Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Arte > A laicização da sociedade, a bem ou a mal!

A laicização da sociedade, a bem ou a mal!

Categoria: Arte
Visitas: 52
Comentários: 1
A laicização da sociedade, a bem ou a mal!

Os republicanos da geração de 48 não desejavam cortar ligações com o Cristianismo. Todavia, a Igreja Católica lançou-se nos ataques contra todos os ideais que o Republicanismo defendia, colocando-se do lado conservador. Os republicanos chegam, então, a um ponto de consenso: expulsar Deus da constituição, pois o homem católico não é racional e não tem uma mentalidade crítica. Só o homem laico poderia considerar os ideais que vieram de França: Liberdade, Igualdade e Fraternidade. O programa laico dos republicanos pretendia romper a ligação religiosa à política, sem, contudo, deixar, por algum momento, de respeitá-la, enquanto religião predominante no país.

A lei da Separação do Estado e da Igreja surgiu a 20 de Abril de 1811, e reivindicava que a religião Católica deixava de ser a religião oficial do Estado, passando este a ser um Estado laico, aberto a todas as religiões desde que estas não ofendessem a moral pública. Esta lei defendia ainda a proibição de emblemas religiosos em lugares públicos, excepto nos lugares destinados à prática da religião. Esta lei foi o culminar da promulgação de outras leis, que foram, ao longo do tempo, ao encontro do intento laicizador do Estado. Destas destacam-se: a 19 de Outubro de 1910, abolição dos juramentos religiosos, a 19 de Novembro, a extinção da Faculdade de Teologia, a 25 de Dezembro, o reconhecimento do divórcio, a 18 de Fevereiro de 1911, expulsão das ordens religiosas e introdução do registo civil obrigatório e a 29 de Março do mesmo ano, imposição da aconfessionalidade do ensino.

Como era de se esperar de um país fortemente católico, o projecto laicizador encontrou forte oposição. As leis anteriormente descritas levaram mesmo à intervenção do Papa Pio X, a 24 de Maio. Os primeiros anos do regime republicano foram marcados por uma intensa guerra religiosa, deixando cair por terra a afirmação de Afonso Costa, que defendia que Portugal estava preparado para a laicização da sociedade.

Da religião cristã também se afastou o ensino. Após alguns dias da revolução, a 22 de Outubro de 1910, foi proibido o ensino da doutrina cristã nas escolas primárias. Também as Universidades foram alvo de um processo de laicização. Assim, os alunos viram suprimir os juramentos a que estavam sujeitos. O uso da batina e da capa passou a ser, a partir deste momento, de uso facultativo.

Daniela Vicente

Título: A laicização da sociedade, a bem ou a mal!

Autor: Daniela Vicente (todos os textos)

Visitas: 52

774 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoRuben

    09-08-2012 às 18:51:18

    Muito esclarecedor!

    ¬ Responder

Comentários - A laicização da sociedade, a bem ou a mal!

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Smartphone inovador

Ler próximo texto...

Tema: Máquinas
Smartphone inovador\"Rua
O novo Xperia S é um novo smartphone que é produzido pela sony, que foi pensado para a reprodução multimédia de alta resolução, atenuando deste modo as diferenças entre um telefone e uma consola de jogos portátil.

Este inovador softwere é capaz de apresentar vídeos de alta definição, a 1080p.

Contêm uma cãmara integrada de 12 MP, sendo capaz de capturar imagens em full HD. O processamento de imagem é feito por um motor de nome Bravia, que é uma tecnologia a pensar na reprodução de imagem e de áudio.

O hardwere e softwarwe deste smartpfhone foi optimizado para ser compatível com o playstachon Suite, que se trata de uma plataforma de videojogos , onde podem ser descarregados e jogados no telemóvel vários títulos previamente lançados na playstation.

O seu ecrâ é quase todo em vidro, separado apenas do revestimento no fundo por uma faixa transparente.

Esta faixa funciona como uma antena do dispositivo, bem como a área visívil para os principais botões, no fundo.

O seu formato é ligeiramente curvo e com uma espessura de apenas um centímetro, o qiue lhe dá um ar muito elegante e leve.

A energia que alimenta o dispositivo é fornecida por uma pequena bateria, que dura para 420 horas em standby, horas para música e outras para vídeo.

De salientar que a Sony Ericsson sempre foi muito forte na qualidade da fotografia, e o destaque deste aparelho vai para o seu sensor Exmor R, que é retroiluminado com circuitos integrados, permitindo tirar fotos com pouco ruído , em situações de fraca luz.

Além de todos os pormenores inovadores, o sensor recebe a luz de trás por um substrato de sílica, garantindo mais eficácia .

Por outro lado, o xperia S, é ainda compatível com várias plataformas de comunicação, tal como a near-fild comunication.

O ecrã é sem dúvida alguma o mais elevado do mercado atual, apresentando milhões de cores.

As características invadoras ddeste smartphone, são: o modelo, aplaystachion, o ecrâ de alta definição, o processador, o software e as suas ligações

No que concerne às ligações, inclui uma superabundância delas, incluindo uma porta HDMI2 para ligar o dispositivo diretamente a um monitor para reproduzir vídeos, audio e imagem.

O lançamento deste sistema da sony, foi lançado só recentemente em Las Vegas, EUA, em Janeiro de 2012, no convention Center.

Para os fâs das novas tecnologias o smartphone Xperia S, é com efeito, uma óptima aquisição, para as férias de verão.

Pesquisar mais textos:

Pedro gil Ferreira

Título:Smartphone inovador

Autor:Pedro gil Ferreira(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios