Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Telemóveis > Os jovens e os celulares

Os jovens e os celulares

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Telemóveis
Visitas: 199
Comentários: 2
Os jovens e os celulares

Quando os celulares foram criados na década de 90 eles eram utilizados simplesmente para emitir e receber chamadas. Eram caros e, em virtude disso, poucas pessoas tinham acesso, a duração da bateria era bastante curta e os aparelhos eram muito grandes. Hoje eles têm inúmeras outras funções, são bem menores, com longa duração e atraem cada vez mais os jovens que veem neles uma necessidade para se comunicarem e sobreviverem.

O celular para os jovens é uma forma de aceitação social, praticamente todos têm celulares, e o utilizam para se aproximarem uns dos outros através de mensagens, fotografias e ligações. Os adolescentes personalizam seus aparelhos celulares e não conseguem se desligar deles. Utilizam-no como forma de expressar seus sentimentos e desejos. Através desta tecnologia eles têm acesso à internet, a rádio e televisão. Ou seja, um celular conecta o jovem ao mundo. São várias opções tecnológicas dentro de um mesmo aparelho.

O aparelho é quase uma parte do corpo do jovem e traz uma série de modificações na maior parte positivas na vida deste jovem, pois organiza sua rotina, propicia um contato mais intenso com os amigos e dá segurança aos pais de entraram em contato constante com seus filhos e saberem aonde e com quem eles estão. O celular é um meio de marcar encontros, de não se sentir sozinho e quanto mais se recebe e envia mensagens mais se tem certeza de ser aceito e querido por um grupo.

Contudo, o aparelho celular não trouxe somente aspetos positivos à vida dos adolescentes, com ele vieram alguns malefícios. O custo de manutenção para alguns é alto, pois como estão constantemente utilizando o aparelho, não há um filtro que indique que há excesso no uso e, com isso, a conta torna-se por vezes, exorbitante e desnecessária. Ainda e, mais importante que o custo, pode-se verificar a dependência que esta tecnologia desperta entre pais e filhos, já que a oportunidade de estar em constante contato um com o outro pode gerar conflitos.

Os filhos podem ligar constantemente para os pais a fim de resolver questões banais de seu dia a dia, dificultando, com isso, a construção da sua autonomia. E os pais podem ficar demasiado interessados na rotina dos filhos, sufocando-os e desesperando-se quando, por algum motivo, não conseguem entrar em contato com os filhos. Não se pode descartar a ação de desligar o celular que muitas vezes os jovens fazem para não serem constantemente interferidos pelos pais. O adolescente quer sentir-se livre e não tolera quando os pais o perturbam na presença dos outros integrantes de seu grupo. Sente-se constrangido e se revolta. Sob este aspeto é importante fazer combinações com o jovem para não haver excessos ou omissões.

A adolescência é uma fase de altos e baixos e o equilíbrio dos pais é fundamental para um bom relacionamento. O aparelho celular é uma ferramenta que o jovem encontrou para expor seus sentimentos, mas que não pode causar dependência ou ser o único meio que o adolescente encontra de dar e receber carinho.

É importante que o jovem perceba o momento adequado para utilizar o aparelho celular, evitando que ele seja usado durante o período do sono ou da aula e não deixá-lo interferir nos momentos de diálogo e interação com outras pessoas. É fundamental, também, que o adolescente consiga um tempo para ele, sem a constante dependência do aparelho. Um momento de celular desligado em que o jovem possa dedicar-se a outras atividades é sinônimo de saúde. O excesso além de gerar dependência, causa depressão e insegurança.


Rosana Fernandes

Título: Os jovens e os celulares

Autor: Rosana Fernandes (todos os textos)

Visitas: 199

773 

Imagem por: jeremyfoo

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • Luene ZarcoLuene

    10-11-2014 às 11:10:28

    Muito apego ao celular atualmente entre os jovens é cada vez mais frequente. É fácil encontrarmos um grupo deles que esteja com seus celulares nas mãos e sem muita interação com as outras pessoas.

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    03-06-2014 às 23:11:45

    O uso dos celulares, sem dúvida, são pelos jovens. Com tanta tecnologia, recursos de multimídia, redes sociais, eles são os principais usuários. Porém, deve haver um controle, pois muitos deles, já se tornaram escravos.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Comentários - Os jovens e os celulares

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O que é uma Open House?

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Imóveis Venda
O que é uma Open House?\"Rua
Este é um tema que vem pôr muito a lindo o trabalho de alguns mediadores imobiliários e do seu trabalho.

Quando temos um imóvel para vender, muitos são os métodos a utilizar e os meios que nos levam até eles para termos o nosso objetivo cumprido – A venda da Casa.
Quando entregamos o nosso imóvel para que uma mediadora o comercialize, alguns aspetos têm de ser tidos em conta, como a legalidade da empresa e quem será a pessoa responsável pela divulgação da sua casa, mas a ansia de vermos o negócio concretizado é tanta, que muitas vezes nos escapa a forma como fazem a referida divulgação e publicidade do imóvel.

Entre anúncios na internet e as conhecidas folhas nas montras dos estabelecimentos autorizados, muitas mediadoras optam por fazer uma ação que está agora muito em voga que é uma Open House. Mas afinal, o que é isto de nome estrangeiro que tanto se vê pelas ruas e em folhetos de anúncio?

Ora bem, a designação em Português é muito simples – Casa Aberta. E na realidade, uma Open House é isso mesmo. Abrir uma Casa para que todos a possam ver. NO entanto, requerem-se alguns aspetos que as mediadoras normalmente preveem, mas que é fundamental que o proprietário do imóvel também tenha consciência e conhecimento.

Por norma as imobiliárias só fazem este tipo de intervenção e ação em imóveis que têm como exclusivo, isto é, quando é uma só determinada mediadora, a autorizada a poder comercializar o imóvel.

Em segundo lugar, este tipo de ação de destaque requer à mediadora custos com tempo, recursos humanos e financeiros.
A mediadora começa por marcar um dia próprio que por norma é datado para um feriado ou fim de semana. Faz então publicidade local através de folhetos e flyres anunciando a Open House, o dia e a hora, tal como o local. Muito provavelmente serão tiradas fotografias ao seu imóvel.

Através de redes sociais também poderão ser divulgadas as ações.
No dia da Open House, o local será indicado com publicidade da sua casa e da imobiliária e começarão a aparecer visitas ao imóvel.

Sugiro que não tenha mobiliário e muito menos valores em casa. O ideal será o imóvel estar desocupado de todos e quaisquer bens, por uma questão de segurança, mas também porque as áreas parecerão maiores e isso com toda a certeza ajuda à venda.

A imobiliária será responsável pela limpeza e trato do imóvel, pelo que se ocorrerem danos, serão eles os responsáveis.
Neste tipo de ações, é normal que a concorrência das imobiliárias apareça e faça parcerias que para si só trará vantagens.

Uma Open House pode não ser uma ação de destaque em Portugal, mas por exemplo nos Estados Unidos, é o normal e mais agradável. Os clientes não se sentem pressionados como numa visita normal e os negócios concretizam-se com muito mais rapidez e naturalidade.

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:O que é uma Open House?

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Imagem por: jeremyfoo

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios