Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Literatura > A literatura dos pequeninos

A literatura dos pequeninos

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Literatura
Visitas: 2
Comentários: 1
A literatura dos pequeninos

Através das perguntas de uma criança poderemos antever quais os seus medos e desejos, anseios e preocupações, bem como a visão que possui do meio que a rodeia. Como não há uma maturidade emocional que lhes permita verbalizar de modo coerente as suas perceções, é normalmente através do faz de conta e das histórias (ou dos amigos) imaginárias(os) que surge o espaço para um diálogo encantado, no qual a interação pais-filhos é fundamental para corrigir alguns desvios, aconchegar os temores, incentivar os sonhos e reforçar os pontos fortes da sua personalidade.

Cada história de encantar é um sofá de deleite, no qual se podem esmiuçar as inseguranças e as certezas de cada criança. O diálogo gerado por cada nova frase e os comentários afetos à mesma permitem traçar um esboço do estado psico-emocional da criança face a determinado contexto. Há que ter uma atenção minuciosa na forma e no conteúdo das resposas dadas, inseridas dentro da história e com elementos que a criança entenda, a fim de tranquilizá-la ou encorajá-la.

Para além desta espécie de terapia familiar, a literatura infantil estimula o desenvolvimento da criança. Colocando-lhe ao dispor a resolução dos problemas das personagens, cada aventura é um exercício ao intelecto e um estímulo à criatividade, favorecendo o desenvolvimento do seu poder de análise e do seu sentido crítico.

Aumento do léxico (desenvolvimento da linguagem), fomento dos hábitos de leitura (imprescindível para progredir no futuro), veículo de transmissão de valores socialmente aceites (agente de inclusão e estruturação parcial da personalidade) e motor de auto-conhecimento (alimento para a inteligência emocional, em particular devido ao facto de que ao conhecer o outro imaginário, conhece o mundo que o rodeia e a si mesmo, através da equivalência de emoções, que por seu lado facilita o entendimento do outro) são outras das vantagens da (escuta) da leitura em tenra idade.

Por fim e não menos importante a diversão e a brincadeira, inerentes a qualquer espécie animal como forma de fortalecimento das ligações afetivas. A partilha das histórias alimenta os laços de amizade, fomentando o companheirismo e a cumplicidade, bases da construção da intimidade e da confiança. O espaço para o diálogo, que deve ser criado entre parágrafos ou sempre que a criança tenha necessidade de intervir, transforma o momento de leitura num momento de construção de uma história, reinventada e completada a cada nova leitura.


Carla Santos

Título: A literatura dos pequeninos

Autor: Carla Santos (todos os textos)

Visitas: 2

795 

Imagem por: cesarastudillo

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • NILDANILDA

    12-11-2009 às 10:15:24

    goatei do texto e se possível gosataria de v~e-lo na íntegra, pois é o meu ytema de monografia

    ¬ Responder

Comentários - A literatura dos pequeninos

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

A arte de trabalhar a madeira

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Serviços Construção
A arte de trabalhar a madeira\"Rua
A carpintaria constitui, digamos assim, a arte de trabalhar a madeira. É claro que, de acordo com o produto final, se percebe bem que uns carpinteiros são mais artistas do que outros…

Às vezes nem se trata tanto dos pormenores, mas mesmo de desvirtuar o que era a ideia inicial e constava da encomenda. Mal comparado, quase se assemelha à situação daquela aspirante a costureira que pretendia fazer uma camisola para o marido e, no fim, saíram umas calças!

Na construção civil, a madeira é utilizada para diversos fins, temporários ou definitivos. Na forma vitalícia (esperam os clientes!) incluem-se estruturas de cobertura, esquadrias (portas e janelas), forros, pisos e edifícios pré-fabricados.

Quase todos os tipos de madeira podem ser empregues na fabricação de móveis, mas alguns são preferidos pela sua beleza, durabilidade e utilidade. É conveniente conhecer as características básicas de todas as madeiras, como a solidez, a textura e a côr.

Ser capaz de identificar o género de madeira usado na mobília lá de casa pode ajudar a determinar o seu real valor. Imagine-se a possibilidade de uma cómoda velha, que estava prestes a engrossar o entulho para a recolha de lixo, ter sido feita com o que hoje se considera uma madeira rara.

É praticamente equivalente a um bilhete premiado do Euromilhões, dado que se possui uma autêntica relíquia! Nestes casos, a carpintaria entra na área do restauro e da recuperação. Afinal, nem tudo o que é velho se deita fora…

Por outro lado, as madeiras com textura mais fraca são frequentemente manchadas para ganhar personalidade. Aqui há que remover completamente o acabamento para se confirmar a verdadeira natureza da madeira.

É assim também com muita gente: tirando a capa, mostram-se autenticamente. Mas destes, nem um artificie com “bicho-carpinteiro” consegue fazer nada…!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:A arte de trabalhar a madeira

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: cesarastudillo

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    23-09-2014 às 13:23:35

    Uma excelente técnica que penso ser muito bonito e sofisticado. A arte de trabalhar madeira está sempre em desenvolvimento e crescimento.

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    01-06-2014 às 05:18:46

    É ótimo o trabalho com a madeira. Pode-se perceber grandes obras que se faz com ela. Realmente, é uma verdadeira arte!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios