Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Telemóveis > Quando o amor vem por sms

Quando o amor vem por sms

Categoria: Telemóveis
Visitas: 14
Comentários: 9
Quando o amor vem por sms

Uma pesquisa feita em oito países europeus e asiáticos revela que uma em cada cinco pessoas admitiu que já namorou fora do seu relacionamento, através de mensagens de telemóveis. Na Malásia 40% dos inquiridos confessarem ter enviado sms sem que os seus parceiros soubessem, sendo este país o primeiro no ranking deste tipo de traições.

Esta pesquisa entrevistou mais de 8.5 mil pessoas nas Filipinas, Malásia, Indonésia, Singapura, Rússia, Itália, Alemanha e Grã-Bretanha.

12% dos relacionamentos começaram por uma simples mensagem de texto de teor inofensivo. Um em cada três italianos iniciou desta forma uma relação. Na Alemanha há uma maior confiança nos parceiros, tendo apenas 7% admitido ter visto o telemóvel do parceiro com o intuito de descobrir mensagens “suspeitas”.
De acordo com a coordenadora de marketing da empresa responsável pelo estudo, Jayne Chace, actualmente existe uma “grande profundidade de emoções no simples acto de enviar e receber alguns caracteres de texto”, frisando ainda que “as pessoas reagem profundamente quando o telefone alerta para a chegada de uma mensagem”.

A pesquisa mostrou ainda que uma em cada seis pessoas prefere mesmo receber uma mensagem invés de um cartão ou uma caixa de chocolates no Dia dos Namorados. Nas Filipinas, uma em cada três mulheres prefere receber uma mensagem romântica para comemorar o dia 14 de Fevereiro.

Por tudo isto é que decidimos deixar-lhe algumas dicas de como dar alento à sua relação por mensagens escritas:

- Nunca escreva mensagens demasiado longas nem utilize muitas abreviaturas, pois isso pode confundir o receptor. Tome o cuidado de reler o que escreveu antes de enviar;

- Antes de enviar a mensagem assegure-se que é o timing ideal para o seu parceiro, porque imagine que envia uma questão “marota” quando o seu amado está numa reunião…ai a reacção não será tão boa, do que se a receber quando vai a caminho de casa;

- Se o seu parceiro lhe enviou uma sms que provocou uma reacção de alegria, transmita-lhe o que sentiu. As mensagens podem levar a que as emoções se percam, porém o flirt gira em torno delas, dai a importância de comunicar como “mexeu consigo”;

- Não responda de imediato, crie um pouco de suspense. Numa fase final do enamoramento, a ansiedade fará com que ele consulte de forma constante o telemóvel;

- Seja sempre positiva e nunca abdique de enviar uma mensagem em detrimento de um telefonema.
Deixe no “ar” a hipótese de repetirem a experiência ou de saírem juntos no futuro.

Acredite que com tudo isto irá “apimentar” a relação, mas atenção, porque se for usar estas dicas numa relação extra conjugal, não vá o destino pregar-lhe uma partida e enganar-se no destinatário.

E você, alguma vez mandou
mensagens de amor? Ou acha que é uma técnica que não o convence?



Catarina Guedes Duarte

Título: Quando o amor vem por sms

Autor: Catarina Guedes Duarte (todos os textos)

Visitas: 14

800 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 9 )    recentes

  • Luene ZarcoLuene

    29-10-2014 às 09:54:02

    Como as relações amorosas mudaram e se resumiram a um SMS. Até hoje eu ainda prefiro receber uma cartinha carinhosa ou um pequeno bilhte. Sinto-me melhor e mais feliz. Claro que receber um SMS durante um dia corrido é bom, mas que substitue uma escrita já é forçar... Mas, cada um tem um jeito de ser amado!

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    02-06-2014 às 06:04:12

    É bem interessante essas pesquisas, pois falam da nossa realidade. Quem não gosta de receber uma linda mensagem por SMS? Ainda mais mulher, adoraaa. Claro, que o bom senso é acima de tudo importante, você não pode encher a caixa de mensagem da outra pessoa.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • Sofia NunesSofia Nunes

    15-09-2012 às 13:21:54

    Interessa-me sobretudo, no seu texto, a questão das relações extraconjugais que são exclusivamente virtuais, neste caso sendo o telemóvel, mais concretamente as SMS, o meio escolhido para dar a tão comum “facadinha” no relacionamento. A questão que as pessoas colocam é simples: será essa uma forma de traição? Pessoalmente, considero que sim. A partir do momento em que há um claro envolvimento emocional, sem o conhecimento do cônjuge/namorado, estamos a presenciar um ato de infidelidade.

    ¬ Responder
  • cordascordas

    21-07-2009 às 01:07:16

    as vezes não e so kerer e preciso tbm acreditar. e a esperança conta muito )=

    ¬ Responder
  • William Gomes BianchiniCAMILA

    20-07-2009 às 21:27:43

    queria poder expressar em palavras o quanto vc me faz feliz e o quanto que eu te amo, mas não dá! eu te amo além das palavras..

    ¬ Responder
  • paulo azevedopaulo azevedo

    20-07-2009 às 00:29:47

    eu so conhecer amor

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoAmor

    19-03-2009 às 01:03:46

    Sou eu, cheguei!

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoPedro Lopes

    03-03-2009 às 02:01:23

    Gostei muito. Gostei de voltar acreditar no Amor. Passei por uma rutura mas este texto veio me transmitir fé. Aguardo sms.

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de ClimatizaçãoLaura

    02-03-2009 às 23:03:29

    Olha Catarina adorei, sei lá, até parece que sabias o que andava a passar comigo. Um Obrigadão querida, poque nem sabes o quanto tu me ajudas-te.

    ¬ Responder

Comentários - Quando o amor vem por sms

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como burlar a crise e fazer a viagem dos sonhos gastando pouco

Ler próximo texto...

Tema: Viagens
Como burlar a crise e fazer a viagem dos sonhos gastando pouco\"Rua
Não é novidade para ninguém que o Brasil está passando por uma séria crise econômica e política. Atrelado a isso, a elevação do dólar nos últimos meses tem contribuído para a queda considerável no número de viagens internacionais. Para os amantes de viagens, também chamados travelholics, a crise não é um motivo para adiar aquela viagem tão esperada.
Nesse post você terá dicas de como superar esse momento e realizar seu sonho de uma forma mais econômica, sem precisar de guias turísticos, que encarecem ainda mais a viagem.

Dica 1) Planeje sua viagem com antecedência.
Provavelmente a maioria já ouviu falar disso, mas é a pura verdade. Programar a viagem é o primeiro passo para uma estadia tranquila e bem mais barata. Escolher o destino, a época do ano e com quem ir é o começo de tudo. As passagens aéreas costumam ter preços promocionais quando comprada com antecedência e você poderá escolher melhor onde passará as noites.

Dica 2) Pesquise os preços das passagens diariamente.
Se o destino já está definido, comece a buscar as passagens já. Os preços costumam variar diariamente, e sim, podem cair ou subir absurdamente de um dia para o outro. Eu super indico o Google Voos como busca de passagem. Ele apresenta os valores e os horários das mais variadas companhias aéreas e no final, te redireciona para o site da empresa sem te cobrar nenhuma taxa por isso. Além disso, ter em mente a opção de flexibilizar as datas pode te possibilitar um bom desconto no final. Você e o seu vizinho de assento podem estar indo pro mesmo destino, mas pagando valores completamente diferentes.

Dica 3) Use e abuse do Google Maps para escolher a região de hospedagem.
O Google Maps é uma opção de busca com mil e uma utilidades. Depois de escolhida a cidade, pesquise a localização dos principais pontos turísticos que são do seu interesse. Há várias ferramentas para busca de hotéis e pontos turísticos no site. Se você vai depender de transporte público ou ''viação pé'' para conhecer a cidade, uma boa dica para economizar tempo e dinheiro é ficar na região cultural da cidade. Você poderá pagar um pouco mais caro na estadia, mas economizará em outros quesitos.

Dica 4) Utilize os sites de busca de hotéis para fazer as reservas.
Depois de muito pesquisar, descobri que organizar a viagem por conta própria pode sair até pela metade do preço do que seria através de uma agência de viagem. Existem muitos sites de hotéis, mas é bom pesquisar sua credibilidade em fóruns e sites de reclamação. Minha sugestão é o Booking.com, há anos no mercado com milhões de clientes, ele é reconhecido pela sua transparência e grande assistência àqueles que precisaram resolver algum problema. Utilizando as datas de entrada e saída, e os filtros como valor máximo da diária e número de estrelas, você encontra o melhor hotel pro seu gosto e seu bolso.

Dica 5) Seguro Viagem
É imprescindível a contratação de um seguro viagem se você está indo para o exterior. Dependendo do país, uma diária no hospital pode sair mais cara que toda a viagem. Sem falar que em caso de extravio de bagagem e algum problema mais grave com um parente próximo no país de origem, além de outras questões, o seguro tem a cobertura específica. Não se deixe levar pelos pequenos preços. Procure aqueles conhecidos mundialmente e, de preferência, utilizado por algum conhecido. Quanto mais detalhado for, melhor.

Dica 6) Curta a pré-viagem pesquisando
O período antes da viagem é tão gostoso quanto ela, propriamente dita. Aproveite para pesquisar sobre os locais do seu interesse, restaurantes, lojas e principalmente transporte. Hoje, já existe taxímetro online em grandes metrópoles, onde você pode fazer um cálculo estimado da corrida de um lugar a outro. Como o nosso objetivo é a economia, são muitas as alternativas de transporte. Além do bom e velho ônibus, as vans compartilhadas do aeroporto para o hotel podem sair bem mais em conta que o táxi. Para quem for ficar poucos dias em uma grande cidade, os ônibus vermelhos de dois andares, conhecidos por Hop On Hop Off, dão uma geral na cidade, passando pelos principais pontos e possibilitando ao turista parar onde quiser, e esperar pelo próximo nos pontos indicados. Existem ticktes de 24, 48 e 72 horas ilimitado, a partir do momento do primeiro uso.

Pesquisar mais textos:

Letícia Spínola Flávio

Título:Como burlar a crise e fazer a viagem dos sonhos gastando pouco

Autor:Letícia Spínola Flávio(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Adriana SantosAdriana Santos

    10-11-2015 às 21:16:50

    Gostei das dicas! Valeu!
    Realmente, as pessoas que amam viajar encontram diversas formas, nem que seja um lugar próximo a sua cidade!

    Abraços!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios