Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Arte > Romantismo, um movimento cultural do século XIX

Romantismo, um movimento cultural do século XIX

Categoria: Arte
Visitas: 34
Romantismo, um movimento cultural do século XIX

O Romantismo, um movimento cultural do século XIX, surgiu na Alemanha, com o movimento Sturm und Drung. Espalhou-se pouco depois à Inglaterra, à França e, em particular, a Portugal. Teve lugar em várias áreas da cultura, como a literatura, a pintura, a arquitectura, a escultura e a música.

O romântico cultivava o culto do eu na figura do «herói romântico». Era um ser desolado, melancólico, insatisfeito, que aspirou às emoções violentas no lugar da razão e construiu o mundo à sua maneira.

Exaltou a liberdade, o pano de bandeira da Revolução Liberal (1830), em França. Surgiu, assim, das mãos de Eugène Delacroix, A Liberdade Guiando o Povo, uma alegoria à liberdade, figurada pela mulher com peito desnudo, que segura a bandeira francesa. para além de exaltar a liberdade, o romântico anseia pela Liberdade, pelo fim das regras políticas, morais e sociais. Ele procurou a verdade absoluta e a perfeição com todo o seu desejo, ignorando a razão.

Privilegiou a Natureza como o locus horrendus, em vez do locus amoenus do Renascimento, ou seja, a natureza entra m conflito, provocando imagens sombrias, escuras, desafiando sensações violentas. William Turner mostrou ao mundo, através das suas pinturas, este locus horrendus.

O Romantismo valorizou ainda o Individualismo. O «Eu» era o elemento de destaque. Contudo, o romântico era um ser sofredor, que lhe fez desejar a morte (mal du siècle).
Interessava-se, ainda, pela Idade Média, os castelos e as nostalgias das suas lendas, e pelo Nacionalismo, os costumes que enriquecem uma pátria.

A Literatura foi importante para o romântico se expressar, nomeadamente, pela poesia.

Destacaram-se alguns nomes ainda conhecidos: Lord Byron, John Keats, Alfred Louis Charles de Musset, entre outros. Victor Hugo destacou-se no teatro, com a peça Hernani, em cena em 1830.

A pintura romântica ofereceu um grande colorido, com figuras em posses naturais e expressivas, como por exemplo O Fuzilamento do 3 de Maio de Francisco Goya.

Não tão desenvolvidas, ficou a arquitectura e a escultura, destacando-se, ainda assim, François Rude na segunda arte.

Por fim, na música destacaram-se nomes como Chopin, Liszt, Grieg, Paganini, e, sobretudo, Beethoven, em a Sinfonia Heróica. Verdi desenvolveu a ária de ópera.


Daniela Vicente

Título: Romantismo, um movimento cultural do século XIX

Autor: Daniela Vicente (todos os textos)

Visitas: 34

807 

Comentários - Romantismo, um movimento cultural do século XIX

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O que é uma Open House?

Ler próximo texto...

Tema: Imóveis Venda
O que é uma Open House?\"Rua
Este é um tema que vem pôr muito a lindo o trabalho de alguns mediadores imobiliários e do seu trabalho.

Quando temos um imóvel para vender, muitos são os métodos a utilizar e os meios que nos levam até eles para termos o nosso objetivo cumprido – A venda da Casa.
Quando entregamos o nosso imóvel para que uma mediadora o comercialize, alguns aspetos têm de ser tidos em conta, como a legalidade da empresa e quem será a pessoa responsável pela divulgação da sua casa, mas a ansia de vermos o negócio concretizado é tanta, que muitas vezes nos escapa a forma como fazem a referida divulgação e publicidade do imóvel.

Entre anúncios na internet e as conhecidas folhas nas montras dos estabelecimentos autorizados, muitas mediadoras optam por fazer uma ação que está agora muito em voga que é uma Open House. Mas afinal, o que é isto de nome estrangeiro que tanto se vê pelas ruas e em folhetos de anúncio?

Ora bem, a designação em Português é muito simples – Casa Aberta. E na realidade, uma Open House é isso mesmo. Abrir uma Casa para que todos a possam ver. NO entanto, requerem-se alguns aspetos que as mediadoras normalmente preveem, mas que é fundamental que o proprietário do imóvel também tenha consciência e conhecimento.

Por norma as imobiliárias só fazem este tipo de intervenção e ação em imóveis que têm como exclusivo, isto é, quando é uma só determinada mediadora, a autorizada a poder comercializar o imóvel.

Em segundo lugar, este tipo de ação de destaque requer à mediadora custos com tempo, recursos humanos e financeiros.
A mediadora começa por marcar um dia próprio que por norma é datado para um feriado ou fim de semana. Faz então publicidade local através de folhetos e flyres anunciando a Open House, o dia e a hora, tal como o local. Muito provavelmente serão tiradas fotografias ao seu imóvel.

Através de redes sociais também poderão ser divulgadas as ações.
No dia da Open House, o local será indicado com publicidade da sua casa e da imobiliária e começarão a aparecer visitas ao imóvel.

Sugiro que não tenha mobiliário e muito menos valores em casa. O ideal será o imóvel estar desocupado de todos e quaisquer bens, por uma questão de segurança, mas também porque as áreas parecerão maiores e isso com toda a certeza ajuda à venda.

A imobiliária será responsável pela limpeza e trato do imóvel, pelo que se ocorrerem danos, serão eles os responsáveis.
Neste tipo de ações, é normal que a concorrência das imobiliárias apareça e faça parcerias que para si só trará vantagens.

Uma Open House pode não ser uma ação de destaque em Portugal, mas por exemplo nos Estados Unidos, é o normal e mais agradável. Os clientes não se sentem pressionados como numa visita normal e os negócios concretizam-se com muito mais rapidez e naturalidade.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:O que é uma Open House?

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios