Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > DVD Filmes > Quando queremos ver um filme

Quando queremos ver um filme

Categoria: DVD Filmes
Quando queremos ver um filme

Ver um bom filme é uma forma eleita por muitas pessoas para uns merecidos instantes de descanso e descontracção. A questão é que, inúmeras vezes, quando se pára para ter esses momentos, os canais de televisão não satisfazem o desejo de uma película que se coadune com o actual estado de espírito. Ou há-de ser muita violência, quando o que se precisa é de paz, ou um enredo muito triste, quando se sente necessidade de rir, ou um argumento demasiado parado, quando se requer estímulo para a acção. Também acontece em algumas fitas, que mais parecem uma manta de retalhos, não se perceber o alinhamento das cenas, consubstanciando a séria desconfiança de que não se trata de uma verdadeira história e de que alguém talvez se tivesse esquecido de elaborar o guião!

Independentemente disso, há películas para todos os gostos, com lágrimas para os mais chorões, suspiros profundos para os românticos, palavrões e pancada para os “durões”, suspense para as almas mais despertas, e até sustos de alta qualidade para os amantes do terror. É bom que a coragem destes últimos tenha consequências mais práticas do que o simples eco das palavras a proferi-la; não vá ocorrer que a humidade nas calcinhas contrarie o que a boca diz…

Os fantasmas e os esqueletos são um recurso sobejamente utilizado para testar a valentia dos espectadores.
Normalmente, os gritos provêm de audazes que apenas querem mostrar que, se tivessem medo, era naquelas circunstâncias que o sentiriam e daquele modo que o exprimiriam. As crianças, sinceras por natureza, pelo menos têm a bravura de assumir, como gente grande, os seus temores.

E se, de repente, numa conversa de esqueletos um deles afirmasse não ser capaz de dar um triplo salto mortal por receio de arriscar a pele?
Ou se aparecesse um fantasma supersticioso a perguntar a outro se acredita em humanos? Diferente, não é? Acaba por ser uma viagem ao outro lado de uma pseudo-realidade em que muitos acreditam, mas que provoca arrepios e pavor noutros tantos. Não obstante, há quem goste de um bom desafio e queira pôr à prova os seus supostos limites. É como a montanha russa: grita-se por uma coisa que, no fundo, dá prazer.

Umas horas prazeirosas é o que procuram aqueles que recorrem à imensa variedade de oferta que os DVD proporcionam. De facto, o preenchimento de determinada expectativa contribui para a boa disposição e, por conseguinte, para o bem-estar.

Maria Bijóias

Título: Quando queremos ver um filme

Autor: Maria Bijóias (todos os textos)

Visitas: 0

640 

Comentários - Quando queremos ver um filme

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios