Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Outros > A Boa Sorte

A Boa Sorte

Categoria: Outros
Visitas: 10
A Boa Sorte

“A Boa Sorte é criada por você, por isso dura para sempre”

Do livro A boa Sorte, os autores colocaram 10 regras para agregar mais conhecimento sobre "A Boa Sorte" (Autores Alex Rovita Celma e Fernando Irías de BES)
Vamos nos aprofundar mais e conhecer essas 10 regras?

REGRAS DA BOA SORTE

Você sabe qual é a diferença entre a sorte e a Boa Sorte?

Sobre o livro boa A boa Sorte, fara você rever o conceito sobre a sorte, se você sempre acreditou que a sorte é uma questão de acaso.

Então vamos conhecer as Regras da Boa Sorte?

Primeira regra da Boa Sorte
“A sorte não dura muito tempo, pois não depende de você. A Boa Sorte é criada por você, por isso dura para sempre.”

Segunda regra da Boa Sorte
“Muitos são os que querem ter a Boa Sorte, mas poucos os que decidem buscá-la.”

Terceira regra da Boa Sorte
“Se você não tem a Boa Sorte agora, talvez seja porque está sob as circunstâncias de sempre. Para que ela chegue, é conveniente criar novas circunstâncias.”

Quarta regra da Boa Sorte
“Preparar as condições favoráveis para a Boa Sorte não significa buscar somente o benefício para si mesmo. Criar as condições nas quais outros também ganham atrai a Boa Sorte.”

Quinta regra da Boa Sorte
“Se você deixar para amanhã o trabalho que precisa ser feito, a Boa Sorte talvez nunca chegue. Criar as condições favoráveis requer dar um primeiro passo. Faça isso hoje mesmo!”

Sexta regra da Boa Sorte
“Às vezes, mesmo que as condições favoráveis estejam aparentemente presentes, a Boa Sorte não chega. Procure nos pequenos detalhes que for aparentemente desnecessário... Mas imprescindível!”
Sétima regra da Boa Sorte
“Para quem só acredita no acaso, criar as condições favoráveis parece absurdo. Para quem se dedica a criar as condições favoráveis, o acaso não é motivo de preocupação.”

Oitava regra da Boa Sorte
“Ninguém pode vender a sorte. A Boa Sorte não se compra. Desconfie dos vendedores da sorte.”

Nona regra da Boa Sorte
“Após criar todas as condições favoráveis, tenha paciência, não desista. Para alcançar a Boa Sorte, tenha confiança.”

Décima regra da Boa Sorte
“Para criar a Boa Sorte é preciso preparar as condições favoráveis para as oportunidades”. As oportunidades, porém, não dependem de sorte ou de acaso:
Elas estão sempre presentes!”


A Boa Sorte como vimos ela é construída e baseada em condições favoráveis para as oportunidades...Corra atrás da sua Boa sorte, não desista

Desejo á todos A Boa Sorte!


Vanessa Camila Borri

Título: A Boa Sorte

Autor: Vanessa Camila Borri (todos os textos)

Visitas: 10

146 

Comentários - A Boa Sorte

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O meu instrumento musical avariou!

Ler próximo texto...

Tema: Instrumentos Musicais
O meu instrumento musical avariou!\"Rua
É inevitável que, mais cedo ou mais tarde, um instrumento musical precise de reparação.

Mesmo que conheçamos bem o nosso instrumento e o consigamos arranjar, na maioria das vezes é necessário um técnico para o fazer com a melhor das qualidades.

Eventualmente, nem será necessário existir um problema com o instrumento, poderá ser apenas uma questão de manutenção. 

No caso de uma guitarra, por exemplo, qualquer instrumentista é perfeitamente capaz de substituir uma corda partida e tirar da guitarra o mesmo som que ela tinha.

No entanto, existem reparações, seja uma amolgadela no tampo ou uma tarraxa arrancada, que convêm ser feitas por técnicos especializados.

Por norma, as próprias casas que vendem instrumentos musicais efectuam essas reparações ou são capazes de aconselhar técnicos para as fazer.

Mediante o instrumento musical em questão, a reparação ou manutenção poderá ser mais cara. É sempre mais fácil arranjar um técnico que repare um piano do que um que arranje oboés.

Apesar de ser normal cuidar do nosso instrumento musical regularmente, os percalços acontecem todos os dias. Para os contornar, há sempre alguém que nos poderá aconselhar melhor do que nós próprios.

Apesar de poder sair mais caro, temos também a certeza de que o nosso instrumento foi arranjado por especialistas no assunto.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:O meu instrumento musical avariou!

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • luiz fabiano 18-02-2012 às 15:48:28

    boa tarde amigos preciso de um cabo flex da lcd da camera g70 se aulguem tiver mande um email obrigado

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios