Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > Benefícios da meditação na gravidez

Benefícios da meditação na gravidez

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Outros
Visitas: 1
Benefícios da meditação na gravidez

A gravidez, período da vida da mulher naturalmente auspicioso, pode trazer muitas alegrias, mas também momentos de enorme ansiedade para a mulher que, durante todos aqueles meses de espera, se debate com inúmeras interrogações relacionadas com diversos aspetos, nomeadamente com a saúde do bebé, com a hora do parto e com a dor associada ao mesmo. Todas estas questões são facilmente ultrapassáveis e efetivamente respondidas através de momentos dedicados à descontração mental, ou de meditação.

Diversos estudos levados a cabo por especialistas comprovam que a prática da meditação por mulheres grávidas diminui a presença de hormonas prejudiciais no corpo como a adrenalina, o cortisol e o ácido lático, torna a tensão arterial mais regular, suaviza a respiração e os batimentos cardíacos e atenua as insónias. O nível de hormonas consideradas essenciais para o desenvolvimento saudável da gravidez (DHEA e melatonina) cresce de forma assinalável e as grávidas afirmam sentirem-se melhor consigo próprias e com as transformações ocorridas no seu corpo. O risco de pré-eclampsia diminui significativamente e o número de cesarianas cai de forma substancial.

Perante tantos benefícios evidentes, parece fácil começar um exercício, mas, para tal, vai necessitar de, pelo menos, 10 minutos (depois pode aumentar até 30) só seus para relaxar convenientemente e poder embarcar na viagem da imaginação. Para tal, deve procurar um espaço onde não possa ser interrompida ou incomodada, como o seu quarto ou uma simples mesa ou recanto. Aí deve dispor alguns dos seus objetos preferidos, como pedaços de tecido de cores vibrantes e sugestivas, fotografias de pessoas que lhe são particularmente queridas, folhas ou pedrinhas que tenha recolhido durante uma viagem especial e, desta forma, compor um cantinho só seu que lhe desperte a imaginação e a faça viajar interiormente por tempos e espaços plenos de significado e recordações felizes. Pode também optar por imaginar situações em que converse com pessoas mais velhas, por exemplo, uma anciã índia que lhe responderá a todas as questões que lhe colocar. Paralelamente, poderá efetuar simples exercícios de respiração, tentando diminuir a frequência da respiração e, consequentemente, as batidas cardíacas. Pode comunicar com o seu filho e transmitir-lhe carinho e segurança (e a si também) através da pronúncia de frases simples como «A gravidez é natural e saudável.», «O meu filho sabe quando nascer.», «O meu corpo está preparado para fazer nascer o meu filho.», «Não há nada a temer.», «É seguro para mim ter o meu bebé.».

Espraie a mente e ofereça-se momentos de irrepetível beleza e tranquilidade.

Isabel Rodrigues

Título: Benefícios da meditação na gravidez

Autor: Isabel Rodrigues (todos os textos)

Visitas: 1

660 

Comentários - Benefícios da meditação na gravidez

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Fine and Mellow

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Música
Fine and Mellow\"Rua
"O amor é como uma torneira
Que você abre e fecha
Às vezes quando você pensa que ela está aberta, querido
Ela se fechou e se foi"
(Fine and Melow by Billie Holiday)

Ao assistir a Bio de Billie Holiday, ocorreu-me a questão Bluesingers x feminismo, pois quem ouve Blues, especialmente as mais antigas, as damas dos anos 10, 20, 30, 40, 50, há de pensar que eram mulheres submissas ao machismo e maldade de seus homens. Mas, as cantoras de Blues, eram mulheres extremamente independentes; embora cantassem seus problemas, elas não eram submissas a ponto de serem ultrajadas, espancadas... Eram submissas, sim, ao amor, ao bom trato... Essas mulheres, durante muito tempo, tiveram de se virar sozinhas e sempre que era necessário, ficavam sós ou mudavam de parceiros ou assumiam sua bissexualidade ou homossexualidade efetiva. Estas senhoras, muitas trabalharam como prostitutas, eram viciadas em drogas ou viviam boa parte entregues ao álcool, merecem todo nosso respeito. Além de serem precursoras do feminismo, pois romperam barreiras em tempos bem difíceis, amargavam sua solidão motivadas pelo preconceito em relação a cor de sua pele, como aconteceu a Lady Day quê, quando tocava com Artie Shaw, teve que esperar muitas vezes dentro do ônibus, enquanto uma cantora branca cantava os arranjos que haviam sido feitos especialmente para ela, Bilie Holiday. Foram humilhadas, mas, nunca servis; lutaram com garra e competência, eram mulheres de fibra e cheias de muito amor. Ouvir Billie cantar Strange Fruit, uma das primeiras canções de protestos, sem medo, apenas com dor na alma, é demais para quem tem sentimentos. O brilho nos olhos de Billie, fosse quando cantava sobre dor de amor ou sobre dor da dor, é insubstituível. Viva elas, nossas Divas do Blues, viva Billie Holiday, aquela que quando canta parte o coração da gente; linda, magnifica, incomparável, Lady Day.

O amor vai fazer você beber e cair
Vai fazer você ficar a noite toda se repetindo

O amor vai fazer você fazer coisas
Que você sabe que são erradas

Mas, se você me tratar bem, querido
Eu estarei em casa todos os dias

Mas, se você continuar a ser tão mau pra mim, querido
Eu sei que você vai acabar comigo

Pesquisar mais textos:

Sayonara Melo

Título:Fine and Mellow

Autor:Sayonara Melo(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios