Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Máquinas > Bomba hidráulica

Bomba hidráulica

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Máquinas
Comentários: 1
Bomba hidráulica

Uma bomba é basicamente um dispositivo que é usado para mover os gases ou líquidos, geralmente de um ponto mais baixo para um ponto superior. Muitas das bombas existentes requerem uma fonte de energia externa para funcionar, no entanto, as bombas hidráulicas são um caso especial porque não necessitam de nenhuma fonte externa de energia. Numa bomba hidráulica, é a própria água ou outro fluido que faz o mecanismo funcionar. Dito de uma outra forma, a energia cinética da água é a fonte de energia que opera uma bomba hidráulica.


Quando este tipo de bomba opera, uma parte da água é levada a um ponto mais elevado daquele a que a água se encontrava no início. Além disso, a água que sai da bomba tem uma velocidade diferente da água que entra na bomba. Isto acontece devido a um fenómeno chamado de pressão de estagnação. A pressão de estagnação baseia-se no princípio de Bernoulli, que diz que ao haver um aumento na velocidade de um fluido em simultâneo há uma diminuição na pressão desse mesmo fluido. O funcionamento da bomba hidráulica baseia-se neste princípio.


Uma bomba hidráulica simples começa com um tubo que traz a água da fonte. No final do tubo existe uma válvula, chamada de válvula de vazão. Quando sob pressão, a válvula de vazão fecha, suportando a pressão da água contra a outra válvula que se encontra mais atrás, chamada de válvula de retenção. Esta válvula leva à saída ou tubo de entrega. Quando a pressão da água no tubo de entrega cai, a válvula de retenção fecha, permitindo que a pressão aumente de novo contra a válvula de vazão.


Este ciclo repete-se, geralmente, a cada um a dois segundos. O processo torna-se mais eficiente com a adição de um dispositivo chamado de vaso de pressão, entre a válvula de retenção de entrega e a saída do tubo de entrega. Um vaso de pressão é um pequeno tanque de metal que contém uma determinada porção de ar. O ar atua como uma almofada que amortece as tensões resultantes das rápidas mudanças de pressão dentro da bomba, o que também ajuda a prolongar a vida útil da própria bomba.

A bomba hidráulica é usada há séculos, mas começou a cair em desuso quando as bombas a energia elétrica surgiram. Mais recentemente, porém, tem havido um interesse renovado na bomba hidráulica como uma forma de levar água potável às zonas rurais dos países em desenvolvimento.


Carlos Vieira

Título: Bomba hidráulica

Autor: Carlos Vieira (todos os textos)

Visitas: 0

795 

Imagem por: Elsie esq.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

Comentários - Bomba hidráulica

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Informática
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?\"Rua
Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Bom, Não é de hoje que tecnologia vem surpreendendo a todos nós com grandes revoluções e os custos que diminuem cada vez mais.
Hoje em dia é comum ver crianças com smarthphones com tecnologia que a 10 anos atrás nem o celular mais moderno e caro do mercado tinha.
Com isso surgiram sugiram vários profetas da tecnologia e visionários, tentando prever qual será o próximo passo.

E os filmes retratam bem esse tema e usam essa formula que atrai a curiosidade das pessoas.
Exemplos:

Minority report - A nova lei de 2002 (Imagem)

Transcendence de 2014

Em Transcendence um tema mais conspiratório, onde um ser humano transcende a uma consciência artificial e assim se torna imortal e com infinita capacidade de aprendizagem.
Vale a pena ver tanto um quanto o outro filme. Algumas tecnologias de Minority Report, como utilizar computadores com as mãos (caso do kinect do Xbox 360 e One) e carros dirigidos automaticamente, já parecem bem mais próximo do que as tecnologias vistas em Transcendence, pois o foco principal do mesmo ainda é um tema que a humanidade engatinha, que é o cérebro humano, a máquina mais complexa conhecida até o momento.

Eu particularmente, acredito que em alguns anos teremos realmente, carros pilotados automaticamente, devido ao investimento de gigantes como o Google e o Baidu nessa tecnologia.

Também acho que o inicio da colonização de Marte, vai trazer grandes conquistas para humanidade, porém grandes desafios, desafios esses que vão nos obrigar a evoluir rapidamente nossa tecnologia e nossa forma de encarar a exploração espacial, não como um gasto, mas sim como um investimento necessário a toda humanidade e a perpetuação da sua existência.

A única salvação verdadeira para humanidade e para o planeta terra, é que seja possível o ser humano habitar outros planetas, seja localizando planetas parecidos com a terra ou mudando planetas sem condições para a vida em planetas habitáveis e isso só será possível com gente morando nesses planetas, como será o caso do Marte. O ser humano com a sua engenhosidade, aprendeu a mudar o ambiente a sua volta e assim deixou de ser nômade e da mesma forma teremos que aprender a mudar os mundos, sistemas, galáxias e o universo a nossa volta.

Espero que tenham gostado do meu primeiro texto.
Obrigado à todos!
Até a Próxima!


Pesquisar mais textos:

Érico da Silva Kaercher

Título:Futuro da Tecnologia, Qual o Limite?

Autor:Érico da Kaercher(todos os textos)

Imagem por: Elsie esq.

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios