Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Barcos > Embarcações: características e uso

Embarcações: características e uso

Categoria: Barcos
Visitas: 34
Comentários: 2
Embarcações: características e uso

Barcos são elaborados com ferramentas da geometria, respeitando as leis da física. Podem flutuar e locomover em superfícies aquáticas, servindo de transporte para pessoas ou materiais.

Além da diversidade de matéria-prima e dos processos na construção, as embarcações mudam de forma e utilidade, dependentes do desenho e do recurso de propulsão.

As Balsas possuem fundo achatado, navegam no raso e transportam veículos. Ao redor do mundo, são denominadas: cacilheiros, em Lisboa; jangadas, no nordeste do Brasil, onde servem para a pesca em alto-mar; e batelão, na região de Moçambique. Ferry boat é sua designação mundial.

Os Barcos a vapor foram os primeiros a dispensar a ação dos ventos. Caracterizam-se pelas chaminés e rodas de pás. Evoluíram gradualmente para os navios, mas por algum tempo continuaram trafegando águas fluviais.

Os Caiaques ou Canoas movem-se pela ação de velas ou remos. Alguns modelos utilizam motor de popa. Leves e facilmente transportáveis, prestam-se a pequenos serviços. Seu entalhamento utiliza apenas um tronco, de Cipestre ou de Peroba, sendo muito fortes. As maiores versões suportam cargas com 60 toneladas. Também designados “escaler”, quando fabricados em estaleiros.

O Wiki é uma metamorfose da Canoa, com ripas na arquitetura para reforçar o equilíbrio. Transporta cargas, especialmente no estado do Havaí e na Polinésia.

Os iates navegam rios, mares e lagos, sendo direcionados para o lazer. São impulsionados por motor ou velas. Embarcações sofisticadas, os iates abrigam compartimentos comparáveis a uma casa, oferecendo conforto inigualável.

Os barcos insufláveis são “anfíbios”, arquitetados com uma abertura que lembra um sino, para abrigar ventiladores que projetam ventos de cima para baixo. Assim, flutuam numa bolsa de ar, podendo navegar por terra, água ou qualquer superfície.

Os navios são embarcações gigantescas com convés, controlados por leme e timão. Devem transportar lanchas, salva-vidas e botes para emergências. A categoria é definida pelo tamanho ou pela quantidade de mastros, podendo transportar pessoas ou cargas.

Veleiros são propelidos por velas, triangulares ou quadradas, calculadamente traçadas e cortadas em tecidos e envolvidas em mastros. O controle do velame é feito por cabos. Possui leme e quilha para impedir a deriva.

Aerobarcos trafegam em pântanos, lagos, rios, lagoas e lugares impróprios a embarcações comuns, pois são capazes de navegar sobre um palmo de lama ou de água.

Em seus vários modelos, designers, propulsões, arquitetura ou utilidades, as embarcações são parceiras da humanidade. Levam e trazem pessoas, produtos, divertimento, trabalho, desenvolvimento e cultura.


Hediene

Título: Embarcações: características e uso

Autor: Hediene Hediene (todos os textos)

Visitas: 34

773 

Imagem por: wili_hybrid

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • SophiaSophia

    23-04-2014 às 17:20:22

    Foram as melhores invenções do mundo. É possível fazer um excelente cruzeiro marítimo ou uma viagem simples de barco pelo rio. Para quem gosta é de muita satisfação.

    ¬ Responder
  • osvaldo rodrigues filhoosvaldo rodrigues filho

    08-02-2011 às 20:29:20

    Preciso saber como se monta aqueles tipos de barcos, com hélice
    na trazeira, para navegação em banhados e pantanos.Ou se tem alguém que fabrique.

    ¬ Responder

Comentários - Embarcações: características e uso

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

A arte de trabalhar a madeira

Ler próximo texto...

Tema: Serviços Construção
A arte de trabalhar a madeira\"Rua
A carpintaria constitui, digamos assim, a arte de trabalhar a madeira. É claro que, de acordo com o produto final, se percebe bem que uns carpinteiros são mais artistas do que outros…

Às vezes nem se trata tanto dos pormenores, mas mesmo de desvirtuar o que era a ideia inicial e constava da encomenda. Mal comparado, quase se assemelha à situação daquela aspirante a costureira que pretendia fazer uma camisola para o marido e, no fim, saíram umas calças!

Na construção civil, a madeira é utilizada para diversos fins, temporários ou definitivos. Na forma vitalícia (esperam os clientes!) incluem-se estruturas de cobertura, esquadrias (portas e janelas), forros, pisos e edifícios pré-fabricados.

Quase todos os tipos de madeira podem ser empregues na fabricação de móveis, mas alguns são preferidos pela sua beleza, durabilidade e utilidade. É conveniente conhecer as características básicas de todas as madeiras, como a solidez, a textura e a côr.

Ser capaz de identificar o género de madeira usado na mobília lá de casa pode ajudar a determinar o seu real valor. Imagine-se a possibilidade de uma cómoda velha, que estava prestes a engrossar o entulho para a recolha de lixo, ter sido feita com o que hoje se considera uma madeira rara.

É praticamente equivalente a um bilhete premiado do Euromilhões, dado que se possui uma autêntica relíquia! Nestes casos, a carpintaria entra na área do restauro e da recuperação. Afinal, nem tudo o que é velho se deita fora…

Por outro lado, as madeiras com textura mais fraca são frequentemente manchadas para ganhar personalidade. Aqui há que remover completamente o acabamento para se confirmar a verdadeira natureza da madeira.

É assim também com muita gente: tirando a capa, mostram-se autenticamente. Mas destes, nem um artificie com “bicho-carpinteiro” consegue fazer nada…!

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:A arte de trabalhar a madeira

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: wili_hybrid

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    23-09-2014 às 13:23:35

    Uma excelente técnica que penso ser muito bonito e sofisticado. A arte de trabalhar madeira está sempre em desenvolvimento e crescimento.

    ¬ Responder
  • Rua DireitaRua Direita

    01-06-2014 às 05:18:46

    É ótimo o trabalho com a madeira. Pode-se perceber grandes obras que se faz com ela. Realmente, é uma verdadeira arte!
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios