Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Material Escritório > Como ter uma secretária organizada

Como ter uma secretária organizada

Visitas: 16
Comentários: 6
Como ter uma secretária organizada

Como em tudo o que fazemos, deixamos um trejeito no que criamos, arranjamos, desenhamos em suma, no que fazemos. Um toque pessoal em tudo o que tocamos e alteramos.

Este toque tão pessoal reflete-se num texto ou documento, numa escultura ou pintura, numa forma de vestir, por exemplo, mas saiba que também se reflete na forma como faz a sua cama todas as manhãs (se a faz de facto), e até na limpeza de toda a casa.

Se o trejeito é na realidade uma marca, consegue identificar-se qual de duas pessoas arrumou uma (a mesma) secretária, por exemplo. Obviamente que se for uma pessoa desarrumada por natureza, consegue verificar-se que a arrumação tem um efeito muito menos organizado do que se se tratar da arrumação de uma pessoa dada a limpezas.

Se é uma pessoa menos organizada, ou mesmo um desorganizado de primeira categoria, aqui vão algumas dicas para manter a sua secretária organizada.

Em primeiro lugar, verifique o que é essencial manter em cima da secretária. Agrafador, furador e porta fita-cola. De preferência todos na mesma tonalidade ou cor. É um truque utilizado para não destoar e dar à partida a ilusão de arrumação e harmonia.

O porta canetas também deve constar na mesa, mesmo que só utilize uma caneta e um lápis. Deixar a caneta espalhada em cima da secretária não é sinal de arrumação.

Se tem necessidade de ter sempre em cima da mesa documentos e papeis, opte por uns tabuleiros. São pequenas gavetas, idênticas a pequenas prateleiras que se juntam umas em cima das outras.

Nos tabuleiros deverá manter sempre a papelada sempre que se ausentar da secretária. Sempre que termine o seu trabalho, deve arrumar os documentos nos tabuleiros.

Se é adepto de folhas de rascunho e é ao mesmo tempo um desorganizado incorrigível, não faça apontamentos em folhinhas soltas. Compre um pequeno bloco e aponte os seus rascunhos no dito. Esta dica tem outra coisa positiva além da organização. Imagine que de um momento para o outro necessita de um pequeno apontamento que fez no mês passado. Já sabe assim que se for espreitar o caderninho o vai encontrar.

É essencial fazer limpeza aos papeis com alguma frequência. Adote o sistema de ocupar trinta minutos do seu tempo, por exemplo de 15 em 15 dias para mandar papeis fora. Uma limpeza bem feita, ajuda à harmonia da secretária e ao aspeto e organização da mesa. Aproveite e dirija-se ao papelão quando fizer a referida limpeza. Sabe a importância da reciclagem, não sabe?


Carla Horta

Título: Como ter uma secretária organizada

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 16

789 

Imagem por: jnyemb

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 6 )    recentes

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 19:49:51

    É essencial ter uma secretária organizada, pois auxilia muito nas tarefas do dia a dia. Nada mais chato que ter os compromissos descumpridos por conta da secretária que bagunça tudo.

    ¬ Responder
  • Helena Dovelo

    17-04-2013 às 04:27:32

    Adoro a profissao de Secretariar...e muito divertido.

    ¬ Responder
  • lidiana

    26-01-2013 às 08:04:37

    adorei as dicas de vocês, elas vão me ajudar muito.

    ¬ Responder
  • oswaldooswaldo

    04-02-2012 às 00:40:07

    @Leticia Roque
    aprenda a escrever corretamente, não se escreve querro com dois erres e sim quero com um erre só.

    espero ter ajudado.

    ¬ Responder
  • Leticia RoqueLeticia Roque

    20-11-2011 às 21:37:40

    sou secretária faz-tudo querro dicas para se ter um bom ambiente .

    ¬ Responder
  • pedro leilapedro leila

    15-05-2010 às 19:06:46

    eu estou afazer o curso de secretariado porque ja apareseu un bon em prego eja pro possimo més es pero q me onrienten mais coisas es pero pela tua rresposta

    ¬ Responder

Comentários - Como ter uma secretária organizada

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Imagem por: jnyemb

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios