Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Literatura > É possível viver apenas da escrita?

É possível viver apenas da escrita?

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Literatura
Visitas: 42
É possível viver apenas da escrita?

É possível viver apenas da escrita? Esta é uma questão que simplesmente me irrita. Por quê? Porque na minha opinião, é uma pergunta carregada de preconceito. Pense no seguinte: É possível ser apenas Cozinheiro, Pasteleiro ou Jardineiro? Sim. É possível ser apenas Professor, Doutor ou Agricultor? Sim. Também é possível ser apenas Camionista, Eletricista ou Dentista? Sim. Então porque motivos é que não é possível ser escritor e viver apenas da arte da escrita? Pois é, Esta é uma profissão como outra qualquer. Aliás é uma das profissões mais versáteis pois, permite ao profissional da área ter vários projetos ao mesmo tempo, o que vai proporcionar a longo prazo uma estabilidade social e económica digna de viver.

Mesmo assim, há quem diga que é muito difícil ser escritor em Portugal. Isto é verdade? É tão verdade como ser difícil ser escritor num outro país qualquer. Claro que não é uma profissão fácil. Principalmente por causa do preconceito. Sim, preconceito. Porque ainda existe o esteriotipo daquela imagem pobre e humilde que quase implora às editoras para sobreviver. Esta imagem está completamente errada. Claro que não é uma profissão fácil. Mas afinal, qual é a profissão que é fácil? Na verdade, nada se faz sem trabalho, esforço e dedicação.

Também existem profissões paralelas ou que mesmo diferentes se completam. Por exemplo: um jornalista pode ser ao mesmo tempo um escritor de romances. Um produtor de cinema pode muito bem conciliar a sua profissão com a arte de escrever argumentos. Um poeta pode igualmente escrever livros infanto- juvevis. E qualquer uma destas pessoas pode escrever para jornais, revistas, ser também fotógrafo, pintor, escultor. Nada o impede de fazer tudo aquilo que gosta dentro da sua área de eleição.Temos exemplos práticos na nossa sociedade que provam exatamente isso. Miguel Sousa Tavares e José rodrigues dos Santos são ambos Jornalistas e Escritores. Rui veloso é ao mesmo tempo, Cantor e Compositor. Fernando pessoa foi outrora Poeta e Filósofo. Também, Florbela Espanca foi Poetiza e Contista ( escreveu poemas e contos).

Assim sendo,novamente a pergunta impõe-se: é possível viver apenas da escrita? Sim, é possível. Conforme escreveu Susana Moreira Marques, para a Gazeta do Povo,“Escritores não vivem só para escrever, escrevem para viver”. Faço minhas as suas palavras.




Jovita Capitão

Título: É possível viver apenas da escrita?

Autor: Jovita Capitão (todos os textos)

Visitas: 42

698 

Comentários - É possível viver apenas da escrita?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios