Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Saúde > Reflexologia Podal

Reflexologia Podal

Categoria: Saúde
Comentários: 1
Reflexologia Podal

A tradição milenar da medicina chinesa, dá ao corpo humano um tratamento diferenciado do Ocidente, tratamento esse, que além da anatomia humana que aqui conhecemos, eles tratam da relação que cada órgão e sistema tem com o corpo por meio dos meridianos.
Esse novo conceito já está bastante difundido em várias áreas de atuação no Ocidente.

Os meridianos sintonizam a vibração de todo funcionamento do corpo formando canais que se interligam, esses canais são interligados pela energia que percorre todo o corpo.

O tratamento alternativo como a terapia holística, auxilia no tratamento de muitas enfermidades, tratando os cainais vibratórios através dos pontos energéticos, estimulando o funcionamento e desobstruindo interferências prejudiciais à saúde que resultam em doenças.

A refelxologia podal , trata os meriadianos que estão sob a pele posicionados pelo corpo, pela sola dos pés. Os pés tem diversas terminações nervosas, por isso o tratamento é realizado através do toque e não causa dor, mesmo que a região esteja dolorida, o reflexologista procura atuar com suavidade nas regiões que estiverem mais sensíveis.

O reflexologista, também conhecido como terapeuta holístico, atua massageando os pés, aplicando massagem específica que emprega determinada pressão nos pontos de relação dos órgãos e sistemas do corpo, eles estão ligados pelos meridianos, esses são os pontos reflexos proporcionando bem estar e estimulando à cura. Para se obter bons resultados, é necessário que a a plicação da reflexologia seja realizada com sessões regurares e continuadas até que o terapeuta aconselhe a suspensão, no entanto, mesmo alcançando o resultado esperado, bom seria continuar se submetendo a reflexologia para tratamento preventivo.Uma das maiores causas das doenças é o stress, a reflexologia podal trata com muita eficácia esse mal que desencadeia acúmulo de toxinas no organismo.

A eliminação e prevenção de doenças como: enxaqueca, reumatismo, artrose, artrite, insônia, gordura no fígado, dores musculares, entre tantas outras, são perfeitamente tratáveis pela reflexologia podal. Pode-se dizer que a sola dos pés, tem um mapa de todo o corpo, cada ponto está diretamente ligado com um órgão, por isso, o tratamento com a técnica da reflexologia podal promove o que chamamos de auto-cura.

O terapeuta reflexologista, busca fazer um estudo detalhado, para que então, possa fazer a massagem que melhor atenda a necessidade que se faz presente através de estimulação nos pontos vibratórios, alcançando os canais de ligação dos meridianos.

A medicina chinesa existe a cerca de cinco mil anos, é uma tradião que até hoje é respeitável e apresenta bons resultados, assim sendo, a reflexologia que é um derivado dessa tradição, também nos traz confialibilade e benefícios.


Sílvia Baptista

Título: Reflexologia Podal

Autor: Sílvia Baptista (todos os textos)

Visitas: 0

711 

Imagem por: dMap Travel Guide

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Joyce AgostinhoJoyce Agostinho

    09-05-2010 às 20:24:38

    gostaria de saber mais sobre glandulas como a pineal, pituitaria, hipofesi e porque gravidas nao podem se submeter a uma reflexologia

    obrigada!!

    ¬ Responder

Comentários - Reflexologia Podal

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Superstições Náuticas

Ler próximo texto...

Tema: Barcos
Superstições Náuticas\"Rua
Todos temos as nossas manias e superstições. Não que se trate de comportamentos compulsivos, mas a realidade é que mesmo para quem diz que não liga nenhuma a estas coisas, as superstições acompanham-nos.

Passar por baixo de uma escada, deixar a tesoura, uma porta de um armário ou uma gaveta aberta ou até deixar os sapatos em posição oposta ao correcto, são das superstições mais comuns. As Sextas-feiras 13 também criam alguma confusão a muita gente, mas muitos são os que já festejam e brincam com a data.

Somos assim mesmo, supersticiosos, uns mais do que outros, mas é uma essência que carregamos, mesmo que de forma inconsciente.

Existem no entanto profissões que carregam mitos mais assustadores do que outros, e por exemplos muitos actores não entram em palco sem mandar um “miminho” uns aos outros.

Caso de superstição de marinheiro é dos mais sérios e se julga que se trata só de casos vistos em filmes de piratas, desengane-se. Os marinheiros dos dias de hoje carregam superstições tão carregadas de emoção quanto os de outros tempos.

Umas mais caricatas do que outras, as superstições contam histórias e truques. Por exemplo, contra tempestades, muitos marinheiros colam uma moeda no mastro dos navios.

Tal como fazem os actores, desejar boa sorte a um marinheiro antes de embarcar, também não é boa ideia. Os miminhos dados antes de entrar em palco também servem para o efeito.

Dar um novo nome a um barco é uma péssima ideia para um marinheiro. Dizem que muitos há que não navegam em barcos rebaptizados.

Lembra-se que os piratas de outros tempos utilizavam brincos? Pois isto faz parte de uma superstição. Dizem que os brincos evitam que se afoguem.

Entrar com um pé direito na embarcação é sinal de bons ventos. Tal como acontece com muitos de nós, os marinheiros também não gostam de entrar de pé esquerdo.

Já desde remotos tempos se dia que assobiar traz tempestades. Ora aqui está um mote dos marinheiros, pelo que se assobiar numa embarcação, arrisca-se a ter chatices com o marinheiro.

Verdades ou mentiras, as superstições existem e se manter os seus próprios mitos acalma um marinheiro, então que assim seja. Venham as superstições náuticas que cá estamos para as ouvir.

Já agora uma curiosidade ainda maior. Dizem que se tocar a gola de um marinheiro passará a ter sorte. Será verdade ou foi um marinheiro que inventou?

Pesquisar mais textos:

Carla Horta

Título:Superstições Náuticas

Autor:Carla Horta(todos os textos)

Imagem por: dMap Travel Guide

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Rua DireitaRua Direita

    17-06-2014 às 06:39:27

    Não acredito em superstições de forma alguma.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios