Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Relacionamentos > O que acontece quando o casal se desvia de Deus?

O que acontece quando o casal se desvia de Deus?

Categoria: Relacionamentos
O que acontece quando o casal se desvia de Deus?

"Mas a vós outros, os que vos apartais do SENHOR, os que vos esqueceis do meu santo monte, os que preparais mesa para a deusa Fortuna e misturais vinho para o deus Destino, também vos destinarei à espada, e todos vos encurvareis à matança; porquanto chamei, e não respondentes, falei, e não atendestes; mas fizestes o que é mau perante mim e escolhestes aquilo que eu não tinha prazer(mundo)." (Isaías 65.11-12)

Nós colhemos aquilo que plantamos.

Nós somos hoje o que fizemos ontem. Se alcançamos o nosso objetivo ou não é por conta das oportunidades que foram aproveitadas ou não. Não existe destino! A única coisa que existe é a lei do plantar e colher. Não adianta nada o homem ou a mulher declarar que se amarão, viverão e estarão todos os dias juntos se o coração está longe do querer de Deus. Muitos estão se esquecendo de agradar a Deus e estão fazendo da pessoa amada mais importante que Ele. O amor nunca será eterno se ambos escolheram seguir o caminho do mundo que é contrário ao de Deus. Se Deus não estiver no centro da vontade do casal é certo que viverão em conflitos.

Quem se aparta do caminho de Deus para servir a si mesmo está desprezando o verdadeiro amor.

Os dias de destruição chegarão para aqueles que não estão praticando a Santa Vontade de Deus. Por que existem tantas famílias sofrendo com brigas, divórcios, traições, parentes viciados e outras mazelas? A culpa é de Deus? Não! A culpa é do indivíduo por se apartar da Palavra de Deus.

O Espírito Santo não tem prazer no sofrimento de ninguém, mas nada pode fazer se o homem não O buscar.

Muitos estão deixando de servir a Deus para priorizar seus desejos carnais. Estão se esquecendo do que Deus fez em sua vida para viver o que seu coração deseja. Cuidado! Quem tem que guiar a sua vida não é o seu cônjuge e sim a Presença de Deus. Muitos estão deixando a deusa Fortuna ou o deus Destino também conhecido como sorte ou voz do coração, reinar em sua vida, atitudes e pensamentos.

O Deus Vivo não divide o seu Espírito com ninguém e muito menos a sua vontade.

Não existe essa de destino. Não é o universo que conspira em seu favor e sim tudo coopera segundo os propósitos de Deus para aqueles que amam a Ele ou não. Lute para viver uma união cheia de pureza, escolha seguir e viver as Promessas Divinas, não aceite a destruição de sua família e mantenha o amor e a harmonia onde você estiver.

E quem se desviar de Deus e não se importar em agradá-Lo?

Sofrerá as consequências negativas. Se hoje existem guerras, fome, doenças, não é culpa de Deus nem do mal e sim a ignorância espiritual das pessoas em resistirem o Amor de Deus. O mundo só quer saber de si mesmo e assim dão brechas para a ação do Maligno. Deus está chamando os casais para viverem segundo o seu querer. Faça a sua escolha!


Natanael Genoel

Título: O que acontece quando o casal se desvia de Deus?

Autor: Natanael Genoel (todos os textos)

Visitas: 0

0 

Comentários - O que acontece quando o casal se desvia de Deus?

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios