Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Relação obsessiva

Relação obsessiva

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Visitas: 4
Comentários: 4
Relação obsessiva

O relacionamento entre pares do sexo oposto é saudável e benéfico a não ser que se caia numa relação desequilibrada para ambos.
Desde sempre que o amor foi considerado um sentimento nobre. Mas o fato de se sentir amor com alguem não invalida que se deixe de falar ou contactar com outras pessoas.
Na verdade as pessoas precisam de se relacionar com seus familiares, amigos e conhecidos. Na auséncia de algum deles pode eventualmente criar-se sentimentos pouco harmoniosos entre os pares.

Para haver um ambiente salutar em volta das pessos o amor entre pares tem que ser harmonioso e saudável.

Mas, se os pares se fecharem para os outros e viverem envoltos neles próprios, surgem as relações obsessivas com consequ^encias demasiado nefastas para ambos.
Uma relação obsessiva é sinónimo de pouca inteligência, aprisionamento, sufoco e destruição. Não é raro inclusive haver casos de morte ou outras agrssões psicológicas entre as pessoas nela envolvidas.




De fato o amor obsessivo é apenas uma doença mental, alida à mentira e à irracionalidade.
As pessoas envolvidas neste tipo de obsessão estáo por vezes ligadas a vícios de sexo , drogas ou rejeição na infância ou no ùtero materno.

Deste modo, desenvolvem um amor cego, que é apenas ilusório e , irracional e destrutivo da vida da pessoa a quem o projeta.

Este tipo de amor revela apenas carência, baixa auto-estima e perda de razão.
O que acontece é que a pessoa enferma, por ter sido regeitada nalgum momento, quer agarrar o objeto da doença mental, só para si, limitando todo o espaço ao seu amor, ao qual não dá liberdade de ação, ficando este também aprisionado.

Na realidade, quem sofre este tipo de patologia, devia ser alvo de tratamento e terapias, a fim de resolver os seus traumas de regeição, vícios ou de fraca inteligência para resolver os vazios.

Os vazios interiores devem ser sempre preenchidos pela própria pessoa enferma e não ver ou projetar no outro o modo de se preencher e ser feliz.
Infelizmente este tipo de amor é muito frequente na sociedade, a tal ponto que, não sendo tratado, desemboca na destruição, ou matar o envolvido.

Pode mesmo dizer-se que há uma vítima, que é o alvo do obssessivo,e que já nem sequer consegue libertar-se, ao ponto de resultar quase sempre em tragédia ou outros problemas no seu círculo.
A relação obsessiva, seja ela qual for é considerada uma doença mental, a quem o outro alimenta os instintos, falhas, vícios e sentimentos de rejeição ou outros.

Às vezes pode ainda estar ligada a abortos provocados ou naturais e respetivos sentimentos de perda, que não foram tratados na devida altura e ficam no subconsciente da pessoa, projetando-os no outro com sentimentos de perda , rejeição , baixa auto-estima e fracos valores morais.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Relação obsessiva

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 4

666 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 4 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    31-07-2014 às 02:54:33

    Esse tipo de relação obsessiva tem se pode chamar de amor. É um relacionamento destrutivo e sofrido, sem controle. Não dá para aceitar um homem ou uma mulher desse jeito, tem que se tratar - emocionalmente.

    ¬ Responder
  • Teresa Maria Batista GilTeresa Maria Batista Gil

    17-09-2012 às 12:19:54

    Uma relação demasiado obsessiva entre duas pessoas é altamente prejudicial e nociva.Ela revela um estado de doença mental e aprisionamento que normalmente leva à tragédia. Deste modo deve ser tratada atempadamente, afim de libertar a obsessão.

    ¬ Responder
  • Carla HortaCarla Horta

    17-09-2012 às 00:08:54

    Uma relação obsessiva pode tornar-se extremamente perigosa. Até quando acaba a situação pode piorar. A palavra stocking tem vindo a ser falada em muitos lados e até a comunicação social tem falado no assunto. O Stocking acontece durante uma relação, mas principalmente quando uma que seja obsessiva termina.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoSofia Nunes

    12-09-2012 às 15:07:12

    No amor obsessivo, que é de facto uma doença, existem duas vítimas. Afinal, quando alguém sofre uma depressão, também uma doença que coloca em risco tanto a vida do doente como de familiares e até desconhecidos, consideramos quem ela sofre como vítima de uma patologia. Não que os actos que advêm da obsessão amorosa devam ser desculpabilizados - o que considero necessário é que, a par da segurança da vítima, se assegure tratamento ao doente.

    ¬ Responder

Comentários - Relação obsessiva

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Secretária em vidro

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Mobiliário
Secretária em vidro\"Rua
A maior parte das casas tem um escritório para fazer os trabalhos relativos Á profissão ou outros. È uma divisão extremamente necessária para as pessoas se recolherem a trabalhar. Por isso o escritório deve ser um local com conforto e agradável. O ambiente torna-se extremamente importante para o recolhimento necessário e a concentração que certos trabalhos exigem. Se não se tiver no local de trabalho tem de construir-se em casa.

Em todas as profissões é útil ter uma secretária para colocar um computador portátil. Livros e outros acessórios. É uma peça de mobiliário que não se dispensa de forma nenhuma. Desde sempre que foi indispensável na escola, no escritório, na empresa. A sua funcionalidade é como a do computador que praticamente não se dispensa. Para onde se vá leva-se o computador portátil a servir de complemento.

No que diz respeito à secretária ela exige um bom material e design bonito. E de facto há secretárias muito belas desde o seu modelo ao material e design. Por exemplo uma secretária em vidro fica muito bem num escritório amplo de uma vivenda ou numa empresa particular bem decorada. Pode colocar-se também num pequeno escritório de um apartamento ou numa sala especial e decorada a gosto. Há quem prefira ter uma secretária num espaço pequeno especificamente para trabalho. Deste modo concentra-se mais nele e não pensa no que tem para fazer em casa. Ou seja, dá mais prioridade ao que eventualmente tenha que fazer numa secretária. Para além de ajudar a decorar e embelezar o espaço onde se coloca dá um certo ar de charme e gramou num ambiente. Se este for decorado com objectos bonitos de decoração e uma estante para livros dá um ar mais intelectual ao ambiente. Deste modo mais propício para o recolhimento.

Não é por acaso que muita gente prefere o seu escritório para passar as horas que dispõe no seu quotidiano ou fins – de - semana. É um local propício a pensar mais nos projectos, no trabalho e nos encargos da vida. Deste modo cada divisão da casa tem uma funcionalidade diferente e um ar distinto dos restantes.

Não quer dizer que uma secretária em vidro não fique adaptada noutro local que não seja para o trabalho de estudantes ou outros, ela pode ainda adaptar-se para embelezar ou harmonizar espaços que estejam por preencher numa casa maior ou outro local. Sem dúvida que a secretária em vidro não vai deixar mal nenhum espaço onde se coloque.

Pesquisar mais textos:

Teresa Maria Batista Gil

Título:Secretária em vidro

Autor:Teresa Maria Gil(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    20-04-2014 às 15:52:38

    Fantástico texto! A Rua Direita agradece!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios