Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Mobiliário > Aparador anos 60

Aparador anos 60

Categoria: Mobiliário
Visitas: 36
Aparador anos 60

A escolha do mobiliário para a casa tem muito a ver com o gosto pessoal de cada um bem como o espaço que dispõe e condição económica. Deste modo a decoração da casa reflecte também a natureza da pessoa que aí habita. É normal transmitirem-se para a casa aquilo que se gosta desde as cores, tecidos, mobílias, livros etc.

Existe ao alcance de todos uma variedade de estilos desde o clássico ao mais moderno. Há quem goste de usar vários estilos dentro da mesma casa ou opte só por um. Há pessoas que gostam de seguir as modas actuais na decoração pondo a casa num estilo moderno desde a cozinha à sala. Outros porém optam pelo estilo clássico, mais subtil nas cores embora mais trabalhado.

Existem móveis clássicos para toda a casa desde que se queira ter toda no mesmo estilo. As mobílias dos anos sessenta são muito conhecidas e ficam sempre bem numa divisão, seja sala ou quarto. Pode escolher-se entre uma linha mais direita ou outra mais extravagante. Normalmente usa-se o mogno e a madeira para fabricar os móveis.

As cores utilizadas são dentro do castanho claro ou escuro enquanto as mobílias modernas usam mais cores claras como o branco, beije, vermelho e outras. Estas cores fortes ficam bem na cozinha e na sala mas convêm que sejam combinadas com os adornos e objectos de decoração. Os contrastes são bem aplicados neste tipo de mobiliário.

No clássico deve escolher-se uns tons mais neutros e claros para acentuar o classicismo deste tipo de mobiliário. São muito conhecidos os célebres aparadores dos anos sessenta que podem colocar-se por exemplo numa sala e têm uma boa funcionalidade. Como normalmente são muito espelhados dá para colocar uma jarra com flores ou objectos decorativos para completar o seu embelezamento. Dá para colocar louças especiais e peças de roupa nas gavetas que normalmente têm. Assim estão sempre á mão para usar numa refeição. Estes aparadores além de ficarem bonitos numa sala são muito práticos e quase indispensáveis.

Já nos tempos mais antigos se usavam como uma peça sempre funcional e bonita para usar em qualquer habitação seja rica ou pobre. Não é raro os aparadores passarem de pais para filhos como uma peça de estimação. Convêm estimá-la com carinho e preservá-la para durar mais tempo. Quem sabe não chegue também para os netos que sem dúvida o admirarão.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Aparador anos 60

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 36

796 

Imagem por: elvissa

Comentários - Aparador anos 60

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: elvissa

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios