Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Sopa - a melhor das refeições

Sopa - a melhor das refeições

Categoria: Alimentação
Visitas: 6
Comentários: 10
Sopa - a melhor das refeições

Quando éramos crianças, as mães e avós debatiam-se para nos enfiar colheradas de sopa pela boca abaixo, com o pretexto de ser muito boa para o nosso crescimento e para a saúde presente e futura. Pois bem, elas tinham razão! É pena que só se chegue a essa conclusão anos mais tarde, quando já não é possível repor as centenas de colheres de sopa que não ingerimos, mas, como diz o ditado, «mais vale tarde do que nunca». E, afinal, apesar de algumas pessoas, sobretudo os jovens, desdenharem deste alimento tão rico e saudável, o certo é que, à medida que a idade avança, normalmente começa a valorizar-se a imagem de um caldo fumegante, consistente e aromático, principalmente nos dias frios de Inverno.

Este preparo culinário, entre os mais antigos da Humanidade, tem, na maioria das vezes, os produtos hortícolas e as leguminosas como base: cebola, cenoura (de que não se deve abusar, pois o seu doce dá tendência a pôr mais sal), ervilha, batata, feijão, grão, abóbora, beterraba, nabo, azedas, hortelã, coentros, beldroegas, couve, poejos, etcétera.

Naturalmente que se podem adicionar outros ingredientes, tais como castanhas (e outros frutos), arroz (que é um cereal), carne de vaca, de galinha, de borrego, de perdiz, enchidos e toucinho. No domínio dos peixes, prestam-se a umas deliciosas sopas o bacalhau e o cação. Passando para os mariscos, podem citar-se o camarão e as amêijoas. Adicionam-se os temperos para a confecção (azeite – indispensável para os mediterrânicos, e outros sabores de eleição, que podem contemplar novidades como a canela, o gengibre ou o açafrão) e há quem acrescente pão. Muitas destas sopas, denominadas ricas, derivaram para pratos como os ensopados, guisados e caldeiradas.

A sopa, que é um dos melhores alimentos para uma dieta equilibrada, é abundante em vitaminas e minerais, que entram na composição de diversos órgãos, músculos, ossos e sangue, e fortalecem o sistema imunitário. As fibras que detém são essenciais para o bom funcionamento do aparelho digestivo. Os antioxidantes ajudam a prevenir o cancro. Finalmente, a sopa tem um efeito saciante e um baixo valor calórico.

Os hortícolas são, na verdade, o espírito e a essência do equilíbrio da sopa. As vitaminas e minerais que proporciona são fundamentais para a regeneração e a manutenção celulares, assim como para a regulação de processos metabólicos.

As leguminosas, por exemplo, representam fontes de proteínas vegetais, sem gordura, e de hidratos de carbono. Auxiliam no controlo dos níveis de glicémia, triglicéridos e/ou colesterol e contribuem para regularizar o trânsito intestinal.

A preferência deve ir no sentido dos legumes frescos, se bem que, com os actuais métodos de congelação, por vezes os legumes congelados têm aspectos positivos, dado que são preservados antioxidantes que se perdem nos legumes supostamente frescos. Ainda assim, pode verificar-se uma alteração da composição dos produtos processados.



Maria Bijóias

Título: Sopa - a melhor das refeições

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 6

802 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 10 )    recentes

  • SophiaSophia

    15-06-2014 às 02:16:50

    Experimentem a sopa de camarão, pois é deliciosaaa!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • Wallace RandalWallace Randal

    20-09-2012 às 17:27:33

    Olá Maria Bijóias, tudo bem? Sou super à favor das sopas, mas gosto daquelas que são cheias de legumes, verduras, que tenha algum tipo de carne, etc. Como você disse, há quem acrescente pão. E eu sou uma dessas pessoas! É uma delícia, um grande acompanhante para uma sopa quentinha. Gostei muito de saber que a sopa gera várias propriedades, com fibras e antioxidantes! Além de serem deliciosas e nos esquentarem no inverno, não é?

    ¬ Responder
  • André BelacorçaAndré Belacorça

    20-09-2012 às 11:31:01

    Uma sopa é indispensável sem dúvida, quem não gosta de uma sopinha bem quentinha antes da principal refeição? Sabe tão bem, aquele caldo verde, canja, sopa de feijão verde, açorda, tão bom. Caseira então é recomendável até de madrugada.

    ¬ Responder
  • Teresa Maria Batista GilTeresa Maria Batista Gil

    20-09-2012 às 11:12:46

    A leitora tem por hábito comer sopa?. Se sim, faz muito bem pois ela é realmente completa e vitaminada. E, com a crise é uma boa maneira de se poupar dinheiro com as refeições.Alem disso pode juntar-se um pouco de carne ou até peixe, ficando mais calórica e com proteínas e ómegas.As sopas, alem de ricas são muito saborosas e podem variar-se imenso.

    ¬ Responder
  • Gabriela TorresGabriela Torres

    20-09-2012 às 02:18:38

    Sopa é um dos pratos mais antigos e dos mais gostosos também.Pode-se fazer vários sabores e de forma muito rápida.Pode-se usar restos de legumes para incrementar uma sopinha de inverno.É realmente um prato bem interessante.

    ¬ Responder
  • Daiany Nascimento

    19-09-2012 às 13:33:40

    Olá autor, eu já tinha alguns conhecimentos sobre os benefícios da sopa e concordo com você: “A sopa, que é um dos melhores alimentos para uma dieta equilibrada” Além de garantir uma sensação de saciedade, por isso ela também é ótima para todas as pessoas que almejam perder aqueles quilinhos a mais. Obrigada.

    ¬ Responder
  • Sofia NunesSofia Nunes

    19-09-2012 às 00:39:14

    Apesar de ser vegetariana, sou gulosa, pelo que não sou grande apreciadora de sopa, debatendo-me muitas vezes comigo própria para me obrigar a comê-la. Ainda assim, sabe bem nos dias e noites de inverno, especialmente quando o tempo é pouco para preparar uma refeição mais composta. A sopa, sendo uma refeição simples, tem muitos dos benefícios de uma refeição completa, podendo ser consumida como único prato de uma refeição (mas sempre acompanhada por fruta) ocasionalmente.

    ¬ Responder
  • Adriana SantosAdriana dos Santos da Silva

    18-09-2012 às 19:59:53

    Uma das refeições mais saudáveis existente em todo o nosso planeta. Há de diversos tipos: feijão, carne, rabada, camarão, de legumes e muitos outros. Fazem bem ao corpo e à mente, são realmente deliciosos. Naqueles dias frios então, nem se fala. Excelentes para esquentar o corpo e dar uma emagrecida. A noite é a sua melhor refeição na hora de jantar. São bem leves, você se senti muito bem. Obrigada pelo seu texto, muito enriquecedor.

    ¬ Responder
  • Teresa Maria Batista GilTeresa Maria Batista Gil

    18-09-2012 às 16:48:21

    A maioria das pessoas gosta de comer sopa no início das refeições.Sem dúvida que a sopa é a melhor das refeições por incluir um grupo de alimentos muito saudáveis e benéficos para o organismo.Nos períodos de crise pode mesmo considerar-se uma refeição completa e rica, além de ficar mais económica. O que acham?

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoDora

    14-08-2009 às 11:36:55

    Concordo plenamenta!
    Desde pequena que foi habituada a comer sopa..Hoje não passo sem um bom prato de sopa Há refeição..
    Não há nada melhor!

    ¬ Responder

Comentários - Sopa - a melhor das refeições

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios