Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Como Apanhar uma Mentira?

Como Apanhar uma Mentira?

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Visitas: 14
Como Apanhar uma Mentira?

Mentiras todos já dissemos uma. Quando eramos crianças, lá escapou uma mentirinha para evitar a palmada da mãe, mas acontece com muita gente mentir permanentemente. Pode nem ser uma mentira que incomode, que seja prejudicial, que interfira diretamente na vida de alguém, mas mentiras são mentiras e ninguém gosta de ser enganado.

Se uns mentem mais do que outros, também existem aqueles que facilmente são apanhados mesmo que a mentirinha seja pouca e pequena. Cara vermelha e atrapalhação são características de alguém que mentiu, mas que de fato não tem jeito nenhum para “pregar petas” a ninguém.
Mas afinal, como se pode identificar um mentiroso?

Há quem estude o comportamento do ser Humano de forma a identificar o sentimento que cada um de nós tem quando exprimimos alguma coisa ou quando somos colocados em determinada situação. Na mentira é exatamente assim. Existem alguns comportamentos que cada um de nós, de forma diferente, tem quando mente. Quer seja um pestanejar persistente, a rigidez nas pernas, a transpiração das mãos, existem sempre alguns pequenos “tiques” que revelam uma mentira.

Acontece em muito indivíduos, desviarem o olhar quando mentem, para logo depois observarem atentamente de forma a verificar se a sua mentira foi tomada em conta como verdade ou não.
Quando se mente, as cordas vocais podem ficar mais esticadas, pelo que a voz tem tendência a ficar mais fina e fraca. Por esta altura, o “mentiroso” terá tendência a falar mais alto, denotando a sua fraqueza vocal.

Também os lábios podem demonstrar nervosismo com o mentir. Morder ou lamber os lábios é uma das dicas para apanhar uma mentira.

Tocar o nariz demonstra momentos de tensão, tal como o erguer levemente um dos ombros.
A expressão facial num todo diz muito sobre a verdade que se diz. Rigidez é frequente na falta da verdade e num sorriso verdadeiro, as pálpebras superiores dobram-se ligeiramente sobre os olhos.

Que diz que nunca mentiu, está a mentir. Quer seja por vergonha, por orgulho, por querer atenuar uma situação complicada, todos nós já mentimos e há até estudos que indicam que somo todos mais mentirosos do que julgamos.

Se acha que está a ser vítima de uma mentira, mas não tem a certeza, deixa-se aqui uma última dica: Aproxime-se fisicamente do “mentiroso”. Vai ver que as dicas anteriormente indicadas vão realçar-se de forma extraordinária.


Carla Horta

Título: Como Apanhar uma Mentira?

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 14

673 

Comentários - Como Apanhar uma Mentira?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios