Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Publicidade > Publicidade Directa e Simples

Publicidade Directa e Simples

Categoria: Publicidade
Visitas: 2
Comentários: 2
Publicidade Directa e Simples

É do conhecimento comum a força e capacidade da publicidade. Pouco ou nada se vende sem que seja publicitado, e a realidade é que uma boa publicidade pode lançar um produto que poucos poderiam estar interessados. Ao inverso, uma má publicidade pode nunca lançar para o sucesso um produto de grande qualidade.

O poder da publicidade é antigo e sábio, mas está em permanente descoberta e desenvolvimento.

Os meios de publicidade são múltiplos, mas por norma quando dela se fala, lembramo-nos da televisão ao rádio. A forma agressiva com que nos deparamos todos os dias com a publicidade em forma de imagem, torna-nos em verdadeiros heróis consumistas. A prova disso são as crianças, que têm a extraordinária capacidade de pedir todos os bonecos e brinquedos que aparecem nos anúncios no intervalo dos programas.

Mesmo na rádio, os anúncios acompanhados por músicas sugestivas que ecoam durante o dia, despertam-nos a curiosidade e fazem-nos espreitar o produto.

Mas e quando a publicidade é diferente? De há uns anos para esta data, habituámo-nos a uma forma diferente de publicidade. O avançar dos tempos levaram-nos ao desenvolvimento de muitas técnicas e tecnologias.

A internet é uma delas, e nos dias de hoje, anuncia-se on-line com a mesma intensidade com que há uns anos se faziam noutros meios.

Banners e campanhas Google ou de outros motores de busca, em género de leilão, torna a competitividade estreita e intensa entre empresas.

Não interessa o ramo do negócio, o que se vende ou compra, ou até mesmo que serviços se prestam, interessa a melhor publicidade e o maior destaque sobre a empresa.

A publicidade directa e simples passa também por outros aspectos. Anunciarmos a nossa empresa em canetas, isqueiros ou porta-chaves para que os possamos oferecer aos nossos clientes é ainda uma outra forma de publicitar.

Calendários, agendas, e até tapetes para os ratos do PC, são algumas ideias, mas que quiser ser originar, pode por exemplo pedir que lhe seja feita à medida capas plásticas para o seu portátil. Tudo é possível fazer e basta acima de tudo ser criativo no disparo da publicidade da sua empresa.

Os produtos em que anuncia podem ser os mais variados e as empresas que o ajudam neste sentido, fazem muitas vezes o serviço completo.

Escolhem e aconselham o “brinde” ou a forma de publicitar (quer seja por internet ou objectos), tratam de todo o design, imprimem e entregam o produto final.

Os custos são naturalmente variados, mas a escolha é bastante difícil. Peça orçamentos e faça publicidade à sua empresa de forma directa e simples


Carla Horta

Título: Publicidade Directa e Simples

Autor: Carla Horta (todos os textos)

Visitas: 2

671 

Imagem por: Darwin Bell

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 2 )    recentes

  • SophiaSophia

    19-05-2014 às 02:54:57

    Muitas são as formas de usar a publicidade e mesmo as mais simples, ela continua influenciando as pessoas.
    Cumprimentos,
    Sophia

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãololita

    22-05-2012 às 17:04:52

    MUITO BOM O SEU TEXTO !

    OBRIGADA POR TODA A SUA INFORMAÇÃO



    ¬ Responder

Comentários - Publicidade Directa e Simples

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!

Ler próximo texto...

Tema: Utilidades Domésticas
Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!\"Rua
O seguro desemprego é instituído pela Lei Nº 7.998, de 11 de janeiro de 1990 e que tem por finalidade prover a assistência financeira temporária ao trabalhador desempregado sem justa causa. Foi sancionado pelo presidente da República do Brasil e também é regido pela Consolidação das Leis Trabalhistas – CLT.

Este benefício é concedido a todo e qualquer trabalhador que foi dispensado apenas em regime de sem justa causa ou quando houver acordo judicial e o juiz autorizar o pagamento devido ao ex-trabalhador da empresa.

Sua duração é de 3(três) a 5(meses) de forma contínua e dependerá do tempo em que ficou empregado. O valor mensal é calculado conforme o que o trabalhador ganhava durante o período em que estava empregado.

Essa assistência financeira e temporária tem algumas regras, por isso, é muito importante conhecê-la antes mesmo de solicitá-la nos órgãos responsáveis.

Para ter direito ao benefício:


- Precisa ter a carteira devidamente assinada da empresa;
- Ter trabalhado durante 6 meses na empresa (no mínimo);
- Não ter recebido esse benefício no período de 16(dezesseis) meses ininterruptos;
- Ter sido dispensado sem justa causa.

Quem tem direito ao benefício:


- Os trabalhadores demitidos sem justa causa;
- O pescador artesanal; e
- O empregado doméstico, desde que o empregador esteja recolhendo o Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS).

Como solicitar – Passo a passo:


1) Dirija-se à qualquer Caixa Econômica Federal ou ao M.T.E (Ministério do Trabalho e Emprego) da sua cidade munidos dos seguintes documentos:
- Rescisão contratual, carteira de trabalho devidamente dado baixa com a data de saída e assinada e carimbada pela empresa, as duas vias do seguro desemprego preenchido e fornecido pela empresa, cartão do PIS/PASEP ou o cartão cidadão, extrato do recebimento do pagamento do FGTS, comprovante de residência e os últimos 3 (três) contra-cheques;
2) Entregue todos esses documentos ao atendente. Eles vão fornecer o protocolo de entrada do seguro desemprego, vão lhe dizer quantas parcelas você tem direito e a data que você receberá a primeira (30 dias).

Bem, apenas isso e agora é só esperar para o recebimento do pagamento das parcelas. Para consultar, acesse este link: http://granulito.mte.gov.br/sdweb/consulta.jsf
Digite com seu número de PIS/PASEP e logo abaixo com o código no visor e clique em consultar. Vai abrir outra tela com as informações das parcelas.

Pesquisar mais textos:

Briana Alves

Título:Como Solicitar O Seguro Desemprego - Passo A Passo!

Autor:Briana Alves(todos os textos)

Imagem por: Darwin Bell

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios