Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Utilidades Domésticas > Alimentos que não podem faltar na despensa

Alimentos que não podem faltar na despensa

Visitas: 18
Comentários: 1
Alimentos que não podem faltar na despensa

Para organizar melhor as refeições, deixando-as mais práticas e balanceadas, é importante saber fazer uma lista com os alimentos básicos que nunca podem faltar na despensa. Além disso, quando uma despensa é desorganizada o desperdício pode ser maior. Pensando nisso, confira dicas para sempre manter sua despensa organizada e com a quantidade de alimentos ideal.

1 – Limpe: Sempre deixe os armários destinados ao armazenamento de alimentos bem limpos. Se possível, limpe-os pelo menos uma vez por semana, pois questões de higiene e saúde. E não deixe os alimentos guardados próximos aos produtos de limpeza, para evitar qualquer tipo de intoxicação.

2 – Organize: Separar os alimentos por tipo ajuda a deixar o local mais organizado. Coloque os doces de um lado e os salgados de outro; separe ingredientes crus como farinha, arroz e feijão daqueles enlatados e pré-cozidos. Tente deixar os alimentos que estão próximos do vencimento na frente dos outros, assim você irá usá-los antes dos “novos”. Assim, você vai usar os alimentos antes que eles vençam e evitará o risco de utilizar ingredientes vencidos por engano.

3 – Liste: Faça uma lista fixa com os alimentos que você mais usa no cotidiano e que, portanto, não podem deixar de faltar na despensa. Fique atento as alterações de consumo que possam ocorrer e deixe a sua lista atualizada. Dessa forma será mais fácil saber a medida exata dos mantimentos necessários e não deixe nenhum em falta ou em excesso.

Principais alimentos que você deve ter na sua despensa:
Massas – Este é um tipo de alimento de preparo rápido e prático, por isso ele não pode faltar na sua despensa. Tenha sempre dois ou três tipos de macarrão, além de massa pré-cozida de lasanha.

Enlatados – Este tipo de produto geralmente demora mais para vencer, por isso uma quantidade razoável deles já é o suficiente. Procure comprar enlatados variados como sardinha, atum, ervilha, milho, palmito e frutas – pêssego, cereja e abacaxi, por exemplo.

Alimentos secos – Neste grupo esta o arroz, feijão, farinha, açúcar, amido de milho e fermento, além dos cereais e frutos secos.

Molhos – Você pode manter uma pequena variedade de molhos no armário. Como por exemplo: massa de tomate, molho de soja (shoyu), molhos para salada, molho madeira e o molho para strogonoff.

Condimentos - Adquira temperos variados como sal, alho moído e pimenta em pó. Você também pode ter sempre um pequeno estoque caldo de carne, legumes e frango.

Vinagre e óleos - O vinagre pode ser tradicional ou o balsâmico, conforme sua preferência. Além dele, você também pode ter na despensa o azeite de oliva e óleo de soja, milho ou canola, por exemplo.


Rua Direita

Título: Alimentos que não podem faltar na despensa

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 18

783 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    07-06-2014 às 21:10:34

    Super bom a dica dos alimentos que não podem faltar na despensa! Estou tentando planejar minhas refeições em casa e fiz a listinha de compras, deu muito certo!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Alimentos que não podem faltar na despensa

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios