Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Informática > Aterramento: O que é?

Aterramento: O que é?

Categoria: Informática
Aterramento: O que é?

Muitas pessoas ouvem falar sobre aterramento, que é importante e tem um papel crucial em uma rede elétrica. Porém, apesar disso, poucos sabem como sua importância é realmente grande. Saiba mais sobre esse assunto e entenda melhor essa questão de aterramento. Mas antes, é necessário entender alguns conceitos de elétrica.

Rede Elétrica

Dois fios compõem a rede elétrica: o neutro, que possui potência igual à zero; e o faze que é o que transmitem a tensão. Quem fornece esses fios são as concessionárias de energia local. Mas a tensão sempre oscila, por ser uma corrente alternada.

Para que exista eletricidade é necessária uma diferença de potência (ddp). Por exemplo: sendo 2 fios que compõem a rede elétrica, o neutro que tem valor zero e o faze com valor de 127V (pode ser 110 ou 220 também, depende de sua residência), existem uma ddp de 127V. Mas, nem sempre o fio neutro tem valor zero, pois fugas de energia podem ocorrer mudando esse cenário.

Componentes eletrônicos

A energia que “foge” da rede elétrica se armazena na extremidade dos equipamentos elétricos. É por isso que, em alguns casos, quando as pessoas se encostam aos computadores levam pequenos choques. O PC possui vários componentes eletrônicos em seu interior, causando isso com frequência.

Esse choque acontece porque há uma diferença de potencial entre a pessoa e o equipamento encostado, causando uma pequena descarga elétrica.

Mas, quando se conecta aparelhos que possuam ddp entre eles, uma descarga elétrica ocorre. Para os equipamentos, por menor que seja essa descarga, pode afetar seus componentes e queimá-los.

Aterramento

A fio chamado “terra” é um cabo que possui sempre o valor de zero volt e nunca será alterado. Por isso, ele tem a função de receber as descargas que acontecem nas redes elétricas e descarregar na terra (por isso seu nome: fio “terra”).

Esse sistema consiste em uma viga colocada na terra e conectada ao fio “terra”, que geralmente possui as cores verdes e amarelas. Quando ocorre alguma descarga na rede elétrica, o fio conduz essa eletricidade até a terra, evitando qualquer problema com seus aparelhos elétricos. Dessa forma, ele ajuda a diminuir a variação da tensão de sua rede, elimina as fugas e protege você contra choques.

Muitos aparelhos eletrônicos possuem em suas tomadas o pino chamado terra, de mesma função que o fio. Mas, muitas vezes as pessoas retiram-no para que ele encaixe em tomadas simples.
Se sua residência não tiver sistema de aterramento, contate um eletricista predial e providencie um. Assim seus aparelhos eletrônicos estarão mais seguros e você, possivelmente, não tomará aqueles pequenos choques quando encosta-se aos equipamentos.


Lucas Souza

Título: Aterramento: O que é?

Autor: Lucas Souza (todos os textos)

Visitas: 0

642 

Comentários - Aterramento: O que é?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

A arte de trabalhar a madeira

Ler próximo texto...

Tema: Serviços Construção
A arte de trabalhar a madeira\"Rua
A carpintaria constitui, digamos assim, a arte de trabalhar a madeira. É claro que, de acordo com o produto final, se percebe bem que uns carpinteiros são mais artistas do que outros…

Às vezes nem se trata tanto dos pormenores, mas mesmo de desvirtuar o que era a ideia inicial e constava da encomenda. Mal comparado, quase se assemelha à situação daquela aspirante a costureira que pretendia fazer uma camisola para o marido e, no fim, saíram umas calças!

Na construção civil, a madeira é utilizada para diversos fins, temporários ou definitivos. Na forma vitalícia (esperam os clientes!) incluem-se estruturas de cobertura, esquadrias (portas e janelas), forros, pisos e edifícios pré-fabricados.

Quase todos os tipos de madeira podem ser empregues na fabricação de móveis, mas alguns são preferidos pela sua beleza, durabilidade e utilidade. É conveniente conhecer as características básicas de todas as madeiras, como a solidez, a textura e a côr.

Ser capaz de identificar o género de madeira usado na mobília lá de casa pode ajudar a determinar o seu real valor. Imagine-se a possibilidade de uma cómoda velha, que estava prestes a engrossar o entulho para a recolha de lixo, ter sido feita com o que hoje se considera uma madeira rara.

É praticamente equivalente a um bilhete premiado do Euromilhões, dado que se possui uma autêntica relíquia! Nestes casos, a carpintaria entra na área do restauro e da recuperação. Afinal, nem tudo o que é velho se deita fora…

Por outro lado, as madeiras com textura mais fraca são frequentemente manchadas para ganhar personalidade. Aqui há que remover completamente o acabamento para se confirmar a verdadeira natureza da madeira.

É assim também com muita gente: tirando a capa, mostram-se autenticamente. Mas destes, nem um artificie com “bicho-carpinteiro” consegue fazer nada…!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:A arte de trabalhar a madeira

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    23-09-2014 às 13:23:35

    Uma excelente técnica que penso ser muito bonito e sofisticado. A arte de trabalhar madeira está sempre em desenvolvimento e crescimento.

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    01-06-2014 às 05:18:46

    É ótimo o trabalho com a madeira. Pode-se perceber grandes obras que se faz com ela. Realmente, é uma verdadeira arte!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios