Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Viagens > Arquipélago de Cabo Verde

Arquipélago de Cabo Verde

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Viagens
Visitas: 2
Comentários: 5
Arquipélago de Cabo Verde

São dez ilhas e cinco ilhéus, todos de origem vulcânica (o ponto mais alto é precisamente o vulcão do pico do Fogo), que formam o arquipélago de Cabo Verde, perfazendo uma superfície de 4033km quadrados. Com uma temperatura média de 24ºC, Cabo Verde tem um clima tropical seco com duas estações: de novembro a julho é época da estação quente, sendo que a estação húmida compreende o período entre agosto e outubro. Mesmo na estação húmida as temperaturas mantêm-se amenas, variando entre os 19 e os 25ºC. A capital de Cabo Verde é Praia, a língua oficial é o português (falando-se também crioulo) e a religião é predominantemente católica.

Os marinheiros portugueses encontraram as ilhas de Cabo Verde corria o ano de 1460 e, devido à sua posição geográfica privilegiada, serviram durante muito tempo ao comércio marítimo, destacadamente o tráfico de escravos. Com o declínio e posterior término deste, muitos europeus abandonam Cabo Verde, entrando o arquipélago em recessão económica. A isto acresce as más condições climatéricas, com largos períodos de seca (não é infrequente não se verificar precipitação em Cabo Verde durante alguns anos consecutivos). Ora, sendo a economia cabo-verdiana após a debandada dos europeus baseada na agricultura, em ilhas com falta de precipitação, é possível imaginar o pobre estado em que economia cabo-verdiana se encontrava mergulhada. Com a independência de Cabo Verde face a Portugal, em 1975, o governo investiu nas áreas rurais. Nos dias que correm, são as importações que estão na base da economia cabo-verdiana, mantendo-se no entanto sensivelmente metade da população ativa dedicada à agricultura, pese embora as dificuldades da sua prática. A seca é uma característica tão típica do arquipélago de Cabo-Verde que é uma das principais, senão a principal, causa do forte movimento de emigração que é sentido.

Durante a ocupação europeia, na sua maioria portuguesa, as relações entre cabo-verdianos negros e caucasianos deram origem aos mestiços, que compõem hoje a maioria da população das ilhas. E se isto conferiu um cariz único à população cabo-verdiana, não foi apenas no plano étnico que se fez sentir: também a língua crioula, a música e a gastronomia distinguem Cabo-Verde.

Sofia Nunes

Título: Arquipélago de Cabo Verde

Autor: Sofia Nunes (todos os textos)

Visitas: 2

636 

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 5 )    recentes

  • Luene ZarcoLuene

    29-09-2014 às 14:44:12

    Adorei saber sobre o Arquipélago de Cabo Verde. Obrigada!

    ¬ Responder
  • SophiaSophia

    20-04-2014 às 17:03:26

    A Rua Direita recomenda a todos conhecerem!

    ¬ Responder
  • lisa

    03-07-2013 às 12:06:52

    isso e uma carnisa

    ¬ Responder
  • lisa

    03-07-2013 às 12:06:11

    isso e uma carnisa

    ¬ Responder
  • M.L.E.- Soluções de Climatizaçãolisa

    03-07-2013 às 12:05:14

    isso e uma carnisa

    ¬ Responder

Comentários - Arquipélago de Cabo Verde

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Os primeiros brinquedos

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Brinquedos
Os primeiros brinquedos\"Rua
O brinquedo é mais do que um objecto para a criança se divertir e distrair, é também uma forma de conhecer o mundo que tem ao seu redor e para dar asas à sua imaginação. Desta forma, os brinquedos sempre estiveram presentes na sociedade.

Os primeiros brinquedos datam de 6500 anos atrás, no Japão, em que as crianças brincavam com bolas de fibra de bambu. Entretanto há 3000 anos surgiram os piões feitos de argila e decorados, na Babilónia.

No século XIII apareceram os soldadinhos de chumbo, porém só eram acessíveis às famílias nobres. Cinco séculos mais tarde, apareceram as caixas de música, criadas por relojoeiros suíços.

As bonecas são muito antigas, surgiram enquanto figuras adoradas como deusas, há 40 mil anos, mas a primeira fábrica abriu apenas em 1413 na Alemanha. Barbie, a boneca mais famosa do mundo, foi criada em 1959, mas ainda hoje é das mais apetecíveis pelas crianças.

O grande boom dos brinquedos aconteceu quando se descobriu o plástico para o fabrico. Mesmo assim, muitas famílias não podiam comprar brinquedos aos filhos, como tal, estes utilizavam diversos tipos de materiais e construíam os seus próprios brinquedos.

Actualmente, as crianças têm acesso a uma enorme variedade de brinquedos, desde bonecas, a carros telecomandados, a videojogos… Educativos ou apenas lúdicos, há de tudo e para todos os gostos e preços.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Os primeiros brinquedos

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • umdolitoys 23-01-2013 às 05:46:38

    Adorei a reportagem! e tenho algo para vocês verem!!

    Espero que gostem!!!

    ¬ Responder
  • sofia 22-07-2012 às 21:56:29

    Achei muito interecante e muito legal saber que ano foi fabricadoas bonecas

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios