Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > O que é a rubéola

O que é a rubéola

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Saúde
Comentários: 16
O que é a rubéola

A rubéola também é conhecida como sarampo alemão, é causado por um vírus RNA (família toga vírus). É uma doença benigna e de elevada prevalência, onde cerca de 70-80% dos adultos já são imunes sendo que 25% dos casos são assintomáticos. Quando sintomática, a rubéola causa tipicamente febre, linfadenopatia e “rash” maculopapular. As epidemias de rubéola ocorremm ciclos de 6 a 10 anos. No inverno e na primavera, envolvendo crianças em idade escolar até 9 anos, crianças mais velhas e adolescentes após vacinação.

Estudos sorológicos recentes indicam que de 10 a 20% dos jovens são suscetíveis a rubéola. O contágio ocorre com grade facilidade por via respiratória, por inalação de gotículas contaminadas pela orofaringe. O período de incubação varia de 2 a 3 semanas, com uma media de 18 dias e a faze de contágio situasse entre uma semana antes e uma semana após o rash cutâneo ( exantema).

A rubéola pode se apresentar sobre duas modalidades, a forma congênita ou pré-natal e a forma adquirida ou após natal. Aspeto clinico em crianças a uma linfadenopatia generalizada com predominância nas regiões serviçal posterior, suboccipital e a auricular posterior. Surge o rash, de intensidade variável começado pela testa e face, espalhando-se de cima para baixo, para o tronco e extremidades, desaparecendo em 3 dias. Em indivíduos mais velhos pode haver febre, mal estar e dores de cabeça.

As lesões fetais mais freqüentes provocadas pelos vírus da rubéola são: doenças cardíacas congênita, catarata, coriorretinite, microcefalia, retardo mental, surdez, hepato-esplenomegalia, púrpura e trombocitopênica, retardo no crescimento intrauterino, pneumonia intersticial e miocardite. Não existindo um sintoma patognomônico da rubéola, o diagnostico diferencial como outras infeções similares somente é realizado, com segurança, através de exames laboratoriais.

A rubéola congênita é a transmissão ao feto se dar principalmente por ocasiões de infeções maternas. A passagem transplacentária do vírus ocorre durante a viremia materna e estudos epidemiológicos mostram que esta transmissão é altamente provável quando a infeção se dá no primeiro trimestre de gestação, sendo de suma gravidade a ação teratogênica neste período. A incidência de má formação varia de acordo com o momento da infeção materna: 40 e 60% de risco nos primeiros 2 meses de gestação (aborto espontâneo ou defeitos congênitos múltiplos), 30 a 35% no terceiro mês (surdez ou doença coronária congênita), caindo para 10% no quarto mês. A partir do quinto mês de gravidez, o risco de leão fetal e praticamente nulo. O recém-nascido infetado vai se transformar em reservatório do vírus, propagando a doença aos seus contatos, já que sua eliminação pode se dar até 18 ou 24 meses de idade.

O quadro clinico da rubéola congênita é visto como uma doença crônica e progressiva, freqüentemente silenciosa na sua evolução sendo que os casos assintomáticos são inúmeros muito maior do que os sintomáticos, mas nem por isso causa menos prejuízo a criança.


Waldiney Melo

Título: O que é a rubéola

Autor: Waldiney (todos os textos)

Visitas: 0

772 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 16 )    recentes

  • Erika

    31-03-2014 às 18:59:31

    por que a rubéola ocorre mais no inverno e primavera

    ¬ Responder
  • gisele soares

    24-08-2012 às 14:59:27

    eu tou gravida de 6 meses e so agora descopriram q talves eu teja com rubeola meu nenen corre risco? eu dessesperada me ajuda

    ¬ Responder
  • luanny

    21-08-2012 às 23:28:28

    gostei de saber tudo sobre a rubela eu estava precisando saber porque eu vou faser um trabalho sobre a rubela

    ¬ Responder
  • Ana Paula Santosalisson

    16-06-2012 às 16:43:19

    ai como eu to bandida amei o teu texto..
    ]eu sou gay vamos fazer ....

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãorafaela

    24-10-2011 às 18:11:32

    @kelly
    q deus t ajude

    ¬ Responder
  • thiffanythiffany

    06-09-2011 às 19:34:44

    muito bom esse texto

    ¬ Responder
  • carlacarla

    14-04-2011 às 13:32:46

    o texto não mostra grande dificuldade,é de grande importancia para as gestantes. E sem duvida que tira algumas duvidas.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãolayana

    14-04-2011 às 12:16:46

    super enteressante fiquei sabendo de coisas, que nunca ouvi falar
    parabéns
    waldiney melo.

    ¬ Responder
  • marilene rodriguesmarilene rodrigues

    02-04-2011 às 15:08:45

    parabéns adorei seu texto esta otimo,muito bem explicado.
    vc me ajudou bastante.bjs

    ¬ Responder
  • marlimarli

    10-03-2012 às 16:50:35

    meeu filho saiu com algumas manchas na pele hj de maanha , e esses dias ele tava com febre , quando eu levei no medico ele disse que poderia ser os dentes , essas manchas pode ser rubeola ?

    ¬ Responder
  • biabia

    27-03-2011 às 02:13:30

    realmente seu texto esta parecendo um tcc, vc teria que usar um vocabulario mais facil. não que esteje ruim mas esta muito dificil

    ¬ Responder
  • annaanna

    15-02-2011 às 16:54:01

    que resposta grande deveriam fazer um resumo bem resumido

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãopriscila

    06-01-2011 às 22:06:22

    muito bom seu testo.estou me formando em enfermagem.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoDerp Do PORTUGUES

    30-03-2012 às 23:47:28

    Desculpe,mas texto se escreve com x.

    ¬ Responder
  • kellykelly

    03-12-2010 às 19:43:34

    meu filho esta a mais de uma semana com o pele
    enpolada ja levei em varios medicos e nada
    por favor alguem q souberem o q é me ajudem se for rubeola é perigoso

    ¬ Responder
  • paolinhapaolinha

    18-05-2010 às 21:18:15

    eu não entende nada dessa resposta bota uma coisa mais expecifica

    ¬ Responder

Comentários - O que é a rubéola

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como burlar a crise e fazer a viagem dos sonhos gastando pouco

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Viagens
Como burlar a crise e fazer a viagem dos sonhos gastando pouco\"Rua
Não é novidade para ninguém que o Brasil está passando por uma séria crise econômica e política. Atrelado a isso, a elevação do dólar nos últimos meses tem contribuído para a queda considerável no número de viagens internacionais. Para os amantes de viagens, também chamados travelholics, a crise não é um motivo para adiar aquela viagem tão esperada.
Nesse post você terá dicas de como superar esse momento e realizar seu sonho de uma forma mais econômica, sem precisar de guias turísticos, que encarecem ainda mais a viagem.

Dica 1) Planeje sua viagem com antecedência.
Provavelmente a maioria já ouviu falar disso, mas é a pura verdade. Programar a viagem é o primeiro passo para uma estadia tranquila e bem mais barata. Escolher o destino, a época do ano e com quem ir é o começo de tudo. As passagens aéreas costumam ter preços promocionais quando comprada com antecedência e você poderá escolher melhor onde passará as noites.

Dica 2) Pesquise os preços das passagens diariamente.
Se o destino já está definido, comece a buscar as passagens já. Os preços costumam variar diariamente, e sim, podem cair ou subir absurdamente de um dia para o outro. Eu super indico o Google Voos como busca de passagem. Ele apresenta os valores e os horários das mais variadas companhias aéreas e no final, te redireciona para o site da empresa sem te cobrar nenhuma taxa por isso. Além disso, ter em mente a opção de flexibilizar as datas pode te possibilitar um bom desconto no final. Você e o seu vizinho de assento podem estar indo pro mesmo destino, mas pagando valores completamente diferentes.

Dica 3) Use e abuse do Google Maps para escolher a região de hospedagem.
O Google Maps é uma opção de busca com mil e uma utilidades. Depois de escolhida a cidade, pesquise a localização dos principais pontos turísticos que são do seu interesse. Há várias ferramentas para busca de hotéis e pontos turísticos no site. Se você vai depender de transporte público ou ''viação pé'' para conhecer a cidade, uma boa dica para economizar tempo e dinheiro é ficar na região cultural da cidade. Você poderá pagar um pouco mais caro na estadia, mas economizará em outros quesitos.

Dica 4) Utilize os sites de busca de hotéis para fazer as reservas.
Depois de muito pesquisar, descobri que organizar a viagem por conta própria pode sair até pela metade do preço do que seria através de uma agência de viagem. Existem muitos sites de hotéis, mas é bom pesquisar sua credibilidade em fóruns e sites de reclamação. Minha sugestão é o Booking.com, há anos no mercado com milhões de clientes, ele é reconhecido pela sua transparência e grande assistência àqueles que precisaram resolver algum problema. Utilizando as datas de entrada e saída, e os filtros como valor máximo da diária e número de estrelas, você encontra o melhor hotel pro seu gosto e seu bolso.

Dica 5) Seguro Viagem
É imprescindível a contratação de um seguro viagem se você está indo para o exterior. Dependendo do país, uma diária no hospital pode sair mais cara que toda a viagem. Sem falar que em caso de extravio de bagagem e algum problema mais grave com um parente próximo no país de origem, além de outras questões, o seguro tem a cobertura específica. Não se deixe levar pelos pequenos preços. Procure aqueles conhecidos mundialmente e, de preferência, utilizado por algum conhecido. Quanto mais detalhado for, melhor.

Dica 6) Curta a pré-viagem pesquisando
O período antes da viagem é tão gostoso quanto ela, propriamente dita. Aproveite para pesquisar sobre os locais do seu interesse, restaurantes, lojas e principalmente transporte. Hoje, já existe taxímetro online em grandes metrópoles, onde você pode fazer um cálculo estimado da corrida de um lugar a outro. Como o nosso objetivo é a economia, são muitas as alternativas de transporte. Além do bom e velho ônibus, as vans compartilhadas do aeroporto para o hotel podem sair bem mais em conta que o táxi. Para quem for ficar poucos dias em uma grande cidade, os ônibus vermelhos de dois andares, conhecidos por Hop On Hop Off, dão uma geral na cidade, passando pelos principais pontos e possibilitando ao turista parar onde quiser, e esperar pelo próximo nos pontos indicados. Existem ticktes de 24, 48 e 72 horas ilimitado, a partir do momento do primeiro uso.

Pesquisar mais textos:

Letícia Spínola Flávio

Título:Como burlar a crise e fazer a viagem dos sonhos gastando pouco

Autor:Letícia Spínola Flávio(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Adriana SantosAdriana Santos

    10-11-2015 às 21:16:50

    Gostei das dicas! Valeu!
    Realmente, as pessoas que amam viajar encontram diversas formas, nem que seja um lugar próximo a sua cidade!

    Abraços!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios