Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > Diga adeus ao chulé

Diga adeus ao chulé

Categoria: Beleza
Visitas: 10
Comentários: 3
Diga adeus ao chulé

Nesse tema irei tratar sobre o chulé, te darei algumas dicas de como acabar com esse mau cheiro, que a maioria das pessoas adquire se não tiverem cuidados especiais. É totalmente desagradável chegar em casa, tirar os sapatos e sentir aquele cheiro empesteando a sala de sua casa ou seu quarto. Mas para que esse mau cheiro saia de vez de sua vida, é preciso que cumpra passo-a-passo cada dica, também é necessário que esses cuidados sejam contínuos com seus lindos pezinhos caro leitores.

O chulé é causado por bactérias fundidas com o suor dos pés, para diminuir esse mau cheiro é preciso que diminua as bactérias ou o suor do pé, necessariamente é bem mais higiênico que acabe com os dois problemas. Algumas dicas de tratar seu chulé:

Tente evitar calçados totalmente fechados, como o Tênis. Se não tiver como evitar usá-los, então use junto com o Tênis meias que não sejam muito quentes, sapatos que sejam mais arejados. Aconselho que use a mais antiga pomada minancora, além de ser boa para o chulé é boa também eficaz para varios fatores como frieiras, machucados.

A alimentação também pode agravar no mau cheiro, podólogos afirmam que, refeições à base de ácidos não ajudam na diminuição do odor.

Seu estado emocional também pode piorar a situação do chulé, (sei que é difícil), mas tente não ficar estressado durante o dia. Contar até 3 e respirar fundo ainda são métodos eficazes para amenizar o estresse.

Use um desodorante ou antitraspirante ajuda no combate da proliferação de bactérias diminui a transpiração. Talcos também são recomendados, mais não muito eficazes para o odor forte, já que ele só ajuda a amenizar o problema.

Agora, conceitos básicos de higiene com os pés devem ser tomados diariamente, como sempre que possível lavar bem os pés e também entre os dedinhos, lave de 15 à 15 dias seus calçados, nada de sair do banho às pressas e esquecer de banhar bem os pés . Dessas dicas que te passei essa é a mais importante.

Ai vai uma dica caseira para você que tem um chulé que nem sua esposa aguenta, hoje é o seu dia de sorte, acabe com esse cheiro que abala rico ou probre, velho ou criança, homem ou mulher, bandido ou mocinho! Faça o seguinte, coloque uma boa porção de alecrim ou se preferir alfazema, em um pote e encha com álcool até alcançar o limite da porção da planta, deixe por lá mais ou menos 12 horas para que possa pegar bem o aroma,. Depois que feito isso, é somente aplicar a solução sobre seus pés, recomendo que seja todos os dias, pelo menos duas vezes, uma na hora em que for sair para algum lugar e outra a noite. Não precisa tirar as plantas, pode mantê-las como preparou, podendo durar assim bastante tempo.

Tendo esses cuidados esse mau cheiro não vai te acompanhar. Caso o chulé não saia do seu pé, vá até uma pedóloga e peça ajuda. Existem casos que somente uma especialista pode te ajudar. Agora com essas pequenas dicas, chegará em casa e tirará os calçados e não sentirá mais aquele odor que infestava a sala, o quarto e se possível a casa inteira. E também sua mulher não irá mais encher seus ouvidos, pelo seu mau cheiro, espero que tenha ajudado e lembrem-se cuidados básicos de higiene é sempre na maioria das vezes, a solução dos problemas de maus odores. Lembre-se não é porque o chulé foi tratado, que irá parar e se cuidar, repito mais uma vez, o tratamento é diário, apenas o que tem fim nessa vida é a nossa vida.


Maria Paula

Título: Diga adeus ao chulé

Autor: Maria Paula (todos os textos)

Visitas: 10

778 

Imagem por: _sarchi

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • Antonio Viana

    05-09-2013 às 17:07:19

    Por favor, onde compro a pomada minancora em Portugal?

    Grato

    ¬ Responder
  • juliana

    25-01-2013 às 07:31:55

    é mesmo isso parece engrçado mais não é,é uma parte do nosso corpo que requer muitos cuidados

    ¬ Responder
  • André BelacorçaAndré Belacorça

    09-10-2012 às 13:52:40

    o chulé é um problema humano, problema de muita gente, mesmo quase até os que evitam, muita gente tenta evitar ao máximo e fazer de tudo, mas não é capaz, porque talvez alguns têm mais actividade que outros, e tenham esse cheiro mais activo, o que custa mais, mas poderá evitar de várias maneiras, tudo depende de higiene.

    ¬ Responder

Comentários - Diga adeus ao chulé

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como cuidar de Plantas de interior

Ler próximo texto...

Tema: Bricolage Jardim
Como cuidar de Plantas de interior\"Rua
Cada planta tem um comportamento diferente, vou colocar aqui alguns cuidados que servem para a maioria delas.

LUZ:

Os principais erros no cultivo de plantas de interior é a falta de luz.
Se elas estiverem em locais onde não há luz suficiente, isso pode ser corrigido com a instalação de luz artificial, existe no mercado lâmpada que imitam a luz natural.


TEMPERATURA:

Mudanças bruscas de temperatura retardam e até paralisa o crescimento da planta, bem como causa a queda de folhas.


UMIDADE:

A maioria das plantas necessita de uma umidade atmosférica adequada.
Normalmente notamos que a planta não está com a umidade correta quando acontece ficarem amarelas e a queda de folhas.


IRRIGAÇÃO:

Conselhos básicos:
Uma planta em fase de crescimento vai precisar de mais água que uma que está em fase de dormência, ou já atingiu o seu tamanho adulto.
Durante a floração a planta precisa de mais água que em sua fase de crescimento
Em ambientes internos mais quentes é evidente que a planta vai precisar de mais águas que em ambientes mais frios.
Para saber qual é o momento exato de molhar, enfie o dedo no substrato, se sentir ele seco, chegou a hora

FERTILIZANTE:

Para que a planta tenha um desenvolvimento harmonioso convém usar periodicamente de fertilizantes que podem ser líquido ou sólidos.
No mercado existe a venda fertilizante com fórmulas específicas para cada planta.
Após a utilização do fertilizante regue a planta.

LIMPEZA:

Faça regularmente a limpeza de folhas secas e caule, pois elas são bastante positivas não só esteticamente como para a saúde das plantas.
Se estiver acumulada muita poeira sobre as folhas, espane, e depois passe um pano húmido
Atenção: Existe algumas espécies, que tem as folhas aveludadas, tipo a Violeta Africana, Begônia Rex, etc. que não deve ser colocada água é só usar uma escovinha bem macia.

TROCA DE VASO:

De uma maneira geral após 1 ou 2 anos as plantas de interior devem ser colocadas em vasos de tamanho maior.
Isso deve ser feito porque as raízes passam a ocupar um grande espaço e também porque o substrato vai perdendo sua composição inicial.
A época mais adequada varia de planta para planta, algumas devem ser feitas na primavera e outras quando estão na fase de repouso.
Aproveite para obterem mudas, separando brotos e dividindo touceiras.

Pesquisar mais textos:

Miguel Pereira

Título:Como cuidar de Plantas de interior

Autor:Miguel Pereira(todos os textos)

Imagem por: _sarchi

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Briana AlvesBriana

    13-10-2014 às 04:09:31

    Muito bom! É tão gratificante cuidar de plantas. A gente vê o quanto elas florescem quando são bem-cuidadas. Amei as dicas!

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    18-04-2014 às 22:36:55

    Fantástico seu texto, a Rua Direita agradece!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios