Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > DVD Filmes > 5 Piores Adaptações De Quadrinhos Para O Cinema

5 Piores Adaptações De Quadrinhos Para O Cinema

Categoria: DVD Filmes
5 Piores Adaptações De Quadrinhos Para O Cinema

1. Batman e Robin (1997)

Considerado umas das piores adaptações da história do cinema, Batman e Robin envergonhou tanto seu diretor (Joel Schumacher) quanto seu protagonista (George Clooney), ambos pediram desculpas aos fãs publicamente. Entre outros motivos que levaram ao fracasso do filme: excesso de cores, retirando o tom sombrio dos filmes do Batman; grande quantidade de personagens, entre heróis e vilões, pra se ter uma ideia, um grande inimigo do Batman como o Bane, foi rebaixado a simples capanga; e claro não podia deixar de mencioná-los: os odiados mamilos nas armaduras de Batman e Robin, que também já tinham dado as caras em Batman Eternamente (1995).

2. Superman 3 (1983)

Depois de dois ótimos filmes, não dava pra acreditar que um terceiro filme do Superman pudesse ficar tão ruim como foi Superman 3, acredite, ficou um lixo completo. Para muitos o filme serviu de escada para Richard Pryor, que era um comediante em ascensão na época, e que na película, tinha um tempo de tela bem maior do que o protagonista do filme. Além de tudo, o filme contou com um vilão que era muito semelhante a Lex Luthor.

3. Homem-aranha 3 (2007)

Outro caso, que assim como Batman e Robin, teve um excesso apavorante de personagens, o que dificultou o roteiro e desenvolvimento da trama. Diferente dos dois últimos filmes da franquia comandada por Sam Raimi, essa terceira parte teve um roteiro fraco e previsível, apesar de boas atuações do elenco, o diretor alegou falta de controle na produção, passando a bola para o estúdio. A franquia foi encerrada, sendo lançado um reboot em 2012.

4. Demolidor (2003)

Talvez o primeiro fracasso comercial da Marvel no cinema, demolidor, de 2003, contava com um ator (Bem Affleck) que não convencia muito como um personagem que é conhecido por ser ágil e veloz, tendo muitas das cenas de ação geradas por computador. Entre um dos pontos mais criticados do filmes, foi a escolha de um ator negro pra interpretar o rei do crime (Michael Clarke Duncan) que nos quadrinhos é branco. O que salvou o filme, para muitos foi à atuação de Colin Farrell como mercenário. Curiosidade: após o sucesso do personagem do mercenário no filme, a Marvel durante algum tempo, apresentou o personagem sem o tradicional uniforme, passando a ser desenhado com um visual parecido com o do filme, inclusive com um alvo tatuado na testa.

5. Superman IV- em busca da paz (1987)

Mais um filme do superman na lista, apesar de não ser tão ruim como o terceiro, o problema desse filme foi à produção, que sofreu uma redução enorme no orçamento, que deixou os efeitos especiais muito pobres, enterrando a franquia Superman nos cinemas por quase duas décadas. Isso sem contar a péssima decisão de colocar um personagem com certa aparência de russo, simbolizando o principal vilão da história (o filme foi lançado ainda na guerra fria). Esse filme também tem uma curiosidade bizarra, Superman tem o poder de reconstruir as coisas com raios que saem dos seus olhos (?).


Fábio Oliveira

Título: 5 Piores Adaptações De Quadrinhos Para O Cinema

Autor: Fábio Oliveira (todos os textos)

Visitas: 0

16 

Comentários - 5 Piores Adaptações De Quadrinhos Para O Cinema

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Dicas para decorar salas pequenas.

Ler próximo texto...

Tema: Decoração
Dicas para decorar salas pequenas.\"Rua
A realidade das grandes cidades é que a maioria das pessoas mora em espaços pequenos. É fato também que todos desejam ter um ambiente acolhedor e aconchegante para receber amigos. Em contrapartida, na medida em que os espaços encolhem, a quantidade de aparelhos eletrônicos que utilizamos aumenta cada vez mais. Há ainda quem use a sala como home-office.

Nesta busca de inspiração para organizar e incrementar sua sala, encontramos uma série de sites especializados e blogs com muitas, muitas ideias. O conceito de D.I.Y. (do it yourself) que significa "faça você mesmo” nunca esteve tão na moda. É uma alternativa para reduzir gastos com mão de obra e nada melhor do que criar um espaço com um toque todo seu. Inspirações e ideias não faltam. Hoje, de certa forma todos nos sentimos meio decoradores.

Mas planejar a decoração de uma sala pequena exige alguns cuidados para que o ambiente não fique entulhado de móveis, disfuncional ou até mesmo desagradável.

Confira algumas dicas para decorar sua sala com estilo e valorizando seu espaço:
Os espelhos, além da autocontemplação, causam efeitos interessantes. Aplicados, por exemplo, em uma parede inteira pode duplicar a amplitude do ambiente. Pode ser usado também em móveis, tetos, em diversos formatos e valorizar a luminosidade da decoração.

As cores tem poder de causar sensações. Em ambientes com pouco espaço, elas podem colaborar para que a sensação de amplitude possa tanto aumentar quanto diminuir. Para pintar as paredes de sua sala aposte em cores claras. O teto com uma cor mais clara que a das paredes, por exemplo, pode simular uma elevação do teto, já em uma cor mais escura, promoverá uma sensação de rebaixamento do teto.

A escolha e posição dos móveis são um aspecto muito importante. Opte por poucos móveis, nunca de tamanhos exagerados e posicione-os de forma que valorize o espaço. Móveis que misturam poucos materiais, baixos e com linhas retas proporcionam leveza ao ambiente.

Uma solução muito interessante para espaços pequenos é a utilização de prateleiras. Caixas para produtos horto frutícolas reformadas podem se tornar lindas prateleiras. Mas cuidado com a profundidade, para não atrapalhar na disposição de outros móveis e objetos.

Móveis multifuncionais ou móveis inteligentes são excelentes alternativas para uma sala pequena. Um bom exemplo são pufes, que podem ser usados como mesas de centro ou ficarem alojados debaixo de aparadores e quando recebemos visitas podem se transformar em assentos extras. Mesas dobráveis também são uma ótima opção.

Escolher o mesmo piso ou revestimento pode dar a impressão de área maior, de continuidade. Mudanças drásticas de um ambiente para outro pode causar a sensação de divisão e consequentemente fazer parecer menor.

Algumas outras dicas: um sofá retrátil ou reclinável garante muito mais conforto e ocupa o espaço de um sofá simples. Suporte ou painéis móveis para TV possibilitam que ela seja movida na direção desejável. Caso o ambiente tenha escadas, escolher um modelo de escadas vazadas evita divisões e pode se tornar uma peça de destaque na sala. E para as cortinas, escolha tecidos leves, lisas e sem estampas.

De qualquer forma, ouse, não tenha medo de arriscar, crie, não copie, só assim será seu!

Luciana Santos.

Outros textos do autor:
Dicas para decorar salas pequenas.

Pesquisar mais textos:

Luciana Maria dos Santos

Título:Dicas para decorar salas pequenas.

Autor:Luciana Maria Santos(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Carlos Rubens Neto 16-06-2016 às 16:20:24

    Excelente matéria! Parabéns Luciana ;)

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios