Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Informática > Cooler: O que é?

Cooler: O que é?

Categoria: Informática
Visitas: 42
Cooler: O que é?

Dentro do gabinete de um computador, enquanto você está realizando suas tarefas e navegando na internet, milhões de coisas estão acontecendo lá. Um dos responsáveis por toda essa facilidade é o processador, que realiza milhões de cálculos por segundo. Todo esse trabalho gera muita troca de informação com outros periféricos, ou seja, corrente elétrica transitando para todo o lado. Isso faz com que os hardwares e, principalmente o processador, aqueça muito.

Para amenizar essa situação e impedir que o processador seja danificado, o cooler (refrigerador, em inglês) foi desenvolvido. Esse aparelho, em suas versões mais comuns, é uma espécie de ventilador que fica dentro das máquinas resfriando as peças. Geralmente há dois periféricos desses nos computadores: Um em cima do processador, junto com o dissipador de calor; e outro com a fonte de alimentação, que tem a função de jogar o ar quente para fora.

Para que você entenda melhor sobre o assunto, conheça os diversos tipos de coolers existentes no mercado.

Air-cooler

Esse é o mais simples e conhecido dos coolers que trabalha a base de ar. Além dele, uma peça de estrema importância é o dissipador de calor, uma chapa de cobre ou alumínio que fica em baixo dele. Essa pequena peça é responsável por fazer contato com o processador e, como suas propriedades químicas beneficiam a transmissão de calor, ela ajuda a esfria-lo.

Além disso, a pasta térmica também tem papel muito importante no resfriamento do chip. Sua composição permite a transmissão de calor e ajuda o dissipador a fazer contato com o processador.

Water-cooler

Em casos de processadores que realizam uma função mais específica e exigente, a refrigeração a ar não da conta. Por isso, existe também o Water-Cooler, que diminui a temperatura do chip com jatos de um líquido refrigerante.

Seu mecanismo de funcionamento exige alguns componentes a mais que o cooler tradicional. Uma bomba integrada, dissipador, radiador, mangueiras e fluído constituem um sistema de refrigeração bastante eficiente.

Cooler heat pipe

O Cooler heat pipe (tubo de calor, em português) também é bastante comum. Ele é considerado um refrigerador passivo, pois seu método utiliza apenas um dissipador e um tubo com uma substância refrigerante dentro. O processo ocorre da seguinte maneira: Assim que o líquido refrigerante contido na parte de baixo do tubo esquenta, ele sobe deslocando outra parte sua (que está fria) para baixo. E esse ciclo se repete infinitamente. Esse sistema costumeiramente é utilizado em placas de vídeo, mas há casos que processadores também o utilizam, sem problemas.

Refrigeração a nitrogênio líquido

Em casos extremos de refrigeração, é utilizado o nitrogênio líquido. Porém, não há um método específico para ele, pois os pesquisadores que utilizam esse artifício, o fazem jogando a substância por meio de um tubo colocado em cima do processador. Sem dúvida é uma solução altamente eficaz, garantindo o processamento perfeito em temperaturas negativas.

Monitorando a temperatura

Para completar a tarefa de manter o processador em pleno funcionamento, a utilização de alguns softwares que podem exibir a temperatura de seu processador é uma boa ideia. Um programa bem completo que pode ajudar muito bem nisso é o SpeedFan. Dessa maneira você saberá exatamente o que acontece dentro de sua máquina.


Lucas Souza

Título: Cooler: O que é?

Autor: Lucas Souza (todos os textos)

Visitas: 42

805 

Comentários - Cooler: O que é?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Martelos e marrettas

Ler próximo texto...

Tema: Ferramentas
Martelos e marrettas\"Rua
Os martelos e as marretas são, digamos assim, da mesma família. As marretas poderiam apelidar-se de “martelos com cauda”. Elas são bastante mais robustas e mantêm as devidas distâncias: o cabo é maior.

Ambos constituem, na sua génese, amplificadores de força destinados a converter o trabalho mecânico em energia cinética e pressão.

Com origem no latim medieval martellu, o martelo é um instrumento utilizado para “cacetear” objectos, com propósitos vários, pelo que o seu uso perpassa áreas como o Direito, a medicina, a carpintaria, a indústria pesada, a escultura, o desporto, as manifestações culturais, etcétera, variando, naturalmente, de formas, tamanhos e materiais de composição.

A diversidade dos martelos é, realmente, espantosa. O mascoto, por exemplo, é um martelo grande empregue no fabrico de moedas. Com a crise económica que assola o mundo actualmente, já se imaginam os governantes, a par dos banqueiros, de martelo em punho para que não falte nada às populações…

Há também o marrão que, mais do que o “papa-livros” que tira boas notas a tudo, constitui um grande martelo de ferro, adequado para partir pedra. Sempre poupa trabalho à pobre água mole…

O martelo de cozinha serve para amaciar carne. Daquela que se vai preparar, claro está, e não da de quem aparecer no entretanto para nos martelar a paciência…!

Já no âmbito desportivo, o lançamento do martelo representa uma das provas olímpicas, tendo sido recentemente adoptado na modalidade feminina. Imagine-se se, em vez do martelo, se lançasse a marreta… seria, certamente, mesmo sem juiz nem tribunal, a martelada que sentenciaria a sorte, ou melhor, o azar de alguém!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Martelos e marrettas

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios