Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Utilidades Domésticas > Como tirar nódoas de vinho

Como tirar nódoas de vinho

Visitas: 2
Comentários: 1
Como tirar nódoas de vinho

As uvas têm imensos benefícios para a saúde e são muito utilizadas no mundo da cosmética e dos medicamentos. Sendo uma boa fonte de vitaminas e flavenóides são recomendadas para a alimentação. Por outro lado o vinho faz bem para o aparelho cardiovascular e é um bom antioxidante devendo ser bebido com muita moderação. Se bebido regularmente pode ser considerado um óptimo remédio. No entanto é habitual a maior parte das pessoas beber em demasia o que traz graves consequências a nível da saúde e ainda problemas sociais devido ao seu consumo regular e excessivo.

Uma boa mesa deve ser acompanhada de um bom vinho tinto ou branco mas às vezes deixa nódoas muito desagradáveis nas toalhas ou vestuário, sendo muito difíceis de tirar. Deve pois ter-se muito cuidado com ele e ser bebido em copos especiais. Não deve estar ao alcance das crianças nem ser bebido por elas. É desaconselhável para os adolescentes, uma vez que se for consumido desde cedo pode reduzir o deficit cognitivo.

Devem por isso os pais estar atentos para evitar problemas com os estudos e de foro social. Como os adolescentes têm tendência a imitar tudo o que os adultos fazem, estes são por vezes os culpados ao darem o exemplo de excessos alimentares e de bebidas. Contudo devem ser bem informados dos seus perigos em casa e na escola.

Acções de sensibilização e informação são aconselhadas a fim de minorar os efeitos causados por estes. No entanto se estes começarem a abusar e caírem nódoas na mesa deve colocar-se a peça manchada num recipiente com leite ou então levar a lume brando até o leite ficar a ferver. Deve deixar-se de molho até a nódoa desaparecer e depois lavar-se normalmente.

Nos dias festivos se o vinho cair em cima de tecidos os toalhas o melhor para tirar a nódoa é esfregar com vinho branco ou sumo de limão e água oxigenada. Há quem diga que entornar vinho na mesa dá alegria por isso deve ter-se sempre vinho branco ou limão para retirar as nódoas. No caso de querer evitar-se este incómodo o melhor é optar por um acessório chamado drop-stop para não deixar verter o vinho.

O melhor remédio para retirar as nódoas incómodas é preveni-las ou antes de lavar as peças manchadas retirá-las a seco e só depois se devem lavar na máquina ou à mão. Como o vinho faz bem á saúde se for bebido moderadamente o seu consumo diário em dias festivos não deve banir-se de qualquer mesa bem recheada.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Como tirar nódoas de vinho

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 2

768 

Imagem por: gromgull

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • SophiaSophia

    07-06-2014 às 06:32:28

    Que ótimo saber dessa dica|! Adorei! O vinho por si só já deixa uma mancha enorme, então, obrigada pela sugestão de como tirar essas nódoas.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Como tirar nódoas de vinho

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: gromgull

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios