Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Informática > Cooler: O que é?

Cooler: O que é?

Categoria: Informática
Visitas: 42
Cooler: O que é?

Dentro do gabinete de um computador, enquanto você está realizando suas tarefas e navegando na internet, milhões de coisas estão acontecendo lá. Um dos responsáveis por toda essa facilidade é o processador, que realiza milhões de cálculos por segundo. Todo esse trabalho gera muita troca de informação com outros periféricos, ou seja, corrente elétrica transitando para todo o lado. Isso faz com que os hardwares e, principalmente o processador, aqueça muito.

Para amenizar essa situação e impedir que o processador seja danificado, o cooler (refrigerador, em inglês) foi desenvolvido. Esse aparelho, em suas versões mais comuns, é uma espécie de ventilador que fica dentro das máquinas resfriando as peças. Geralmente há dois periféricos desses nos computadores: Um em cima do processador, junto com o dissipador de calor; e outro com a fonte de alimentação, que tem a função de jogar o ar quente para fora.

Para que você entenda melhor sobre o assunto, conheça os diversos tipos de coolers existentes no mercado.

Air-cooler

Esse é o mais simples e conhecido dos coolers que trabalha a base de ar. Além dele, uma peça de estrema importância é o dissipador de calor, uma chapa de cobre ou alumínio que fica em baixo dele. Essa pequena peça é responsável por fazer contato com o processador e, como suas propriedades químicas beneficiam a transmissão de calor, ela ajuda a esfria-lo.

Além disso, a pasta térmica também tem papel muito importante no resfriamento do chip. Sua composição permite a transmissão de calor e ajuda o dissipador a fazer contato com o processador.

Water-cooler

Em casos de processadores que realizam uma função mais específica e exigente, a refrigeração a ar não da conta. Por isso, existe também o Water-Cooler, que diminui a temperatura do chip com jatos de um líquido refrigerante.

Seu mecanismo de funcionamento exige alguns componentes a mais que o cooler tradicional. Uma bomba integrada, dissipador, radiador, mangueiras e fluído constituem um sistema de refrigeração bastante eficiente.

Cooler heat pipe

O Cooler heat pipe (tubo de calor, em português) também é bastante comum. Ele é considerado um refrigerador passivo, pois seu método utiliza apenas um dissipador e um tubo com uma substância refrigerante dentro. O processo ocorre da seguinte maneira: Assim que o líquido refrigerante contido na parte de baixo do tubo esquenta, ele sobe deslocando outra parte sua (que está fria) para baixo. E esse ciclo se repete infinitamente. Esse sistema costumeiramente é utilizado em placas de vídeo, mas há casos que processadores também o utilizam, sem problemas.

Refrigeração a nitrogênio líquido

Em casos extremos de refrigeração, é utilizado o nitrogênio líquido. Porém, não há um método específico para ele, pois os pesquisadores que utilizam esse artifício, o fazem jogando a substância por meio de um tubo colocado em cima do processador. Sem dúvida é uma solução altamente eficaz, garantindo o processamento perfeito em temperaturas negativas.

Monitorando a temperatura

Para completar a tarefa de manter o processador em pleno funcionamento, a utilização de alguns softwares que podem exibir a temperatura de seu processador é uma boa ideia. Um programa bem completo que pode ajudar muito bem nisso é o SpeedFan. Dessa maneira você saberá exatamente o que acontece dentro de sua máquina.


Lucas Souza

Título: Cooler: O que é?

Autor: Lucas Souza (todos os textos)

Visitas: 42

805 

Comentários - Cooler: O que é?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

O Mito da Entrevista de Emprego

Ler próximo texto...

Tema: Empresariais
O Mito da Entrevista de Emprego\"Rua
Aguardando há meses pela oportunidade de um novo emprego e após ser aprovado em várias etapas do processo de seleção eis que surge um empecilho: a entrevista de emprego.

Diversas dúvidas passam pela cabeça do candidato como o que vestir, como sentar-se, qual o tom de voz adequado, o que o entrevistador espera como resposta e como impressioná-lo provando ser a pessoa certa para a vaga a ser ocupada.

A verdade é que não há regra que garanta o sucesso em uma entrevista, porém, algumas atitudes e cuidados precisam ser tomados. Abaixo seguem 10 dicas que auxiliarão o candidato enfrentar essa fase do processo de seletivo de forma mais segura, não importando a área ou cargo pretendido.

1. Seja pontual. A pontualidade é uma forma de demonstrar respeito, consideração e compromisso com a empresa, porém, ser pontual não significa ser precipitado, chegando com muito tempo de antecedência. Para isso programe-se: quanto tempo você levará para chegar até o local combinado para a entrevista? E se houver algum tipo de atraso? Programe-se para que os prazos possam ser cumpridos. Se o atraso for inevitável entre em contato com a empresa e explique o motivo para o mesmo solicitando a possibilidade de remarcar o compromisso.

2. Vista-se de maneira condizente ao cargo que irá ocupar. Mesmo parecendo ser uma superficialidade, a forma como o candidato se veste pode influenciar a decisão do entrevistador, portanto, causar uma boa impressão é essencial. Para isso pesquise o perfil da empresa, se possível observe a forma como os funcionários se vestem e use na entrevista algo um pouco mais formal do que usaria todos os dias para ir ao trabalho.

3. Zele por uma boa aparência. Como descrito acima causar uma boa impressão é essencial, dessa forma, a higiene pessoal é indispensável. Vale ressaltar que perfumes e maquiagem exagerados são pontos negativos em uma entrevista.

4. Tenha em mente suas principais realizações profissionais e as evidencie. Quais os principais desafios que essas lhe trouxeram e o que aprendeu em cada uma delas. Se é seu primeiro emprego vale ressaltar suas experiências escolares e acadêmicas como trabalhos em grupos, projetos realizados, programas de estágio e trainee.

5. Tenha atitudes positivas. Um método de entrevista consiste em perguntas aparentemente absurdas que não possuem, necessariamente, respostas prontas. O que ele deseja na verdade é avaliar seu raciocínio lógico, portanto, seja criativo, argumente e crie estratégias para sair dessa saia justa.

6. Seja genuíno e autentico. Mesmo estando sob pressão seja você na entrevista. Não minta nem use máscaras. O recrutador provavelmente perceberá que você não está sendo sincero.

7. Tenha argumentos. “Por que você quer trabalhar aqui?” ou “Quais serão suas contribuições para essa empresa?” são perguntas básicas em uma entrevista de empregos. Portanto, tenha bons argumentos para esses questionamentos.

8. Mostre-se interessado. Faça perguntas plausíveis ao entrevistador.

9. Seja gentil e educado a todo o momento. Muitas empresas costumam analisar o candidato no momento em que esse inicia o processo seletivo.

10. Mostre-se confiante. Se você fará a entrevista de emprego é porque já passou por outras fases do processo seletivo, ou seja, tem muitos pontos a seu favor. Acredite no seu potencial .

Outros textos do autor:
O Mito da Entrevista de Emprego

Pesquisar mais textos:

Mabelly Venson

Título:O Mito da Entrevista de Emprego

Autor:Mabelly Venson(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios