Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Relacionamentos > Emoção: vilã ou mocinha

Emoção: vilã ou mocinha

Categoria: Relacionamentos
Visitas: 2
Emoção: vilã ou mocinha

Como seres racionais, somos dotados da capacidade de observação consciente. E o que isso quer dizer? Que podemos avaliar os fatos ocorridos ao nosso redor e concluir coisas a respeito deles.

Essa capacidade nos é uma dádiva quando fazemos uso dela. E de que forma fazemos isso? Por exemplo, digamos que você passe por uma situação de contrariedade. Algo que fizeram ou deixaram de fazer lhe causa uma emoção de raiva. Se for por natureza um observador consciente, notará que está com raiva e poderá ter pensamentos do tipo: - Odeio quando acontece isso! Vou bater nesse cara!... Ou poderá pensar da seguinte forma: - Estou com raiva, mas posso respirar fundo e não reagir.

Se isso se transformará em um problema ou não, dependerá de sua capacidade de auto-observação. As emoções são importantes sinais de alerta em nossa vida. Sem elas, seriamos autômatos sem individualidade. Porém, nossa cultura vigente está apenas começando a dar-se conta da importância das emoções para o desenvolvimento, não apenas individual, mas de toda a sociedade.

Uma emoção é simplesmente uma resposta do organismo frente a uma dada situação. Não é uma resposta racional, o pensamento chega em seguida, e às vezes, tarde demais. Estamos habituados a funcionar da seguinte forma: emoção -> pensamento -> ação. E normalmente, somos apenas capazes de ver-nos em ação, para só depois entender o que fizemos. Muitas brigas de trânsito acontecem nessa sequência, por exemplo.

O mais importante é que se aliamos nossa capacidade racional de observação e nosso sinal de alerta chamado emoção, somos capazes de produzir fatos melhores em nossas vidas. Estamos acostumados a considerar um estado emocional como fraqueza ou perda de controle, exatamente porque não temos o hábito de nos observar. E perdemos muito com isso.

As emoções fazem parte de um complexo e maravilhoso sistema orgânico chamado: Você. A capacidade de raciocínio lógico não nos foi dada apenas para uso tecnológico. Mas também para uso do autoconhecimento e, principalmente, para o uso de nossa evolução espiritual. As emoções fazem parte do nosso eu interno, onde geramos nossos desejos e desenvolvemos a capacidade de sermos únicos.


Simone Belquis Barbosa

Título: Emoção: vilã ou mocinha

Autor: Simone Belquis Barbosa (todos os textos)

Visitas: 2

3 

Comentários - Emoção: vilã ou mocinha

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Estratégia do arco-íris

Ler próximo texto...

Tema: Serviços
Estratégia do arco-íris\"Rua
Pessoas comuns estão a descobrir novas estratégias que supostamente fazem dinheiro rápido. Mas, a verdade da questão é que, isso é quase impossível. Ao longo de sua jornada de negociação, vai experimentar algumas vitórias e derrotas. Então, vejamos uma das estratégias que irá produzir mais vitórias do que derrotas: a estratégia do arco-íris. Esta é uma estratégia muito poderosa que qualquer um pode utilizar, especialmente novatos lá fora. Se é novo no comércio de opções binárias e gostaria de ganhar dinheiro online, esta é a estratégia ideal para si.

A estratégia do arco-íris envolve um período de 6, 14 e 26 períodos, períodos de média móvel exponencial. Estes permitem filtrar os movimentos menores no mercado e dar-lhe uma visão clara da tendência.

O mercado está numa tendência alta quando o período de 6 EMA está no topo dos 14 períodos EMA e dos 26 períodos EMA. A tendência baixa ocorre quando as EMA cruzam-se. Agora, os 26 períodos EMA devem estar no topo da EMA de 14 períodos. Em tendências altas, os comerciantes devem concentrar-se principalmente em opções de compra.

Uma opção de compra pode ser acionada quando o preço para baixo remonta à EMA 14 e começa a mover-se para cima. Uma opção de venda pode ser acionada quando o preço refaz para cima, e os períodos EMA 14 começam a mover-se para baixo.

As vantagens desta estratégia é que muitos dos sinais são precisos e não requerem muita análise para fazer um bom negócio. Com a gestão de risco adequada, pode fazer desta a sua principal estratégia. Mas, antes de tomar essa decisão, saiba que existem algumas desvantagens. O preço às vezes pode ir além dos 14 períodos de EMA. Alguns comerciantes podem não saber como reagir a isso.

Além disso, mesmo se os mercados são tendências, ainda existe a possibilidade de dar sinais falsos, mas com a gestão de riscos aplicadas, esses sinais falsos não causam muito dano. Combinar esta estratégia com coisas como Fibonacci, linhas de tendência ou médias móveis podem ajudar a reduzir as chances de perdas.

Em geral, a estratégia do arco-íris é um grande indicador. Ele faz maravilhas nos mercados de tendências e é muito fácil de usar para os comerciantes de todos os níveis. No fim de contas, é apenas uma questão de fazer uma boa gestão de risco. É uma ótima estratégia para iniciantes começarem a usar e obterem vitórias, experiência e bastante dinheiro.

Pesquisar mais textos:

Jerónimo Diogo Magalhães

Título:Estratégia do arco-íris

Autor:Jerónimo Diogo Magalhães(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios