Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Bricolage Jardim > Como Proteger a Madeira

Como Proteger a Madeira

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Bricolage Jardim
Visitas: 8
Comentários: 1
Como Proteger a Madeira

A madeira é um elemento muito utilizado para a construção de casas, cercas, mobiliário, pérgolas, decks, etc.
Para garantir a sua longevidade, reforçando a beleza e resistência, deve-se executar algumas tarefas para proteger a madeira. Para isso, deve-se conhecer as suas necessidades e limitações, de modo a proceder-se ao tratamento mais adequado.

Os inimigos da madeira são:

Sol - juntamente com o vento, as altas temperaturas secam a madeira e os raios ultracioletas (UV) modificam a sua cor, degradando a estrutura das fibras. Por vezes, o aquecimento da madeira acaba até por provocar fissuras na estrutura.

Humidade - a madeira que não é protegida absorve mais humidade, correndo o risco de desenvolver bolor e fungos, e consequentemente apodrecer. Aconselha-se a aplicação de um produto apropriado, como por exemplo, um imunizante ou uma velatura, e de seguida um verniz ou esmalte.

Insetos - não é nas madeiras utilizadas no exterior que se deve recear, pois a temperatura e o grau de humidade não proporcionam as condições favoráveis ao seu desenvolvimento. Mas na madeira utilizada no interior, as larvas dos insetos que se alimentam da madeira encontram as condições ótimas para a sua reprodução, pelo que deve levar a cabo um tratamento preventivo ou curativo com os produtos apropriados.

Bolores e fungos - na madeira que durante muito tempo vai acumulando humidade, pode aparecer bolores e fungos, e posteriormente apodrecimento da estrutura.

Renovar a madeira:

Antes de começar o tratamento deve-se executar algumas tarefas de preparação. No caso de conter musgo ou algas, retira-se as manchas com uma solução de lixívia. De seguida, tapam-se todas as fissuras e buracos com pasta de madeira ou betume para madeira. Lixa-se a superfície de modo a eliminar saliências e passa-se de seguida a primeira demão de tratamento para madeiras. Deve-se escolher uma cor próxima à da madeira que será envernizada ou pintada.

Podridão da madeira:

Deve-se localizar a causa da humidade e eliminá-las. Para isso, retira-se as partes da madeira podre, bem como todo o pó, aparas, serradura, ou outro material que possa estar infetado, e repara-se com madeira nova. Aplica-se um imunizador anti-caruncho e acaba-se com uma tinta de esmalte ou um verniz para madeiras.

Decapar a pintura:

Em algumas situações, a madeira tem verniz ou tinta que será necessário primeiro retirar, de modo a poder-se aplicar uma nova camada. As situações em que se deve aplicar um decapante são:

- quando a superfície pintada apresentar fissuras ou estalar;
- quando a tinta estiver mole ou apresentar bolhas;
- quando a tinta esfarelar;
- quando as camadas de tinta acumuladas tornarem díficil a maleabilidade das estruturas;
- quando se pretende recuperar o aspeto original da madeira.

Deve-se utilizar um decapante químico ou térmico, dependendo da natureza da superfície e do tipo de tinta ou verniz existente na mesma.

Cuidar da madeira:

Para que a madeira mantenha um aspeto bonito a longo prazo, aconselha-se a aplicação de um tratamento que evitará a degradação. Tratar a madeira dá-nos a garantia de que a sua durabilidade aumentará, promovendo assim a solidez e estabilidade das suas estruturas.

No caso da superfície a tratar ser nova, deve-se seguir os seguintes passos:

1) eliminar toda a sujidade;
2) proceder a uma ligeira lixagem;
3) aplicar o produto de tratamento da madeira, respeitando sempre os intervalos de secagem.

Caso a superfície a tratar se encontre ainda em bom estado, deve-se seguir os seguintes passos:

1) lavar a superfície com água e detergente em pó e deixar secar completamente;
2) lixar suavemente;
3) aplicar duas ou três demãos de verniz ou velatura, sempre respeitando os intervalos de secagem.

Caso a superfície a tratar se encontre em mau estado, aconselha-se o seguinte:

1)eliminar qualquer tipo de velatura ou verniz com produto decapante,
2) limpar e lixar a superfície;
3) eliminar a poeira;
4) tratar a madeira com um produto próprio para uma maior duração do verniz ou da velatura;
5) aplicar duas ou quatro demãos de verniz ou velatura, respeitando sempre os intervalos de secagem.


Cristina Sousa

Título: Como Proteger a Madeira

Autor: Cristina Sousa (todos os textos)

Visitas: 8

809 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Briana AlvesBriana

    13-10-2014 às 04:53:55

    Ajudou-me bastante ao que buscava! A proteção da madeira torna-se bem importante para que dure por longos anos.

    ¬ Responder

Comentários - Como Proteger a Madeira

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Utilidades Domésticas
Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!\"Rua
O seguro desemprego é instituído pela Lei Nº 7.998, de 11 de janeiro de 1990 e que tem por finalidade prover a assistência financeira temporária ao trabalhador desempregado sem justa causa. Foi sancionado pelo presidente da República do Brasil e também é regido pela Consolidação das Leis Trabalhistas – CLT.

Este benefício é concedido a todo e qualquer trabalhador que foi dispensado apenas em regime de sem justa causa ou quando houver acordo judicial e o juiz autorizar o pagamento devido ao ex-trabalhador da empresa.

Sua duração é de 3(três) a 5(meses) de forma contínua e dependerá do tempo em que ficou empregado. O valor mensal é calculado conforme o que o trabalhador ganhava durante o período em que estava empregado.

Essa assistência financeira e temporária tem algumas regras, por isso, é muito importante conhecê-la antes mesmo de solicitá-la nos órgãos responsáveis.

Para ter direito ao benefício:


- Precisa ter a carteira devidamente assinada da empresa;
- Ter trabalhado durante 6 meses na empresa (no mínimo);
- Não ter recebido esse benefício no período de 16(dezesseis) meses ininterruptos;
- Ter sido dispensado sem justa causa.

Quem tem direito ao benefício:


- Os trabalhadores demitidos sem justa causa;
- O pescador artesanal; e
- O empregado doméstico, desde que o empregador esteja recolhendo o Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS).

Como solicitar – Passo a passo:


1) Dirija-se à qualquer Caixa Econômica Federal ou ao M.T.E (Ministério do Trabalho e Emprego) da sua cidade munidos dos seguintes documentos:
- Rescisão contratual, carteira de trabalho devidamente dado baixa com a data de saída e assinada e carimbada pela empresa, as duas vias do seguro desemprego preenchido e fornecido pela empresa, cartão do PIS/PASEP ou o cartão cidadão, extrato do recebimento do pagamento do FGTS, comprovante de residência e os últimos 3 (três) contra-cheques;
2) Entregue todos esses documentos ao atendente. Eles vão fornecer o protocolo de entrada do seguro desemprego, vão lhe dizer quantas parcelas você tem direito e a data que você receberá a primeira (30 dias).

Bem, apenas isso e agora é só esperar para o recebimento do pagamento das parcelas. Para consultar, acesse este link: http://granulito.mte.gov.br/sdweb/consulta.jsf
Digite com seu número de PIS/PASEP e logo abaixo com o código no visor e clique em consultar. Vai abrir outra tela com as informações das parcelas.

Pesquisar mais textos:

Briana Alves

Título:Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!

Autor:Briana Alves(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios