Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Arte > Cronologia do Egito - 3000 mil anos de história

Cronologia do Egito - 3000 mil anos de história

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Arte
Cronologia do Egito - 3000 mil anos de história

No período arcaico, o deus venerado e o rei andam juntos na arte. Os túmulos ficam na margem esquerda do rio, a Ocidente. Nos meses de junho, julho, agosto, setembro e outubro, o rio Nilo inunda as margens dando origem às terras férteis do Egito. A arte destes tem pequenos pormenores que a distinguem: aleta (acessório complementar do vaso para o transporte, onde se passa uma corda), maça periforme (símbolo da realeza e do poder) e as personagens (desnudas ou com estojo fálico).

O império Antigo foi fundado pelo rei Djoser. É um período glorioso e próspero na História do Antigo Egito. Heliópolis é o centro religioso da grandeza, onde se venera o deus rá. As primeiras construções em pedra surgem no reinado do rei Djoser, com o seu genial arquiteto, Imhotep. Os enterros reais eram geralmente identificados por um edifício retangular, a mastaba.

O governo central do Império Antigo desintegra-se com a morte do rei Pepi II, que levou à turbulência do 1º Período Intermédio (2200-2060 a.C.). Os senhores locais alimentam antagonismos entre o Alto e o Baixo Egito. As duas regiões só voltaram a encontrar-se na XI Dinastia, no reinado de Mentuhatep II, um rei que uniu de forma gradual o Egito. A capital passa para Tebas.

Os faraós do Império Médio tentaram uma política de consolidação, centralizando o poder. A ordem ficava assim estabelecida. O culto do deus Amon torna-se a religião oficial de Tebas.
O 2º Período Intermédio, de 1554-1080 a.C., deve-se à usurpação do poder pelos governadores provinciais.

O Império Novo, de 1554-1080 a.C., abandonaram os tradicionais túmulos com pirâmides, a aderindo aos túmulos escavados na rocha. A partir da entrada, um corredor descia na rocha em direção à câmara funerária. A câmara funerária era, habitualmente, decorada com pinturas do rei com deuses fúnebres, ligados à morte.

Na Época Baixa, de 1080 a 332 a.C., o Egito conhece uma governação instável com conflitos políticos e sociais, perdas de possessões e progressiva deterioração do poder.

Os Macedónios estiveram no Egito entre 332 e 305, sendo substituídos pelos Faraós Ptolomaicos, que permaneceram no país banhado pelo Nilo até 30 a.C.


Daniela Vicente

Título: Cronologia do Egito - 3000 mil anos de história

Autor: Daniela Vicente (todos os textos)

Visitas: 0

721 

Comentários - Cronologia do Egito - 3000 mil anos de história

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios