Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Mobiliário > Cadeiras em Acrílico

Cadeiras em Acrílico

Categoria: Mobiliário
Comentários: 1
Cadeiras em Acrílico

Tudo está na moda, desde que seja original e diferente. Objectos estranhos mas repletos de design, mobiliário diferente com um carácter mais decorativo do que de arrumos e até mesmo adereços originais e raros. O mais interessante é ser único, e isto consegue-se quer seja comprado numa superfície comercial casado com peças feitas á mão, quer sejam mobiliários desenhados e executados em exclusivo.

Na decoração da nossa casa, tentamos permanentemente ser originais, mas transformar tudo o que temos, por exemplo numa sala, em algo extraordinário pode ser uma tarefa árdua.

Diz-nos a cultura Portuguesa que é importante ter uma sala de jantar para receber amigos ou fazer jantares mais importantes, como o assinalar de uma data. Muitas vezes, as zonas de refeição têm de estar incluídas obrigatoriamente na mesma zona que a sala, e conjugar estes dois espaços pode ser um casamento difícil e muitas vezes impossível.

Queremos uma transformação única e as ideias podem começar a escassear.

Na altura de escolher as cadeiras da mesa de jantar, a procura é cansativa e muitas vezes desgastante. Mas como ser original sem sobrecarregar a mini sala, transformada também em espaço de refeições?

A resposta é muito simples, e original, e nem sequer temos esta ideia, na maior parte das vezes.

As cadeiras de acrílico são uma realidade extraordinária e com um potencial único. Este material é de molde fantástico e os designs podem ser de fazer inveja.

Independentemente do ar ou estilo decorativo que quer dar á sua sala, as cadeiras de acrílico vão ajudá-la a conseguir o que quer obter.

Exótico, clássico, moderno, étnico, enfim, m nunca mais acabar de coisas diferentes e únicas.

Mas se julga que é só na sala de jantar que consegue juntar umas cadeiras de acrílico, está enganada. No quarto das crianças ou jovens, na mesa do computador, estas cadeiras podem transformar todo o ambiente.

Também na cozinha, para sentar numa mesa alta, podemos encontrar cadeiras de acrílico de pernas altas, bem ao estilo dos bares Americanos.

Em todo o lado estas cadeiras podem ser incluídas tanto para a prática do dia-a-dia, como para decoração.

Servem, estas cadeiras, para todos os locais. Grandes ou pequenos. Se o espaço for de uma boa dimensão, pode optar por cadeiras tingidas de qualquer cor, mas se o espaço que tem é pequeno, opte por cadeira de acrílico transparente.

Podem, estas cadeiras ser trabalhadas, ou lisas, e se for uma pessoa cheia de imaginação, saiba que existem artesãos, que lhe podem executar todas as cadeiras sem qualquer problema.

O único ponto menos positivo, serão os riscos em cadeiras de baixa qualidade. Os botões de umas calças de ganga, por exemplo, podem marcar as ditas. Esta situação pode não acontecer, dependendo da qualidade do acrílico.

No entanto, veja por si mesmo a beleza destas cadeiras e imagine-as no seu espaço lá de casa. Apaixone-se depois de ver alguns trabalhos em moda.


Carla Horta

Título: Cadeiras em Acrílico

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 0

761 

Imagem por: tiloe

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    20-04-2014 às 16:15:17

    Muito boas dicas. A Rua Direita agradece muitíssimo!

    ¬ Responder

Comentários - Cadeiras em Acrílico

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Imagem por: tiloe

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios