Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Mobiliário > Aparador anos 60

Aparador anos 60

Categoria: Mobiliário
Visitas: 36
Aparador anos 60

A escolha do mobiliário para a casa tem muito a ver com o gosto pessoal de cada um bem como o espaço que dispõe e condição económica. Deste modo a decoração da casa reflecte também a natureza da pessoa que aí habita. É normal transmitirem-se para a casa aquilo que se gosta desde as cores, tecidos, mobílias, livros etc.

Existe ao alcance de todos uma variedade de estilos desde o clássico ao mais moderno. Há quem goste de usar vários estilos dentro da mesma casa ou opte só por um. Há pessoas que gostam de seguir as modas actuais na decoração pondo a casa num estilo moderno desde a cozinha à sala. Outros porém optam pelo estilo clássico, mais subtil nas cores embora mais trabalhado.

Existem móveis clássicos para toda a casa desde que se queira ter toda no mesmo estilo. As mobílias dos anos sessenta são muito conhecidas e ficam sempre bem numa divisão, seja sala ou quarto. Pode escolher-se entre uma linha mais direita ou outra mais extravagante. Normalmente usa-se o mogno e a madeira para fabricar os móveis.

As cores utilizadas são dentro do castanho claro ou escuro enquanto as mobílias modernas usam mais cores claras como o branco, beije, vermelho e outras. Estas cores fortes ficam bem na cozinha e na sala mas convêm que sejam combinadas com os adornos e objectos de decoração. Os contrastes são bem aplicados neste tipo de mobiliário.

No clássico deve escolher-se uns tons mais neutros e claros para acentuar o classicismo deste tipo de mobiliário. São muito conhecidos os célebres aparadores dos anos sessenta que podem colocar-se por exemplo numa sala e têm uma boa funcionalidade. Como normalmente são muito espelhados dá para colocar uma jarra com flores ou objectos decorativos para completar o seu embelezamento. Dá para colocar louças especiais e peças de roupa nas gavetas que normalmente têm. Assim estão sempre á mão para usar numa refeição. Estes aparadores além de ficarem bonitos numa sala são muito práticos e quase indispensáveis.

Já nos tempos mais antigos se usavam como uma peça sempre funcional e bonita para usar em qualquer habitação seja rica ou pobre. Não é raro os aparadores passarem de pais para filhos como uma peça de estimação. Convêm estimá-la com carinho e preservá-la para durar mais tempo. Quem sabe não chegue também para os netos que sem dúvida o admirarão.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Aparador anos 60

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 36

796 

Imagem por: elvissa

Comentários - Aparador anos 60

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: elvissa

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios