Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Alimentação > Receita de Macarronada Light

Receita de Macarronada Light

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Alimentação
Comentários: 1
Receita de Macarronada Light

O macarrão, alimento rico em carboidratos, é muito saboroso e pode ser feito de diversas formas, acompanhando algum prato ou sendo acompanhado por carnes e molhos especiais. Mas, para quem faz regimes e gosta de cuidar do físico, ele parece ser um vilão malvado tentando azucrinar tudo.

A realidade é que, se consumido de forma exagerada, ele realmente poderá trazer alguns “quilinhos” a mais. Porém, há diversas formas de evitar isso, realizando atividades físicas frequentemente e tendo uma alimentação balanceada. Mas, juntamente com esses métodos, a mais interessante e saborosa e a macarronada light.

Esse prato, além de rebater o aspecto de engordar por ser uma massa, é diferente e atrativo. Uma bela escolha para fazer em refeições com a família e ocasiões especiais. Se você se interessou sobre essa possibilidade de continuar seu regime e ainda se deliciar com uma macarronada light, confira abaixo os ingredientes para fazer a receita e o modo de preparo.

Ingredientes
- 500 g de macarrão tipo parafuso;
- 2 cenouras médias picadas pequenas;
- 1 abobrinha paulistinha;
- 1 xícara de ervilhas frescas;
- 2 colheres de sopa de cebola cortada bem fininha;
- 1 dente de alho amassado;
- 1 colher de azeite;
- 500 ml de leite desnatado;
- 2 colheres de sopa de farinha de trigo;
- Sal e noz moscada a gosto.

Modo de preparo para o molho:
Primeiro, leve uma panela ao fogo e aqueça o azeite. Agora, refogue de leve a cebola e o alho, colocando em seguida a cenoura com um pouco de água e deixando tudo para cozinhar.

Assim que a cenoura estiver no ponto, acrescente a abobrinha, a ervilha e deixe até que elas cozinhem. Depois, coloque sal a gosto.
Como próximo passo, pegue uma panela, coloque uma pitada de sal e noz moscada e acrescente o leite, deixando tudo ferver. Coloque a farinha, mecha bem e deixe no fogo até que a mistura obtenha uma consistência mais grossa. Em seguida, junte com os legumes cozidos e reserve.

Agora, de preferência de trigo integral, cozinhe o macarrão. Finalizando, coloque-o em uma travessa grande, despeje o molho por cima e misture bem. Pronto, sua macarronada vegetariana está pronta!

Agora é só você e as outras pessoas se deliciarem. Não esquenta de comentar qual foi o resultado!


Lucas Souza

Título: Receita de Macarronada Light

Autor: Lucas Souza (todos os textos)

Visitas: 0

691 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Daiany Nascimento

    18-09-2012 às 15:44:41

    Um tipo de prato muito saboroso e que eu adoro é a tradicional macarronada. Ela é ótima e pode ser preparada de várias formas, não é verdade? Agora esta receita de macarronada light pode ser uma ótima opção para todas as pessoas que não querem ganhar alguns quilinhos a mais! Por isso, essa sua receita é muito boa mesmo. Ela não parece ser difícil de ser preparada, acho que algum dia vou tentar fazer. Obrigada.

    ¬ Responder

Comentários - Receita de Macarronada Light

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios