Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > Aprenda a emagrecer com os homens

Aprenda a emagrecer com os homens

Categoria: Beleza
Aprenda a emagrecer com os homens

Não há igualdade entre homens e mulheres quando o assunto é perder de peso. Emagrecer é biologicamente mais fácil para eles, afinal, os músculos a mais e os hormônios a menos têm impacto direto no metabolismo e na fome. Além disso, elas costumam colocar expectativas muito altas no emagrecimento. Já pensou “quando eu for magra vou ser feliz” ou algo do tipo? Então, isso é algo que eles não fazem. Mas existem alguns hábitos que podem ser copiados deles para acelerar o emagrecimento delas também. Confira.

1 - O que eles têm: mais massa muscular
Comparado às mulheres, os homens têm mais músculos e menos gordura, o que garante um gasto maior de calorias, mesmo quando eles estão descansando, e, consequentemente, um metabolismo mais acelerado. Além disso, a massa muscular tem papel essencial na captação de glicose, substância que ajuda no acúmulo de gordura.

O que nós podemos fazer: Musculação ou outra atividade que renda músculos mais fortes, como pilates ou boxe.
Mas se você estiver em processo de emagrecimento, é melhor trocar a balança pela fita métrica. Isso porque o músculo também pesa e, mesmo perdendo gordura, você verá que o ponteiro da balança não irá abaixar como o esperado. Mas ao contrário da gordura, que ocupa muito espaço nos lugares errados, o crescimento dos músculos é mais restrito e localizado. Ou seja, o aumento da massa muscular vai te dar curvas e você verá suas medidas diminuindo progressivamente.

2- O que eles têm: equilíbrio hormonal
Para começar, eles não têm TPM, que vem acompanhada daquele desejo súbito de comer uma barra de chocolate (das grandes). Além disso, não passam, como as mulheres, por oscilações hormonais durante o dia todo. Um estudo realizado na Universidade de Ottawa, por exemplo, descobriu que os hormônios são os responsáveis pelo aumento do apetite das mulheres após o exercício. Os homens não sentem o mesmo efeito.

O que nós podemos fazer:
Se os sintomas da sua TPM forem muito intensos, vá ao ginecologista e pensem juntos na possibilidade de fazer uma terapia hormonal para reequilibrar seu corpo. Para controlar a vontade de comer doces no período menstrual, o ideal é apostar em alimentos adocicados, pouco calóricos e com índice glicêmico baixo, ou seja, aquele que mantém a liberação de glicose constante no sangue. Iogurte com pedacinhos de fruta e farelo de aveia é uma boa opção. Devorar um doce cheio de açúcar vai elevar sua glicose, que vai cair bruscamente depois e novamente gerar o desejo de comer um bolo de chocolate inteiro sozinha. Para evitar comer demais após o treino, faça um lanchinho saudável antes de ir malhar.

3- O que eles têm: menor carga emocional
De acordo com o The National institute of Mental Health dos Estados Unidos, de 5 a 15% dos indivíduos diagnosticados com anorexia ou bulimia são homens. Entre os diagnosticados com compulsão alimentar, apenas 35% são homens. A pressão da mídia, da sociedade e às vezes até da família para que a mulher esteja dentro dos “padrões” é maior em comparação com a imposição sentida pelos homens. Tudo isso faz com que ela coloque na perda de peso mais expectativas e inseguranças.

O que nós podemos fazer:
Buscar ajuda para passar por esse período. Conversar com alguém – seja um amigo, um parceiro ou até um psicólogo (existem alguns que são especialistas em emagrecimento) – ajuda a aliviar a carga emocional e a enxergar a perda de peso de forma realista.


Elisangela Lourenço de Oliveira

Título: Aprenda a emagrecer com os homens

Autor: Elisangela Lourenço Oliveira (todos os textos)

Visitas: 0

186 

Comentários - Aprenda a emagrecer com os homens

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios