Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > DVD Filmes > Ingrid Bergman

Ingrid Bergman

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: DVD Filmes
Ingrid Bergman

Nascida em Estocolmo, no dia vinte e nove de agosto de mil e novecentos e quinze, sendo que pelo lado materno era alemã e pelo lado paterno era sueca. Ficou órfã de mãe quando contava com aproximadamente dois anos. Tendo ficado sob os cuidados do pai, este a influenciaria para entrar para o mundo das artes.

Fez muitos cursos de dramaturgia até chegar de fato ao teatro e depois ao cinema, bateu recordes na época chegando a fazer aproximadamente dez filmes em um intervalo de dois anos ainda nos seus pais de origem.

Depois de fazer fama na Suécia, a atriz terminou indo para Hollywood na década de 40, como protagonista de uma das maiores produções já vistas na Suécia. Foi depois disso, que o planeta todo conheceu e aprendeu a gostar de uma artista que tinha seu próprio jeito de interpretarem Hollywood muitas pessoas do ramo do cinema a qualificavam como dona de um enorme charme, que era responsável pelo fato dela poder ser uma camponesa ou uma rainha nas telas, sendo que não importava qual fosse o papel ele estaria impregnado de charme.

Terminou casando com um ator do ramo, esse casamento resultou numa menininha e também numa separação anos mais tarde. Sendo que o motivo dessa separação foi um produtor italiano que também era casado, porém ambos se divorciaram para poderem ficar juntos. Foi tratada com muito preconceito na época, e muitos a consideravam uma traidora, ou seja, ela era uma espécie de má influência da época. Devido a isso ficou um tempo considerável sem conseguir contracenar na América do Norte. Desse novo casamento, teve três herdeiros, sendo que um deles é uma grande atriz de sucesso mundialmente famosa. Novamente houve outro divórcio na vida de Ingrid. Chegou a se casar novamente e depois terminou se divorciando de novo.

Faleceu no dia do seu nascimento, tinha sessenta e sete anos somente, após muitas batalhas e cirurgias contra um tumor. Mesmo depois de diagnosticada, Ingrid continuou fazendo uso de cigarros e bebidas alcoólicas sem se importar se isso poderia agravar ou não a sua doença. Ingrid tentou resistir o máximo que pode.


Gabriela Torres

Título: Ingrid Bergman

Autor: Gabriela Torres (todos os textos)

Visitas: 0

603 

Comentários - Ingrid Bergman

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Literatura
Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal\"Rua
Gertrude Stein foi uma escritora de peças de teatro, de peças de opera, de ficção, de biografia e de poesia, nascida nos Estados Unidos da América, e escreveu a Autobiografia de Alice B. Toklas, vestindo a pele, e ouvindo pela viva voz da sua companheira de 25 anos de vida, os relatos da historia de ambas, numa escrita acessível, apresentando situações caricatas ou indiscretas de grandes vultos da arte e da escrita da sua época. Alice B. Toklas foi também escritora, apesar de ter vivido sempre um pouco na sombra de Stein. Apesar de ambas terem crescido na Califórnia, apenas se conheceram em Paris, em 1907.


Naquela altura, Gertrude vivia há quatro anos com o seu irmão, o artista Leo Stein, no numero 27 da rue de Fleurus, num apartamento que se tinha transformado num salão de arte, recebendo exposições de arte moderna, e divulgando artistas que viriam a tornar-se muito famosos. Nestes anos iniciais em Paris, Stein estava a escrever o seu mais importante trabalho de início de carreira, Three Lives (1905).


Quando Gertrude e Alice se conheceram, a sua conexão foi imediata, e rapidamente Alice foi viver com Gertrude, tornando-se sua parceira de escrita e de vida. A casa, como se referiu atrás, tornou-se um local de reunião para escritores e artistas da vanguarda da época. Stein ajudou a lançar as carreiras de Matisse, e Picasso, entre outros, e passou a ser uma espécie de teórica de arte, aquela que descrevia os trabalhos destes artistas. No entanto, a maior parte das críticas que Stein recebia, acusavam-na de utilizar uma escrita demasiado densa e difícil, pelo que apenas em 1933, com a publicação da Autobiografia de Alice B. Toklas, é que o trabalho de Gertrude Stein se tornou de facto reconhecido e elogiado.


Alice foi o apoio de Gertrude, foi a dona de casa, a cozinheira, grande cozinheira aliás, vindo mais tarde a publicar algumas das suas receitas, e aquela que redigia e corrigia o que Gertrude lhe ditava. Assim, Toklas fundou uma pequena editora, a Plain Editions, onde publicava o trabalho de Gertrude. Aliás, é reconhecido nesta Autobiografia, que o papel de Gertrude, no casal, era o de marido, escrevendo e discutindo arte com os homens, enquanto Alice se ocupava da casa e da cozinha, e de conversar sobre chapéus e roupas com as mulheres dos artistas que visitavam a casa. Depois da morte de Gertrude, Alice continuou a promover o trabalho da sua companheira, bem como alguns trabalhos seus, de culinária, e um de memórias da vida que ambas partilharam.


Assim, este livro que inspirou o filme “Meia noite em Paris”, de Woody Allen, é um livro a não perder, já nas livrarias em Portugal, pela editora Ponto de Fuga.

Pesquisar mais textos:

Liliana Félix Leite

Título:Autobiografia de Alice B. Toklas, de Gertrude Stein, pela primeira vez em Portugal

Autor:Liliana Félix Leite(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios