Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Animais Estimação > Óleo de Coco para o seu Cão

Óleo de Coco para o seu Cão

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Animais Estimação
Visitas: 6
Óleo de Coco para o seu Cão

O uso de óleo de coco remonta os anos 1500 a.C. Muitas regiões tropicais, como a Polinésia, a África, a Ásia e a América do Sul e a Central têm utilizado muito óleo de coco. O fruto pode ser usado para usos culinários na carne, consumido em forma de leite, água e óleo. Os nativos destes países também utilizam o óleo de coco como um antibiótico natural. O coqueiro tem sido referido como a "árvore que dá tudo o que é necessário para viver. O ácido láurico no óleo de coco é responsável por muitos dos seus benefícios. Este ácido fornece ao óleo de coco a sua cura, as propriedades anti-virais e as propriedades anti-bacterianas. A única outra fonte natural de ácido láurico é o leite materno humano.

O óleo de coco é uma gordura saturada, composta de uma cadeia média de ácidos gordos. Estes ácidos hidratam a pele e fornecem uma barreira de proteção. O óleo de coco contém, além de ácido láurico, ácido cáprico e ácido caprílico.

Devido às suas propriedades o óleo de coco é um excelente remédio para os cães que sofrem de pele seca e irritada. Este óleo tem sido elogiado durante séculos por muitas culturas tropicais. O óleo de coco tem sido referido como um óleo milagre, pois oferece uma série de benefícios para a saúde e tratamentos para uma variedade de doenças. Este óleo tem propriedades anti-inflamatórias, antibacterianas, antifúngicas e propriedades imunes de reforço. O óleo de coco, naturalmente alivia a pele seca e prurido do seu cão.

Pode utilizá-lo na sua pele e cabelo, assim como na pele e pelo de outros animais. Este produto é extremamente rico e benéfico para a saúde. Este produto possui uma infinidade de aplicações, podendo também ser utilizado como suplemento alimentar para melhorar a saúde do seu cão. A adição de óleo de coco na dieta de um cão fornece uma fonte adequada de gordura saturada saudável. A dose recomendada para cães de pequeno porte é 1/4 colher de chá por dia, durante duas semanas. A quantidade pode ser aumentada para até 1 colher de chá por dia, uma vez que o estômago do seu cão se tenha habituado ao óleo. Os cães maiores podem ingerir uma colher de sopa por dia, durante duas semanas. A dosagem pode, em seguida, ser aumentada gradualmente. O óleo de coco vai trabalhar de dentro para fora para melhorar a pele seca.

Use o óleo de coco como uma cura e pomada tópica de proteção. O óleo de coco faz maravilhas como um bálsamo de cura para a pele seca do seu cão. Quando aplicado diretamente na pele, penetra nas camadas mais profundas para fortalecer e proteger os tecidos subjacentes. O óleo reduz a inflamação da pele, bem como as infeções. Para aplicar topicamente, comece com um punhado de óleo e massage diretamente nas áreas secas da pele. O óleo rico é absorvido rapidamente. O óleo de coco vai deixar a pele tropical, macia e saudavelmente cheirosa.

Rua Direita

Título: Óleo de Coco para o seu Cão

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 6

798 

Comentários - Óleo de Coco para o seu Cão

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios