Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > A Revolução Russa

A Revolução Russa

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Visitas: 2
A Revolução Russa

Caminhando contraria à onda de transição entre o sistema feudal e capitalista, a Rússia foi relutante em mudar. Inclusive a industrialização aconteceu tardiamente, apenas a partir da metade do século XIX. E neste tempo o governo ainda era controlado pelos Czares (imperadores).

A industrialização da Rússia reforçou a desigualdade, visto que o país era o maior da Europa naquele tempo, e a maioria de sua população pertencia a alguma região rural. Em 1861 houve o pontapé inicial da reforma agrária, com a libertação dos escravos. Mas a desvantagem social não só permaneceu, como agravou, uma vez que o Czar Alexandre III promovia perseguições e banimentos aos marginalizados.

Na guerra contra o Japão que aconteceu entre 1904 e 1905 a Rússia política se afundou ainda mais. Neste período surgiram as primeiras manifestações organizadas pelo Partido Constitucional Democrata (Cadete), grupo formado por parte da elite e que lutava por reformas sociais econômicas e políticas. Uma destas manifestações ficou conhecida como Domingo Sangrento, por gerar centenas de mortes.

Em 1905, após inúmeras pressões e manifestações, o Czar Nicolau II promoveu a convocação de um congresso, embora o poder ainda estivesse nas mãos dele. Surgiram então vários comitês de diversas camadas sociais, as quais tiveram papel importante na revolução de 1917, da qual foi marcada pela renúncia do Czar.

Após um período de governo provisório, houve a consolidação do novo governo, com grandes transformações lideradas por Lênin. Em 1922 formou-se finalmente a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), de regime econômico socialista.

Em 1924, após a morte de Lênin, uma grande cisão na disputa pelo governo marcou o período. De um lado Stálin com seu partido Comunista e de outro, Trotski, um dos grandes líderes da revolução de 1917. Em 1928 Stálin assumiu o poder, e Trotski, exilado no México, foi assassinado. O governo de Stálin foi próspero (com a implantação de inúmeros planos econômicos), porém duro (com características totalitárias).

Este é um breve resumo dos acontecimentos marcado como Revolução Russa. Para mais informações e detalhes, é aconselhável buscar mais conteúdos em livros de história, especialistas no assunto, ou sites que tenham como tema principal a história deste incrível país.

Bons estudos!


Wallace Randal

Título: A Revolução Russa

Autor: Wallace Randal (todos os textos)

Visitas: 2

797 

Comentários - A Revolução Russa

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os benefícios do piso laminado

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Materiais Construção
Os benefícios do piso laminado\"Rua
Ao se realizar uma obra, ou na renovação de ambientes, há sempre muitas opções de técnicas e tecnologias de construção civil, arquitetura e decoração a serem escolhidas da forma mais adequada ao resultado que se espera. O piso adequado ao ambiente que se está construindo ou reformando é uma questão bastante relevante para o sucesso do empreendimento e para o bem-estar dos usuários.

Os tipos de pavimentos ou assoalhos ou revestimentos são diversificados e para cada tipo de ambiente, construção e gosto pessoal há um mais adequado. Pelos inúmeros benefícios que tem apresentado, o piso laminado tem sido bastante escolhido como revestimento nos ambientes modernos. Ele é composto por quatro camadas, feitas de fibras de madeira de alta densidade, lâminas de celulose, lâminas decorativas e filme cristalino de celulose, colados diretamente ao chão. Essa composição garante estabilidade, beleza, resistência, facilitando a limpeza. Somente com estes argumentos já se pode notar as vantagens desse tipo de piso, contudo ainda existem outras.

Os pisos laminados custam menos que os pisos de madeira, seu substrato é ecologicamente correto, já que as madeiras utilizadas na composição desse piso provêm de florestas certificadas e possui fácil instalação, sem a necessidade de pregá-lo ao chão. Além disso, os pisos laminados não precisam de envernizamento como os pisos de madeira que causam mau cheiro e sujeira. Os pisos laminados são mais resistentes que os pisos de madeira devido a sua alta pressão. A superfície dos pisos laminados de alto tráfego contém papel decorativo que garante diversas possibilidades de estampas e combinações.

Existem, portanto, dois tipos distintos de pisos laminados. Os pisos laminados de madeira têm em sua composição madeira natural e são revestidos com verniz. São indicados para ambientes residenciais e menos movimentados. Os pisos laminados de alto tráfego são compostos por madeiras de alta densidade cobertas por papel decorativo. São mais resistentes e, em virtude disso, indicados para ambientes de grande circulação. Podem estar em ambientes residenciais, porém para ambientes comerciais é o ideal.

Os pisos laminados são resistentes à luz do sol, a riscos e a manchas. São práticos devido à diversificada opção de padrões e funcionais devido à facilidade de limpá-lo. Acomodam-se perfeitamente em qualquer ambiente, proporcionando fácil decoração. Entretanto, medidas para mantê-lo em bom estado por mais tempo (apesar da sua alta durabilidade) devem ser tomadas. Colocar proteção na entrada das portas evita a instalação de sujeira e pedras. Forrar móveis e peças decorativas, que entrem em contato com o piso, é recomendado, a fim de não marcá-lo. Esses forros podem ser feitos com tecidos felpudos ou recortes em feltro. Forrar os móveis ao movimentá-los é apropriado para não riscar o piso. Salto alto fino com base metálica também marca esse tipo de piso. Evitar molhar em demasia o piso é necessário, pois caso contrário pode haver o inchamento do piso. Deve-se mantê-lo sempre seco.

Esse tipo de piso também tem a vantagem de não carregar cupins, contudo é preciso verificar as condições de presença desses insetos. Ambientes com cupins requerem a desintetização prévia.

Pesquisar mais textos:

Rosana Fernandes

Título:Os benefícios do piso laminado

Autor:Rosana Fernandes(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    12-05-2014 às 12:45:43

    O piso laminado é muito bom, sua durabilidade é de quase 40 anos e são mais fáceis de manter.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • silvana 22-02-2014 às 18:17:44

    o piso laminada tem durabilidade de quantos anosposso passar pano umido no piso loaminado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios