Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > O grito da Independência

O grito da Independência

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
O grito da Independência

Independente das teorias sobre qual a situação raiz que desencadeou a independência do Brasil de Portugal, há um ponto no qual pode-se concordar: a vinda da família real para o Brasil teve influência importante neste fato.

A partir da segunda metade do século XVIII pequenos empreendedores começaram a surgir, movimentando a economia da região centro-sul do Brasil. Porém, as reformas políticas feitas pelo marquês de Pombal (1699 -1782) reforçavam os laços entre Portugal e sua Colônia, e que favorecessem as famílias já ricas promovendo uma desigualdade. Esse vínculo contribuiu para a crise que rompeu os laços entre a colônia e a metrópole.

A família real portuguesa veio para o Brasil em 1807, em fuga das tropas inglesas que romperam o bloqueio continental feito por Napoleão Bonaparte em 1806. A instalação do pessoal foi no Rio de Janeiro, que cresceu em importância, fazendo as relações econômicas de a região aumentar significativamente. A estrutura da cidade também mudou, forçando um crescimento estrutural arquitetônico e expulsando os pobres para as periferias.

A primeira etapa para a transformação do Brasil em metrópole foi a abertura dos portos para as nações amigas (a.k.a. Inglaterra). Apesar de alguns comerciantes lusitanos protestarem, a decisão foi bem aceita, uma vez que os exportadores estavam livres para negociação. Em 1810 foi implantado o Tratado de Navegação e Comércio, que fortaleceu a aliança com a Inglaterra. Com este tratado Portugal obrigou-se a reconhecer os ideais antiescravidão, apresentado pelos ingleses.

Porém, a mudança para metrópole não ocorreu sem resistência. Um exemplo bem nítido foi a revolução de Pernambuco, em 1871, que, impulsionados pela situação crítica do Nordeste, fez surgir um movimento de descentralização econômica e libertação do Nordeste. Rebeldes inclusive tomaram a cidade por 3 meses, mas a instabilidade levou a revolta ao seu fim.
Mesmo com os laços entre Brasil e Portugal desfeitos, a corte portuguesa relutou em sair do Brasil, mesmo com o Congresso de Viena exigindo sua volta. D. João então incluiu o Brasil, em 1815, como membro do Reino Unido de Portugal e Algarves, matando dois coelhos com uma bala: deu mais poder político ao Brasil, e justificou sua permanência no país. Mas a corte portuguesa não se contentou com esta nova condição, gerando uma nova revolução em 1820.

A revolução do porto de 1820 veio maquiada como uma luta a favor de ideais liberais, mas o que realmente a corte portuguesa queria era a recolonização do Brasil para curar a crise. Exigiam a volta de D. João par Portugal, e tomaram o país elegendo pessoas da própria Corte. No Brasil, foram organizados os partidos brasileiro, português e liberal radical, que construiu a nova Constituição.

D. João VI volta para Portugal em 1821, deixando seu filho, D. Pedro, como regente. Pressionado por ambos os lados (Portugal querendo que toda a família real voltasse para o país, e os brasileiros exigindo que ficassem), D. Pedro decidiu ficar (em 1822, conhecido como Dia do Fico). Assim foi-se moldando a independência.

No mesmo ano D. Pedro, junto com o partido brasileiro, convocou uma Assembleia Constituinte para romper de vez os laços de colônia - metrópole. A decisão foi positiva pela maioria, e mas Portugal se declarou contra. As tropas enviadas por Portugal para exigir o retorno do príncipe, e a sua liderança política formaram uma das situações mais conhecidas no Brasil: o grito da independência, em 7 de setembro de 1822.


Wallace Randal

Título: O grito da Independência

Autor: Wallace Randal (todos os textos)

Visitas: 0

682 

Comentários - O grito da Independência

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Saiba como fazer divulgação a partir de casa e tenha sucesso

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Publicidade
Saiba como fazer divulgação a partir de casa e tenha sucesso\"Rua
Para todos os tipos de negócios, produtos ou serviços, se pretende obter resultados é fundamental divulgar. Não adianta ficar preso a ideia de que o seu trabalho é bom se ninguém sabe que ele existe. Seria como ter uma biblioteca contendo todo o tipo de informação sobre os mais variados temas no fundo do mar, ou no meio de uma floresta desconhecida. Afinal, o que faria com tanta informação se não tem acesso a ela?

Vamos entender o seguinte; quanto maior o número de pessoas receberem diariamente informação sobre o negócio em questão, maior a possibilidade de retorno, mesmo que seja de 1% ou menos. O mais importante é se fazer presente e não perder o foco, o que significa que, mesmo o retorno parecendo ser relativamente pequeno, sem nenhuma divulgação, seria um fracasso.

Dicas para fazer divulgação:

Primeiro é preciso determinar quais os veículos irá utilizar como ferramenta de marketing, depois, quanto tempo irá empregar nessa tarefa e criar um script (texto) de abordagem e apresentação que seja atraente, porém não muito extenso.

Com a oportunidade que a internet nos dá atualmente, é o meio de divulgação mais rápido, barato e prático que se pode ter, porém, não se empolgue muito. É preciso seguir alguns passos para que de fato dê certo. Usar a internet como mecanismo para divulgar, não é ficar atirando para todos os lados sem seguir uma estratégia que funcione como porta de atração.

Então, comece criando um site ou blog e contrate um serviço de hospedagem, os sites grátis têm extensão do fornecedor, o que pode tirar a característica de algo profissional, mas lembre-se de registrar um domínio, há muitos serviços de hospedagem com preço baixo.

Faça inscrição nas principais redes sociais e atualize todos os dias, é uma ótima ferramenta.
~
Crie anúncios e insira nos sites de classificados, como por exemplo, aqui no Rua Direita, que é grátis e tem grande número de visitações diárias.
Prepare uma campanha de incentivo usando o YouTube, com um vídeo explicativo de no máximo 2 minutos. O mais importante aqui é despertar o interesse para que visitem o site.

Faça uma lista de todos os seus contatos e envie informativo por e-mail, mas cuidado para não praticar spam, ou seja; enviar para quem não conhece ou não lhe autorizou. Telefone para os amigos e familiares e conte as novidades sobre o trabalho com simpatia e entusiasmo. Peça a eles indicação para que possa também falar com os contatos deles e o principal; acredite no sucesso, se empenhe com seriedade e determinação.

Pesquisar mais textos:

*lss Cabelos *

Título:Saiba como fazer divulgação a partir de casa e tenha sucesso

Autor:*lss Cabelos *(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios