Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Rosácea -problema de pele

Rosácea -problema de pele

Categoria: Saúde
Visitas: 8
Comentários: 3
Rosácea -problema de pele

A rosácea ou couperose é um problema dermatológico que pode causar ansiedade e baixa de auto-estima.

É com efeito, uma doença vascular e inflamatória, que causa vermelhidão e borbulhas no rosto. Contudo, pode ainda causar uma desfiguração relevante, se não for tratada a tempo e de forma adequada.

Ela ocorre mais em determinadas idades, como por exemplo nos adultos entre os 30 e 50 anos, sendo mais frequente nas mulheres do que nos homens.

É característica do centro da face do rosto, mas pode também estender-se pelas bochechas, nariz, testa e queixo.

Os seus sintomas dependem do maior ou menor grau de evolução, sendo a primeira manifestação chamada de pré-rosácea. No início apresenta apenas um robor facial passageiro , que se denomina flush espontâneo, embora possa evoluir para o centro da face.

Considera-se bastante desagradável porque provoca calor e ardência na área afetada e pode evoluir para crises mais agudas.

O motivo da vermelhidão é o aumento dos vasos sangúínios, que se parecem com teias de aranha, pápulas e pústulas.

Esta já é uma fase mais avançada da doença e pode evoluir para o pescoço, o tórax, dorso e couro cabeludo. No entanto não apresenta pontos e negros e borbulhas.

O problema mais grave da rosácea é o fato de inflamar a pele ao ponto de ficar espessa e com o nariz mais inchado e bulboso.

Pode ainda desembocar na rosácea ocular, cujos sintomas são idênticos aos da conjuntivite, em que aumenta o ardor e os sinais de olhos vermelhos.

Há contudo fatores que desencadeiam a rosácea, devendo ser evitados. Estes constam de: problemas emocionais, hormonais, mudanças bruscas de temperatura, exposicão solar, ácool, alimentos picantes e quentes, vasodilatadores ou químicos.

Como a pele das pessoas com rosácea é sensível, devem limpar a pele com um leite suave, sem a esfregar, usar produtos sem gordura, hidratantes com ácido hialurónico e manteiga de Karité.

Podem usar maquilhagem, com textura neutra e hidratante, mas devem evitar o frio intenso e calor.

Os tratamentos a fazer são atópicos, com antibióticos, ou cirurgia a laser. Esta trata com sucesso os sintomas e faz desaparecer os derrames.

Há clinicas especializadas para a tratar bem como cosméticos apropriados.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Rosácea -problema de pele

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 8

766 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • Luene ZarcoLuene

    24-07-2014 às 05:45:43

    Realmente, essa rosácea se não for tratada causa muito desconforto, ainda mais com a autoestima. Sempre os problemas na pele nos causam tristeza, ainda mais no rosto, pois é onde as pessoas logo reparam. É melhor se esforçar para tratá-la.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãoteresa rodrigues

    25-06-2013 às 04:05:38

    estou muito preocupada pois o texto que acabei de ler acerca das rosaceas ´´e tudo o que se aplica a mim e ao meu rosto.estou triste e com a minha auto estima muito em baixo

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoTeresa Maria Batista Gil

    09-08-2012 às 11:45:54

    Os problemas dermatológicos são muito desagradáveis à vista e inestéticos. Deste modo é necessário cuidar deles o melhor possível, a fim de serem tratados e completamente eliminados. Além disso deve ir-se também regularmente ao dermatologista, para analisar a pele.O fundamental, em caso de rosácea, é evitar os fatores de risco, que favorecem o seu aparecimento. è muito importante ter alguns cuidados essenciais, como: Criar hábitos de vida e alimentares saudáveis;Sem uma hidratação adequada e nutrição, a pele torna-se baça, desidratada, flácida e envelhecida precocmente. Deve aplicar-se sempre um um protetor solar e evitar as exposições aos raios UV e UVA. A automedicação deve ser excluída.Quem sofre de rosácea deve lavar sempre a pele do rosto com água morna ou um leite hipoalergénico muito suave, sem esfregar a pele. Não se deve usar cremes com corticóides para tratar as lesões que surjam na face ou no corpo.Os problemas de pele agravam-se com o stress, por isso deve ser também evitado no caso de se sofrer de rosácea. As refeições devem ser bem mastigadas e não se deve comer á pressa. Deve anda beber-se muita água para hidratar o corpo por dentro e por fora.São diversos os fatores envolvidos no surgimento desta doença. Os mais comuns são a predesposição genética, alterações emocionais, hormonais, mudanças bruscas de temperatura, exposição solar, consumo de bebidas alcoólicas, ingestão de alimentos quentes e picantes.A rosácea identifica-se com os seguintes sintomas: vermelhidão no rosto ou corpo, vasos sangúineos dilatados, pequenas lesões cutâneas salientes e circunscritas, acompanhadas ou não de pus. Neste caso deve consultar-se um dermatologista.A pele das pessoas com rosácea é sensível a cosméticos e produtos com químicos, pelo que o melhoe é lavar o rosto com água tépida, evitando as temperaturas muito frias ou muito quentes.Para limpar o rosto recomenda-se uma toalha macia, sem nunca esfregar a pele. Podem ser utilizados cosméticos de limpeza e cuidados específicos cuja função é, proteger do frio/calor, pela exposição solar, e pela dilatação dos vasos.Há produtos adequados para o flush típico da rosácea Calor local. Como a pele fica grossa e desidratada, torna-se conveniente usar produtos com textura não gordurosa, para não agravar o pus. A manteiga de Karité e ácido hialurónico são ideais para repor a hidratação.

    ¬ Responder

Comentários - Rosácea -problema de pele

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Pulp Fiction: 20 anos depois

Ler próximo texto...

Tema: Arte
Pulp Fiction: 20 anos depois\"Rua
Faz hoje 20 anos que estreou um dos mais importantes ícones cinematográficos americanos.

Pulp Fiction é um marco do cinema, que atirou para a ribalta Quentin Tarantino e as suas ideias controversas (ainda poucos tinham visto o brilhante “Cães Danados”).

Repleto de referências ao cinema dos anos 70 e com uma escolha de casting excepcional, Pulp Fiction conquistou o público com um discurso incisivo (os monólogos bíblicos de Samuel L. Jackson são um exemplo disso), uma violência propositadamente mordaz e uma não linearidade na sucessão dos acontecimentos, tudo isto, associado a um ritmo alucinante.

As três narrativas principais entrelaçadas de dois assassinos, um pugilista e um casal, valeram-lhe a nomeação para sete Óscares da Academia, acabando por vencer na categoria de Melhor Argumento Original, ganhando também o Globo de Ouro para Melhor Argumento e a Palma D'Ouro do Festival de Cannes para Melhor Filme.

O elenco era composto por nomes como John Travolta, Samuel L. Jackson, Bruce Willis, Uma Thurman e (porque há um português em cada canto do mundo) Maria de Medeiros.

Para muitos a sua banda sonora continua a constar na lista das melhores de sempre, e na memória cinéfila, ficam eternamente, os passos de dança de Uma Thurman e Travolta.

As personagens pareciam ser feitas à medida de cada actor.
Para John Travolta, até então conhecido pelos musicais “Grease” e “Febre de Sábado à Noite”, dar vida a Vincent Vega foi como um renascer na sua carreira.

Uma Thurman começou por recusar o papel de Mia Wallace, mas Tarantino soube ser persuasivo e leu-lhe o guião ao telefone até ela o aceitar.

Começava ali uma parceria profissional (como é habitual de Tarantino) que voltaria ao topo do sucesso com “Kill Bill”, quase 10 anos depois.

Com um humor negro afiadíssimo, Tarantino provou em 1994 que veio para revolucionar o cinema independente americano e nasceu aí uma inspirada carreira de sucesso, que ainda hoje é politicamente incorrecta, contradizendo-se da restante indústria.

Pulp Fiction é uma obra genial. Uma obra crua e simultaneamente refrescante, que sobreviveu ao tempo e se tornou um clássico.
Pulp Fiction foi uma lição de cinema!

Curiosidade Cinéfila:
pulp fiction ou revista pulp são nomes dados a revistas feitas com papel de baixa qualidade a partir do início de 1900. Essas revistas geralmente eram dedicadas às histórias de fantasia e ficção científica e o termo “pulp fiction” foi usado para descrever histórias de qualidade menor ou absurdas.

Pesquisar mais textos:

Carla Correia

Título:Pulp Fiction: 20 anos depois

Autor:Carla Correia(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios