Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Motas > Vespa, um charme italiano

Vespa, um charme italiano

Categoria: Motas
Visitas: 4
Comentários: 2
Vespa, um charme italiano

A Vespa é uma invenção que marcou uma época, o símbolo do veículo sobre duas rodas e que fez com que Itália seja conhecido com o país das Vespas. É um meio de transporte barato, funcional, económico, robusto e, de linhas leves e arredondadas, cheia de charme e elegante.

Na verdade, este veículo pode ser visto em qualquer cidade italiana, sempre em grande número, já que é o meio de transporte ideal para percorrer as ruelas históricas das belas cidades e vilas italianas, locomovendo-se com facilidade para irem todos os dias para as aulas ou para o trabalho. E os italianos têm o dom de conseguir fazer qualquer tarefa em cima dela enquanto conduzem.

A Vespa foi lançada na década de 40 do século passado, logo após a Segunda Grande Guerra. Por ser um produto simples e de baixo custo de fabricação, caiu no gosto do consumidor e seu sucesso foi absoluto. Os italianos precisavam se locomover sem gastar muito e a Vespa adequava-se a essa necessidade já que consumia pouco e tinha um preço bastante razoável. Além disso, podia ser usada em qualquer situação, sob qualquer condição climatérica. Tudo isso fez com que fosse utilizada por ricos e pobres e que aos poucos fosse conhecida em todo o mundo, em grande parte por se ter tornado um símbolo italiano usado em muitos filmes que passavam nos cinemas de todos os cantos do globo.

Esta scooter lembra uma vespa, daí o seu nome: em alusão ao ronco de seu motor “dois-tempos” com ventoinha de arrefecimento, que mais parece um zumbido.

As suas características fundamentais permitem que ela seja única no mundo: permite que o condutor deixe as pernas à sua frente e não separadas como uma motocicleta clássica, o que faz com que não seja necessário usar roupas específicas para seu uso. É fácil de conduzir por toda a gente, não suja as roupas do condutordevido à protecção da carroçaria e ainda permite levar outro passageiro com toda a comodidade.

Com o evoluir dos tempos, a Vespa tem vindo a renovar-se e continua ganhando terreno no seu segmento. Com suas linhas leves e arredondadas, grande conforto e motores com baixo impacto ambiental.



Catarina Bandeira

Título: Vespa, um charme italiano

Autor: Catarina Bandeira (todos os textos)

Visitas: 4

793 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • Sofia NunesSofia Nunes

    17-09-2012 às 15:02:36

    Ainda que a Vespa fosse um tipo de mota de baixo custo para o consumidor à época em que surgiu, a verdade é que hoje, tendo-se tornado famosa no mundo inteiro, já não é tão acessível. Não gosto particularmente de motas, mas certamente que teria uma Vespa se pudesse investir na sua compra. Na verdade, se quando surgiu era já, como refere no seu texto, bastante charmosa, o seu design foi sempre evoluindo e melhorando.

    ¬ Responder
  • JorgeJorge

    06-05-2010 às 09:54:03

    Deixe o carinho na garagem. Saiba poupar, fique sempre com 1/2 deposito.
    A Galp e a BP agradeçem.
    Transporte rápido e fiável, na Vespa super300ie
    http://lisboacity.olx.pt/transporte-rapido-e-fiavel-na-vespa-super300ie-iid-90284895

    ¬ Responder

Comentários - Vespa, um charme italiano

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!

Ler próximo texto...

Tema: Utilidades Domésticas
Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!\"Rua
O seguro desemprego é instituído pela Lei Nº 7.998, de 11 de janeiro de 1990 e que tem por finalidade prover a assistência financeira temporária ao trabalhador desempregado sem justa causa. Foi sancionado pelo presidente da República do Brasil e também é regido pela Consolidação das Leis Trabalhistas – CLT.

Este benefício é concedido a todo e qualquer trabalhador que foi dispensado apenas em regime de sem justa causa ou quando houver acordo judicial e o juiz autorizar o pagamento devido ao ex-trabalhador da empresa.

Sua duração é de 3(três) a 5(meses) de forma contínua e dependerá do tempo em que ficou empregado. O valor mensal é calculado conforme o que o trabalhador ganhava durante o período em que estava empregado.

Essa assistência financeira e temporária tem algumas regras, por isso, é muito importante conhecê-la antes mesmo de solicitá-la nos órgãos responsáveis.

Para ter direito ao benefício:


- Precisa ter a carteira devidamente assinada da empresa;
- Ter trabalhado durante 6 meses na empresa (no mínimo);
- Não ter recebido esse benefício no período de 16(dezesseis) meses ininterruptos;
- Ter sido dispensado sem justa causa.

Quem tem direito ao benefício:


- Os trabalhadores demitidos sem justa causa;
- O pescador artesanal; e
- O empregado doméstico, desde que o empregador esteja recolhendo o Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS).

Como solicitar – Passo a passo:


1) Dirija-se à qualquer Caixa Econômica Federal ou ao M.T.E (Ministério do Trabalho e Emprego) da sua cidade munidos dos seguintes documentos:
- Rescisão contratual, carteira de trabalho devidamente dado baixa com a data de saída e assinada e carimbada pela empresa, as duas vias do seguro desemprego preenchido e fornecido pela empresa, cartão do PIS/PASEP ou o cartão cidadão, extrato do recebimento do pagamento do FGTS, comprovante de residência e os últimos 3 (três) contra-cheques;
2) Entregue todos esses documentos ao atendente. Eles vão fornecer o protocolo de entrada do seguro desemprego, vão lhe dizer quantas parcelas você tem direito e a data que você receberá a primeira (30 dias).

Bem, apenas isso e agora é só esperar para o recebimento do pagamento das parcelas. Para consultar, acesse este link: http://granulito.mte.gov.br/sdweb/consulta.jsf
Digite com seu número de PIS/PASEP e logo abaixo com o código no visor e clique em consultar. Vai abrir outra tela com as informações das parcelas.

Pesquisar mais textos:

Briana Alves

Título:Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!

Autor:Briana Alves(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios