eu era tão ganancioso e tão sufocado por um ciúmes, queria seu amor, sua admiração mas [...] Para isso tive que tomar atitudes drásticas e [...]
- Não precisa mais continuar! E como você me matou?
- Foi naquela noite em que você descobriu todas as minhas falcatruas. Nesse dia eu fiquei com tanta raiva, ódio. Foi que deixei a minha sub-consciência fora da minha consciência que já era tomada pela minha ganância, eu com toda a minha vontade de fazer vingança! Lhes ofereci um conhaque e misturado com o conhaque, eu coloquei muitas doses de tranqüilizantes, depois de ver que estava totalmente adormecido, peguei e coloquei você no carro, levei você até a mata que ali perto era localizado e ali em meio de tantos entulhos te joguei, acendi o fósforo e[...]
- Melhor não continuar, por favor! Filho quero que saiba de uma coisa[...]
- Fala, pai!
- Por mais que você por ganância por qualquer outro motivo, quero que saiba que sempre vou te amar por toda a eternidade da vida de nossa solene alma! Quero que você saiba que pelo fato ocorrido, consumado pelos seus atos que tão cruéis condenaram-me, vou te amar e com esse amor que consumadamente consome a minha alma que tão judiada mas, já cicatrizada pelo seu tão jeitoso ato de trazer à você o tão belo caráter que doei à ti. Te amo, meu filho! Não a nada melhor do que a busca por um perdão por conta de seu ato, para sanar a dívida de uma amor pela qual você nunca à valorizou.


Kaique Barros

Título: Um Passado de Tremenda Dor

Autor: Kaique Barros (todos os textos)

Visitas: 0

603 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • Kaique BarrosKaique Barros Moraes

    30-04-2014 às 23:09:39

    Eu devia ter posto no começo uma introdução sobre a relação conjugal dos dois personagens e explicado mais sobre o que aconteceu.

    O texto de hoje estará mais completo. Desculpe-me nobre leitora e boa noite.

    ¬ Responder
  • Patricia SantosPatricia Santos

    30-04-2014 às 19:20:08

    Esta muito confuso seu texto Kaique e eu não entendi direito..mesmo assim parabéns..

    ¬ Responder

Comentários - Um Passado de Tremenda Dor

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Secretária em vidro

Ler próximo texto...

Tema: Mobiliário
Secretária em vidro\"Rua
A maior parte das casas tem um escritório para fazer os trabalhos relativos Á profissão ou outros. È uma divisão extremamente necessária para as pessoas se recolherem a trabalhar. Por isso o escritório deve ser um local com conforto e agradável. O ambiente torna-se extremamente importante para o recolhimento necessário e a concentração que certos trabalhos exigem. Se não se tiver no local de trabalho tem de construir-se em casa.

Em todas as profissões é útil ter uma secretária para colocar um computador portátil. Livros e outros acessórios. É uma peça de mobiliário que não se dispensa de forma nenhuma. Desde sempre que foi indispensável na escola, no escritório, na empresa. A sua funcionalidade é como a do computador que praticamente não se dispensa. Para onde se vá leva-se o computador portátil a servir de complemento.

No que diz respeito à secretária ela exige um bom material e design bonito. E de facto há secretárias muito belas desde o seu modelo ao material e design. Por exemplo uma secretária em vidro fica muito bem num escritório amplo de uma vivenda ou numa empresa particular bem decorada. Pode colocar-se também num pequeno escritório de um apartamento ou numa sala especial e decorada a gosto. Há quem prefira ter uma secretária num espaço pequeno especificamente para trabalho. Deste modo concentra-se mais nele e não pensa no que tem para fazer em casa. Ou seja, dá mais prioridade ao que eventualmente tenha que fazer numa secretária. Para além de ajudar a decorar e embelezar o espaço onde se coloca dá um certo ar de charme e gramou num ambiente. Se este for decorado com objectos bonitos de decoração e uma estante para livros dá um ar mais intelectual ao ambiente. Deste modo mais propício para o recolhimento.

Não é por acaso que muita gente prefere o seu escritório para passar as horas que dispõe no seu quotidiano ou fins – de - semana. É um local propício a pensar mais nos projectos, no trabalho e nos encargos da vida. Deste modo cada divisão da casa tem uma funcionalidade diferente e um ar distinto dos restantes.

Não quer dizer que uma secretária em vidro não fique adaptada noutro local que não seja para o trabalho de estudantes ou outros, ela pode ainda adaptar-se para embelezar ou harmonizar espaços que estejam por preencher numa casa maior ou outro local. Sem dúvida que a secretária em vidro não vai deixar mal nenhum espaço onde se coloque.

Pesquisar mais textos:

Teresa Maria Batista Gil

Título:Secretária em vidro

Autor:Teresa Maria Gil(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    20-04-2014 às 15:52:38

    Fantástico texto! A Rua Direita agradece!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios