Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Beleza > Como ultrapassar a vergonha de estar a ficar careca

Como ultrapassar a vergonha de estar a ficar careca

Categoria: Beleza
Visitas: 12
Comentários: 1
Como ultrapassar a vergonha de estar a ficar careca

Os homens devem prestar muita atenção ao seu cabelo. O melhor modo de o conservar è tratá-lo com carinho e com bons produtos capilares. Também deve ir regularmente a um bom cabeleireiro a fim de testar a natureza do seu cabelo e pele.

Tal como a mulher o cabelo é um marco fundamental no look e mostra a saúde interna e externa do cabelo e pele. Deste modo é necessário fazer também de vez em quando uma consulta com um bom nutricionista pois os cabelos são ainda o reflexo da nossa alimentação e modo de vida. A falta de vitaminas, queratina e e o stress elevado contribuem muito para danificar e quebrar os cabelos. A sua vitalidade é deste modo reduzida bem como a falta de brilho dos cabelos. Geralmente quando o corpo está doente os cabelos ficam baços e sem vida o que mostra que os problemas do cabelo estão ligados com o estado orgânico e emocional. Para que o equilíbrio seja perfeito requer que o corpo e a mente estejam em harmonia, caso contrário não é possível exibir um bom cabelo.

A calvice é comum com o avançar da idade, eles começam a perder cabelo basicamente por influência genética. Actualmente existem remédios que travam a queda do cabelo, sendo o mais habitual para o efeito o “ propecia Folligen e Rogaine”. No entanto o melhor é procurar um especialista de acordo com as necessidades de cada um. Há ainda tratamentos com cremes, xampoons, a laser e implantes. Qualquer deles consegue solucionar o problema.

Para evitar a queda de mais de cem fios de cabelo deve usar-se regularmente um champoo antiqueda a fim de regular o problema. Ao mesmo tempo fazer um tratamento específico com um bom profissional.

O problema da calvice também pode ser um problema hormonal ou psicológico. Por isso aconselha-se a tratar os problemas emocionais e outros a fim de minorar o problema.

Apesar de se poder controlar a calvice quando ela acontece não tem que ser um problema O ideal é começar desde cedo a contribuir para que a queda do cabelo não seja exagerada.

Associados a factores genéticos e psicológicos estão ainda o facto de o homem exagerar em bebidas alcoólicas, produtos químicos, tabaco e stress. No entanto ela afecta mais os homens com o avançar da idade.

A falta da reposição dos cabelos é ainda muito frequente nos homens e mulheres mas pode ser facilmente ultrapassada com bons hábitos de vida.


Teresa Maria Batista Gil

Título: Como ultrapassar a vergonha de estar a ficar careca

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 12

769 

Imagem por: WallTea

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Yuri SilvaYuri

    10-09-2014 às 03:29:34

    Isso é um agravante problema, mas até que existem homens que sabem lidar com isso muito bem! É superável!

    ¬ Responder

Comentários - Como ultrapassar a vergonha de estar a ficar careca

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como economizar energia em condomínios, empresas e edificações comerciais

Ler próximo texto...

Tema: Energias Renováveis
Como economizar energia em condomínios, empresas e edificações comerciais\"Rua
Economizar energia elétrica é importante para nós e para o planeta, já que esse recurso é produzido, em sua grande maioria, através de processos caros e extremamente prejudiciais ao meio ambiente.

O consumo racional e eficiente de energia elétrica depende de mudanças de hábito por parte dos consumidores (residenciais, comerciais e industriais), principalmente no que diz respeito a ações cotidianas.

Nesse texto selecionamos algumas dicas e informações de grande utilidade pra ajudá-los a programar o uso racional da energia elétrica em condomínios, empresas e em edificações comerciais.

Tome nota:

•Faça manutenção planejada e constante nas instalações elétricas, e não sobrecarregue os circuitos além do que foi especificado em projeto, ou pelo eletricista. A falta de manutenção e a sobrecarga dos circuitos podem causar curtos, aquecer a fiação e permitir que quantidade significativa de energia elétrica se perca pela rede, e ainda danifique a própria fiação.

•Troque todas as lâmpadas incandescentes por fluorescentes (tubulares ou compactas), e, se possível, invista na iluminação de LED. As lâmpadas de LED consomem cerca de 80% menos de energia elétrica, quando comparadas às incandescentes e duram oito vezes mais.

•Se o ambiente é muito grande, muito largo, ou muito extenso, divida a iluminação em vários circuitos. Essa medida permite o desligamento parcial de lâmpadas em desuso ou desnecessárias.

•Em áreas de pouca circulação e de permanência transitória como corredores, sanitários, garagens, áreas de serviço e copas, é recomendável a instalação de sensores de presença, mecanismos que acionam a iluminação somente quando houver circulação de pessoas.

•Em áreas cuja iluminação natural consegue ser aproveitada, podem ser também instalados sensores de fotocélulas, dispositivos que detectam automaticamente a necessidade de acionamento da iluminação artificial quando a iluminação natural é insuficiente (á noite e em dias nublados, por exemplo).

•Mantenha as luminárias sempre limpas para que a potência das lâmpadas seja 100% aproveitada.

•Pinte as paredes internas e os tetos dos ambientes com cores claras, pois essas refletem e espalham a luz para todo o ambiente.

•Troque equipamentos elétricos velhos, motores defasados, aparelhos de ar condicionados antigos, luminárias muito gastas, por modelos mais novos, que já são projetados para consumirem menos energia elétrica, e contam com selos de garantia que os qualificam com relação à eficiência.

•Faça manutenção e limpeza constantes nos aparelhos de ar condicionado. Filtros sujos exigem maior esforço dos aparelhos (maior gasto energético) no processo de refrigeração e ainda causam grande risco à saúde.

•Não deixe caixas condensadoras e resfriadoras do sistema de ar condicionados instaladas em locais onde recebam incidência solar constante. Quando recebem sol durante muito tempo esses equipamentos chegam a consumir o dobro da energia prevista, já que a utilizam primeiramente para promover o seu próprio resfriamento e só depois a refrigeração dos ambientes.

Aproveitem nossas dicas e se precisarem de mais informações, entrem em contato com um profissional capacitado.

Pesquisar mais textos:

Danília Oliveira Gonçalves

Título:Como economizar energia em condomínios, empresas e edificações comerciais

Autor:Danília Oliveira Gonçalves(todos os textos)

Imagem por: WallTea

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios