Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Biografias > Alexander Fleming

Alexander Fleming

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Biografias
Visitas: 2
Alexander Fleming

Alexander Fleming fez uma das mais importantes descobertas na história humana: a penicilina, que é atualmente o antibiótico mais usado no mundo.

Nasce a 6 de agosto de 1881, em Lochfield, na Escócia. Aluno brilhante, cedo percebe que precisa de mudar de país para conseguir ter uma carreira de sucesso.

Frequenta uma escola politécnica e ao mesmo tempo trabalha como Office boy. Quando decide tornar-se médico, matricula-se na Escola de Medicina de St. Mary. Aqui recebe diversas honras pelos seus estudos de fisiologia e medicina. Ao graduar-se, torna-se professor de bacteriologia na Universidade de Londres e médico microbiologista no Hospital de St.Mary. Passava grande parte do tempo no laboratório a fazer pesquisa.

Acaba por falecer de ataque cardíaco em 1955 e foi enterrado como um herói em Londres.

É nos anos vinte que faz as duas descobertas que revolucionariam a medicina (da proteína antimicrobiana chamada lisozima e do antibiótico penicilina obtido a partir do fungo Penicillium notatum), descobertas estas que mesmo sendo acidentais, só viriam sublinhar a sua capacidade de observação e intuição.

A descoberta da Penicilina foi comunicada em 1929, no British Journal of Experimental Pathology, porém a comunidade científica da época considerou uma descoberta vulgar, já que tratava apenas infeções banais. Porém, durante a Segunda Guerra Mundial, investigadores dos Estados Unidos, que tentavam imitar a medicina alemã que se baseava em sulfamidas, acharam esta um feito fulcral. Assim, Ernst Boris Chain e Howard Walter Florey acabaram por descobrir forma de purificar a penicilina e de distribui-la pelo mundo.

Como Fleming não havia registado a patente da descoberta, teve que compartilhar o Prémio Nobel de Medicina, recebido em 1945, com estes dois investigadores. Nenhum deles enriqueceu a nível financeiro com a venda da substância.

Fleming, do pouco dinheiro que recebeu, ainda fez doações para patrocinar futuros estudos médicos. No ano anterior a receber o Prémio Nobel, é nomeado cavaleiro pela Royal Society, como forma de reconhecimento pelo seu trabalho.

Sem a grande descoberta, que muitos defendem com acidental, de Alexander Fleming, muito possivelmente muitos de nos não estaríamos vivos neste momento, pois foi graças e a partir da sua descoberta que muitos dos mais básicos e principais medicamentos, que utilizamos atualmente, não existiriam.


Bruno Jorge

Título: Alexander Fleming

Autor: Bruno Jorge (todos os textos)

Visitas: 2

628 

Comentários - Alexander Fleming

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios