Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Biografias > Maria Callas

Maria Callas

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Biografias
Comentários: 2
Maria Callas

Apesar de ter nascido em Nova Iorque, Maria Callas era filha de Gregos, tendo sido essa descendência, aquela que mais marcou a sua vida e forma de ser e de estar no mundo.
Dona de uma voz única e ímpar, da sua estreia existem algumas versões. No entanto, leva-se a crer que em 1397 enquanto estudante no Conservatório de Atenas subiu ao palco na peça estudantil “cavaleira Rusticana” de Mascagni.

Estava descoberto ao público a forma única e a voz apaixonante de Callas.

Foi em 1948 que ao interpretar a protagonista da ópera “Norma” de Bellini que Callas arrebatou todos aqueles que ainda tivessem a ousadia de ter duvidas quanto ao poder desta grande diva.
A partir do início dos anos 50, Callas comparecia com uma enorme regularidade nas mais importantes casas de espetáculo de ópera como a La Scara e o Metropolitan.

Com um temperamento explosivo, tinha na cantora Renata Tebaldi uma rivalidade extrema o que valeu a ambas trocas de palavras azedas através de comunicações e declarações nos jornais. Ganhava fama não só pela voz impar mas também por ser conhecida pelo seu feitio agressivo.

No início dos anos 60 a sua voz começa a mostrar sinais de fraqueza, recusando participar em montagens de óperas completas, limitando-se a cantar em recitais e noites de galas. Mesmo com as dificuldades que apresentava ao cantar, em 1964 subiu aos palcos para apresentar a “Tosca” no Convent Garden através do cineasta italiano Franco Zaferelli e em parceria com o seu amigo Tito Gobbi.

Em 1965 decidiu abandonar os palcos após ter desmaiado ao cair da cortina no fim da terceira parte em Paris.

Apesar do desgaste vocal da cantora, aponta-se o abandono dos palcos ao grego Aristóteles Onassis. Estava casada há mais de uma década com o seu empresário Meneghini, mas foi com Onassis que viveu uma tórrida mas infeliz paixão. Dizia a diva que a sua vida somente tinha começado quando o conhecera e que queria dedicar-lhe toda a sua atenção e tempo. Era por esta altura figura constante em festas da alta sociedade onde bebia e fumava desalmadamente.

Terminado o romance, começa a colaborar com a escola Julliard School, onde se dedica ao ensino de canto lírico em 1970. Cantou pela última vez em público no Japão em 1974.

Por esta altura falecia Aristóteles Onassis (casado com Mrs Kennedy). Callas entrega-se a um declínio enorme e passa a viver em paris completamente isolada do resto do mundo.

Morre sozinha (por opção) a 16 de Setembro de 1977 pouco antes de completar 54 anos de ataque cardíaco. Deixa um simples último pedido que foi concretizado. As suas cinzas foram largadas no Mar Egeu.


Carla Horta

Título: Maria Callas

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

615 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • SophiaSophia

    24-04-2014 às 22:19:15

    A Maria Callas além de linda, sua voz encantou a muitos. Belo texto se referindo a ela, parabéns!

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoDaniela Vicente

    09-09-2012 às 19:52:24

    Maria Callas é uma personagem muito singular, mas ao mesmo tempo colectiva. Tal como todos os artistas estupendo na sua área, ela isolou-se. Mas porquê? Tinha tudo para ser uma mulher feliz, enchendo o coração de quem a ouvia com a sua linda voz. Engraçado você referir que ela era grega, pois muitos ignoram esta sua descendência tão importante pelo menos para ela. O seu último pedido diz-nos muito sobre ela, uma mulher nostálgica.

    ¬ Responder

Comentários - Maria Callas

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O que é uma Open House?

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Imóveis Venda
O que é uma Open House?\"Rua
Este é um tema que vem pôr muito a lindo o trabalho de alguns mediadores imobiliários e do seu trabalho.

Quando temos um imóvel para vender, muitos são os métodos a utilizar e os meios que nos levam até eles para termos o nosso objetivo cumprido – A venda da Casa.
Quando entregamos o nosso imóvel para que uma mediadora o comercialize, alguns aspetos têm de ser tidos em conta, como a legalidade da empresa e quem será a pessoa responsável pela divulgação da sua casa, mas a ansia de vermos o negócio concretizado é tanta, que muitas vezes nos escapa a forma como fazem a referida divulgação e publicidade do imóvel.

Entre anúncios na internet e as conhecidas folhas nas montras dos estabelecimentos autorizados, muitas mediadoras optam por fazer uma ação que está agora muito em voga que é uma Open House. Mas afinal, o que é isto de nome estrangeiro que tanto se vê pelas ruas e em folhetos de anúncio?

Ora bem, a designação em Português é muito simples – Casa Aberta. E na realidade, uma Open House é isso mesmo. Abrir uma Casa para que todos a possam ver. NO entanto, requerem-se alguns aspetos que as mediadoras normalmente preveem, mas que é fundamental que o proprietário do imóvel também tenha consciência e conhecimento.

Por norma as imobiliárias só fazem este tipo de intervenção e ação em imóveis que têm como exclusivo, isto é, quando é uma só determinada mediadora, a autorizada a poder comercializar o imóvel.

Em segundo lugar, este tipo de ação de destaque requer à mediadora custos com tempo, recursos humanos e financeiros.
A mediadora começa por marcar um dia próprio que por norma é datado para um feriado ou fim de semana. Faz então publicidade local através de folhetos e flyres anunciando a Open House, o dia e a hora, tal como o local. Muito provavelmente serão tiradas fotografias ao seu imóvel.

Através de redes sociais também poderão ser divulgadas as ações.
No dia da Open House, o local será indicado com publicidade da sua casa e da imobiliária e começarão a aparecer visitas ao imóvel.

Sugiro que não tenha mobiliário e muito menos valores em casa. O ideal será o imóvel estar desocupado de todos e quaisquer bens, por uma questão de segurança, mas também porque as áreas parecerão maiores e isso com toda a certeza ajuda à venda.

A imobiliária será responsável pela limpeza e trato do imóvel, pelo que se ocorrerem danos, serão eles os responsáveis.
Neste tipo de ações, é normal que a concorrência das imobiliárias apareça e faça parcerias que para si só trará vantagens.

Uma Open House pode não ser uma ação de destaque em Portugal, mas por exemplo nos Estados Unidos, é o normal e mais agradável. Os clientes não se sentem pressionados como numa visita normal e os negócios concretizam-se com muito mais rapidez e naturalidade.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:O que é uma Open House?

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios