Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Empresariais > Contratando pela atitude

Contratando pela atitude

Categoria: Empresariais
Comentários: 1
Contratando pela atitude

Durante muito tempo, em muitas diferentes culturas, se priorizou o conhecimento adquirido através de títulos e diplomas, sem levar em consideração as características pessoais e a atitude do profissional. Ter vários certificados foi e ainda é para algumas empresas o que mais vale na hora de selecionar um candidato e contratá-lo. No entanto, é notável nas grandes empresas de sucesso dos dias de hoje, que as contratações são feitas tomando por base outros pré-requisitos. Atitude é sem dúvida um deles. As empresas buscam pessoas que valorizem suas funções, exercendo-as da forma mais perfeita possível, agregando a empresa, com essas atitudes, maiores chances de expansão e clientes. Os empregadores buscam empregados que realizem um algo a mais e que possuam habilidades e competências pessoais diversificadas.

O pensamento de empresas de grande porte e empregabilidade de que conhecimento é facilmente adquirido em treinamentos, gera a busca de um profissional que tenha iniciativa para, com suas atitudes, garantir à empresa sucesso e desenvolvimento. Além disso, capacidade de liderança e inteligência emocional são pré-requisitos nos funcionários buscados. Diante disso as empresas que mais faturam atualmente se preocupam em valorizar de diversas formas esses empregados a fim de elevar o rendimento do negócio, afinal profissional valorizado é igual a rentabilidade para a organização.

As contratações têm sido feitas nos dias de hoje a partir de seleções que proporcionem aos candidatos mostrarem suas reais possibilidades de interação, inter-relação pessoal, simpatia para com os clientes e demais colegas e, sobretudo, compatibilidade entre personalidade do candidato e valores da empresa. É nessa interação bem sucedida entre organização e profissional de atitude que surge a alta produtividade do empreendimento.

E essa “atitude”, encontrada em um candidato a vaga de emprego, é seguidamente abastecida pela empresa com comissões e participações, dando seguidamente ao funcionário recompensas pelo ótimo rendimento. A empresa só ganha com este tipo de pensamento, já que trabalhador satisfeito aumenta o desenvolvimento da empresa, evita a rotatividade nos cargos, satisfaz os clientes e melhora a imagem da instituição.

Nesse contexto, em uma seleção, o candidato a vaga deve estar atento em mostrar suas habilidades, sem extravagâncias, o quanto pode ser produtivo para a empresa, o quanto líder é, sem querer passar por cima dos outros e o quanto de diferencial pode trazer para a organização. Para as empresas contratar pela atitude e pelo diferencial é garantia de sucesso e estabilidade financeira e na manutenção da clientela.


Rosana Fernandes

Título: Contratando pela atitude

Autor: Rosana Fernandes (todos os textos)

Visitas: 0

665 

Imagem por: lumaxart

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    05-07-2014 às 06:37:18

    Penso que tem que ter os dois: os diplomas e a atirude! Num mundo corporativo, as competições são muitas e o profissional que se destaca é aquele que oferece bom comportamento e é qualificado para o cargo.

    ¬ Responder

Comentários - Contratando pela atitude

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como fazer disfarces de Carnaval

Ler próximo texto...

Tema: Vestuário
Como fazer disfarces de Carnaval\"Rua
O ano começa e depressa chega uma data muito ansiada principalmente pelos mais jovens: o desejado Carnaval!

Esta é uma data que os pequenos adoram e deliram com as fantasias. O problema maior é a despesa que os disfarces representam e no ano seguinte já não usarão o mesmo disfarce ou, no caso dos mais pequenos, já não lhes serve.
O melhor nesta data é mesmo reciclar e aprender a fazer disfarces caseiros utilizando truques mais económicos e materiais reciclados para preparar as fantasias dos pequenitos!

Uma sugestão para os meninos é o traje de pirata que pode facilmente ser criado a partir de peças que tenha em casa. Procure uma camisa de tamanho grande e, de preferência, de cor branca com folhos. Se não tiver uma camisa com estas características facilmente encontrará um modelo destes no guarda-vestidos de alguma familiar, talvez da avó.

Precisará de um colete preto. Na falta do colete pode utilizar um casaco preto que esteja curto, rasgue as mangas pelas costuras dos ombros. As calças devem ser velhas e pretas para poderem ser cortadas na zona das pernas para envelhecer a peça. Coloque um lenço preto ou vermelho na cabeça do menino e, de seguida, com um elástico preto e um pouco de velcro tape um dos olhos.

Para as meninas não faltam ideias originais para fazer disfarces bonitos e especiais para este dia. Uma ideia original é a fantasia de Flinstone. É muito fácil e prática de fazer e fica um disfarce muito bonito. Comece por arranjar um pedaço de tecido branco. Coloque o tecido em volta do corpo como uma toalha de banho e depois amarre num dos braços fazendo uma alça. Depois corte as pontas em ziguezague mantendo um lado mais comprido que o outro. Amarre o cabelo da menina todo no cimo da cabeça, como se estivesse a fazer um rabo-de-cavalo mas alteie-o mais. Com o auxílio de um pente frise o cabelo, pegando nas pontas e passando o pente em sentido contrário até que fique todo despenteado. Numa loja de disfarces compre um osso de plástico e prenda na fita da criança.

Pegue nos materiais, puxe pela imaginação e ponha mãos ao trabalho!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Como fazer disfarces de Carnaval

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: lumaxart

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    09-06-2014 às 04:01:21

    Não em carnaval, mas em bailes de fantasia, sempre usei o TNT. Eles são ótimos para trabalhar o corte, para costurar e deixa bem bonito!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios