Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > Como assumir o cabelo afro

Como assumir o cabelo afro

Categoria: Beleza
Comentários: 3
Como assumir o cabelo afro

Assumir o cabelo afro não é uma decisão muito fácil, pois, além de exigirem cuidados especiais no dia-a-dia, eles nunca receberam atenção adequada do mundo da moda e da beleza, obrigando muitas mulheres a domarem seus cachos através de relaxamentos, chapinhas, escovas progressivas e tantas outras químicas para manterem-se afinadas com as tendências.

Mas essa ditadura acabou!

Assumir os cachos está na moda e muitas mulheres estão dispostas a aceitar seus cabelos como eles são. Mas como fazer isso?

A tarefa não é fácil, mas é possível.

O primeiro passo é decidir-se. Se você percebeu que o seu cabelo tem potencial e que ultimamente tem admirado o volume e o balanço dos cabelos cacheados, provavelmente você já se decidiu e só está precisando de um empurrãozinho, portanto, não tenha medo, assuma esse desejo.






Assim que a decisão for tomada é preciso iniciar um processo difícil, chamado de período de transição, que pode durar de 06 meses a 01 ano:

1 - Inicie parando com todas as químicas para que seu cabelo cresça naturalmente. Deixe de lado também as chapinhas para evitar os danos aos fios que naturalmente costumam ser ressecados e propensos à perda da hidratação natural.

2 - Mantenha-se firme e cuidado com as recaídas, pois quando a raiz natural começa a surgir, o aspecto do cabelo que ainda possui química nas pontas pode ficar disforme e desagradável e algumas críticas podem surgir. Ignore-as, foque no seu objetivo e não desista. O seu cabelo vai melhorar.

3 - Se você for corajosa, corte de uma vez todas essas pontas e siga confiante, se você for mais moderada/convencional vá cortando aos poucos até que toda a química seja eliminada. Cortar de uma vez parece um tanto radical, mas em alguns casos pode ser a melhor alternativa.

4 - Nesse período, em que o seu cabelo estiver curto, abuse dos acessórios como tiaras, head-bands, presilhas, flores, pentes e lenços.

5 – Hidrate-os sempre, a hidratação é muito importante para manter os cabelos bonitos e saudáveis; Use e abuse dos leave-in; Deixe que eles sequem naturalmente ou use um difusor, sempre com cuidado para não aumentar o frizz; E finalize com óleos de brilho.

6 - Tenha muita paciência, pois vai demorar um pouco, mas você vai redescobrir o seu cabelo e perceber o poder étnico dos seus cachos.

7 - Tire da sua cabeça a ideia de que volume é ruim, pois desde que seu cabelo esteja bonito e hidratado, o volume pode delinear melhor seu rosto e te deixar mais bonita.

8 - Não tenha medo nem vergonha, os cabelos afros possuem um volume poderoso e uma beleza extremamente exótica.

Eu estou começando essa nova fase e você?


Glaucia Alves

Título: Como assumir o cabelo afro

Autor: Glaucia Alves (todos os textos)

Visitas: 0

782 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 3 )    recentes

  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãocida

    25-04-2014 às 21:44:05

    gostei da ideia achei interessante vou tentar fazer esta experiencia deixar tdo pelo natural ,eu tenho cabelo crespo e uso quimica para alizar .vou mudar o visual gostei valeu !!!!

    ¬ Responder
  • Glaucia AlvesGlaucia

    26-04-2014 às 00:10:34

    Oi Cida

    Fico muito feliz em ouvir isso, eu mesma cortei o meu cabelo super curto para tirar toda a química e deixá-lo natural. Não foi fácil, mas eu me sinto super bem.
    Dá uma olhada nos vídeos do youtube, tem um monte de garotas aderindo aos cachos.
    Espero ter ajudado...
    Ps. Depois que cortei o cabelo só recebi elogios, não tenha medo.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoWallace Randal

    13-09-2012 às 18:36:04

    Muito legal seu texto! Sou um amante de cachos e cabelos crespos, por terem vida própria e muita atitude. Os cabelos crespos alisados são apenas um jeito de usa-los, e há inúmeras outras formas para pentear. Black Power é mais que um estilo, é um movimento de libertação que merece ser valorizado. Mas realmente hidratação é essencial, para que os cabelos continuem fortes e para que não fiquem ressecados.

    ¬ Responder

Comentários - Como assumir o cabelo afro

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Pulp Fiction: 20 anos depois

Ler próximo texto...

Tema: Arte
Pulp Fiction: 20 anos depois\"Rua
Faz hoje 20 anos que estreou um dos mais importantes ícones cinematográficos americanos.

Pulp Fiction é um marco do cinema, que atirou para a ribalta Quentin Tarantino e as suas ideias controversas (ainda poucos tinham visto o brilhante “Cães Danados”).

Repleto de referências ao cinema dos anos 70 e com uma escolha de casting excepcional, Pulp Fiction conquistou o público com um discurso incisivo (os monólogos bíblicos de Samuel L. Jackson são um exemplo disso), uma violência propositadamente mordaz e uma não linearidade na sucessão dos acontecimentos, tudo isto, associado a um ritmo alucinante.

As três narrativas principais entrelaçadas de dois assassinos, um pugilista e um casal, valeram-lhe a nomeação para sete Óscares da Academia, acabando por vencer na categoria de Melhor Argumento Original, ganhando também o Globo de Ouro para Melhor Argumento e a Palma D'Ouro do Festival de Cannes para Melhor Filme.

O elenco era composto por nomes como John Travolta, Samuel L. Jackson, Bruce Willis, Uma Thurman e (porque há um português em cada canto do mundo) Maria de Medeiros.

Para muitos a sua banda sonora continua a constar na lista das melhores de sempre, e na memória cinéfila, ficam eternamente, os passos de dança de Uma Thurman e Travolta.

As personagens pareciam ser feitas à medida de cada actor.
Para John Travolta, até então conhecido pelos musicais “Grease” e “Febre de Sábado à Noite”, dar vida a Vincent Vega foi como um renascer na sua carreira.

Uma Thurman começou por recusar o papel de Mia Wallace, mas Tarantino soube ser persuasivo e leu-lhe o guião ao telefone até ela o aceitar.

Começava ali uma parceria profissional (como é habitual de Tarantino) que voltaria ao topo do sucesso com “Kill Bill”, quase 10 anos depois.

Com um humor negro afiadíssimo, Tarantino provou em 1994 que veio para revolucionar o cinema independente americano e nasceu aí uma inspirada carreira de sucesso, que ainda hoje é politicamente incorrecta, contradizendo-se da restante indústria.

Pulp Fiction é uma obra genial. Uma obra crua e simultaneamente refrescante, que sobreviveu ao tempo e se tornou um clássico.
Pulp Fiction foi uma lição de cinema!

Curiosidade Cinéfila:
pulp fiction ou revista pulp são nomes dados a revistas feitas com papel de baixa qualidade a partir do início de 1900. Essas revistas geralmente eram dedicadas às histórias de fantasia e ficção científica e o termo “pulp fiction” foi usado para descrever histórias de qualidade menor ou absurdas.

Pesquisar mais textos:

Carla Correia

Título:Pulp Fiction: 20 anos depois

Autor:Carla Correia(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios