Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > Como controlar a oleosidade da pele para garantir a durabilidade da maquiagem

Como controlar a oleosidade da pele para garantir a durabilidade da maquiagem

Categoria: Beleza
Como controlar a oleosidade da pele para garantir a durabilidade da maquiagem

A maioria das pessoas que sofre com o excesso de oleosidade, muitas vezes, não sabe como lidar com esse problema no momento de fazer a maquiagem. Mas, existem algumas dicas que podem ajudar você a reduzir a oleosidade da pele, para isso, saiba que é preciso saber escolher desde o sabonete a ser usado, a composição da maquiagem e até o tipo de corte de cabelo. Confira abaixo, algumas dicas sobre como controlar a oleosidade da pele para garantir a durabilidade da maquiagem.

Segundos especialistas, é importante ter alguns cuidados com a pele antes de iniciar a produção da maquiagem. Começando pelo banho, procure utilizar um sabonete adequado para o seu tipo de pele. Além disso, a temperatura da água também pode influenciar. Quando ela está muito quente, ela retira a oleosidade natural da pele, e isso faz com que o organismo produza mais sebo. Devido a isso, é recomendável optar por água morna ou fresca. Esse efeito também pode acontecer em pessoas que lavam o rosto várias vezes ou usam lenços umedecidos, o resultado é mais óleo.

Quanto ao corte de cabelo, os com franja não são recomendáveis para quem tem pele oleosa. Pois, esse tipo de corte faz com que a oleosidade do couro cabeludo e dos fios se aglutine na testa e no rosto, além de abafar a pele.

Existem também, alguns fatores externos que favorecem o aumento da oleosidade da pele. Entre eles, está a poluição, que provoca a inflamação cutânea. Outro fator é o excesso de exposição ao sol, por isso, é indispensável à utilização de um protetor solar sem óleo para o rosto, com no mínimo, FPS 30. Esse produto combate os raios ultravioleta e evita o aumento da oleosidade da pele.

Além de todos os exemplos citados, o que também pode ser evitado para diminuir a oleosidade da pele é o consumo de bebidas alcoólicas e de alimentos muito calóricos. Por isso, procure ingerir mais frutas, verduras e legumes e, beba muita água. Pois, esses detalhes são importantes e ajudam a melhorar a saúde da pele.

Maquiagem x oleosidade

No momento da maquiagem, a utilização do pó é muito comum para ajudar a cobrir o brilho da pele. Mas, não se esqueça de que ele deve ser acompanhado de uma boa limpeza facial. É aconselhável também, evitar usar hidratantes nos locais mais oleosos. Então, de preferência a produtos que possuem um efeito mate, que garantem uma aparência mais seca.

Uma boa opção quanto à maquiagem ideal para esse tipo de pele é a mineral, que não possui óleo, cheiro e nem corantes em sua composição. Por isso, ela não estimula a produção da oleosidade. Seus principais compostos são os minerais: dióxido de titânio e o óxido de zinco coloridos. Além disso, por sua formulação ser mais suave, a maquiagem mineral não obstrui os poros da pele.

A única desvantagem quanto à utilização deste tipo de maquiagem é quanto ao seu preço, que podem chegar a ser ate 30% mais caros que as maquiagens comuns. Os produtos minerais geralmente são mais líquidos e concentrados, por isso, para sua utilização é necessário um pincel com cerdas mais resistentes. Apesar disso, os produtos rendem mais, o que compensa o preço a ser pago por esses cosméticos.

Por fim, antes de dormir é necessário retirar toda a maquiagem. Depois de usar o demaquilante e limpar muito bem a pele, é recomendável fazer a aplicação de uma loção ou gel que diminua a oleosidade da pele. Ao acordar, retire o produto lavando bem o rosto.


Rua Direita

Título: Como controlar a oleosidade da pele para garantir a durabilidade da maquiagem

Autor: Rua Direita (todos os textos)

Visitas: 0

668 

Comentários - Como controlar a oleosidade da pele para garantir a durabilidade da maquiagem

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios