Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > A Importãncia Da Igreja Católica

A Importãncia Da Igreja Católica

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Visitas: 28
A Importãncia Da Igreja Católica

Quando os povos bárbaros invadiram os territórios do Império Romano, parte da população já era cristâ.

Perante este clima de insegurança que se vivia na Europa aquando das invasões, a Igreja Católica romana parecia ser a única instituição que continuava capaz de apoiar as pessoas.
A religião dos bárbaros era politeísta, ou seja adoravam vários deuses ligados à força da Natureza, à guerra e à fecundidade.

Mas, quando se fixaram nos territórios que já estavam cristianizados, acabaram por conhecer e seguir esta religião.

Os papas e os bispos compreenderam que cristianizar os chefes bárbaros era importante e que depois de fazerem os seus reis também se iriam converter. Por isso, iniciaram uma verdadeira evamngelização, que estava a cargo dos monges dos mosteiros.

Foi por isso que o rei Clóvis, rei dos francos, Ricaredo, rei dos visigodos e Teodemiro, rei dos suevos se cristianizaram também. Com efeito, os primeiros mosteiros, surgiram no século IV, mas foi no século VI que a vida monástica se organizou, surgindo então as primeiras ordens religiosas, que faziam uma vida de acordo com as regras e crenças que orientavam a sua vida.

A primeira ordem religiosa a ser criada foi a beneditina, fundada por S.Bento de Núrsia.
Na verdade, os mosteiros eram autosuficientes, porque os monges cultivavam os alimentos e produziam os seus utensílios, para além de rezarem, copiarem livros, ensinarem e prestarem assistência a pobres, doentes, peregrinos e à população em geral.

Os mosteiros eram centros de vida cristã, polos de cultura e focos importantes de dinamização da economia, em virtude de ensinarem à população novas técnicas agrícolas, que contribuíram para a reconstrução económica das regiões da Europa.

A cristianização do mundo bárbaro fez da religião um fator de unificação da Europa, num território que estava politicamente dividido. A fim de facilitar a evangelização dos povos bárbaros, a igreja católica realizava festas e locais de culto pagãos.

Poer exemplo, algumas igrejas foram construídas em locais onde já se praticavam cultos à natureza e festas como as janeiras e as maias, que depois foram aceites pelos cristãos. Na verdade essas festas ainda hoje estão presentes e relacionadas com a igreja católica. Todos os anos se festejam festas em honra de santos, atraindo multidões de pessoas de todo o mundo.

São elas que animam muito as aldeias, vilas e cidades, apesar de terem um carater religioso e sagrado.


Teresa Maria Batista Gil

Título: A Importãncia Da Igreja Católica

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 28

776 

Comentários - A Importãncia Da Igreja Católica

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios