Bem vindo à Rua Direita!
Eu sou a Sophia, a assistente virtual da Rua Direita.
Em que posso ser-lhe útil?

Email

Questão

a carregar
Textos | Produtos                                                    
|
Top 30 | Categorias

Email

Password


Esqueceu a sua password?
Início > Textos > Categoria > Vestuário > O uso de uniformes personalizados

O uso de uniformes personalizados

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Categoria: Vestuário
Comentários: 1
O uso de uniformes personalizados

Em todas as profissões se torna útil usar uniformes para distinguir o papel que cada um desempenha no seu quotidiano.

Ao observarmos um uniforme sabemos com precisão com quem estamos a falar e a ser atendidos.

Quando nos dirigimos a um hospital gostamos de ver os médicos vestidos com uma bata branca assim como enfermeiros. Faz-nos sentir inclusive melhor e mais confiantes. Do mesmo modo que quando vamos na rua ficamos contentes ao ver um polícia com seu uniforme, pois isso concede-nos mais segurança. Ou então quando vamos fazer compras num hipermercado sentimo-nos bem se virmos um segurança fardado. E como se ele esteja ali para nos dar algum apoio. Deste modo conclui-se que o uso do uniforme não só melhora a imagem de quem o usa mas transmite uma ideia de segurança para quem os vê, seja em que lugar for. E, assim podemos distinguir os variadíssimos postos de trabalho que a sociedade apresenta em todo o mundo. Na escola, na igreja, no banco, no quartel, nas fábricas ou outros serviços sempre se usaram em quase todas as épocas.

Para além de ser mais higiénicos dão um certa distinção às pessoas em qualquer posto. Aliás o seu uso devia ser de carácter obrigatório em qualquer profissão.

O vestuário pode ser um meio de personificar a pessoa pois ele deve ser diferente de acordo com a situação que se vive diariamente. Em casa temos um, no emprego outro, se formos a uma festa ou cerimónia vestimo-nos de acordo com ela.

Tem a ver, logicamente com o carácter mais prático, funcional ou luxuoso dos acontecimentos a que somos sugeridos. Por exemplo quando vamos a uma festa vestimos e cuidamos melhor da nossa aparência do que quando estamos em casa . Por isso ele ajuda a distinguir as várias situações. Pode ter uma aparência normal, mais produzida e luxuosa ou simplesmente prática.

As estações do ano, o ambiente citadino ou rural também tem a sua influência. Ou seja, deve adaptar-se aos ambientes que se frequentam, a datas especiais que gostamos e normalmente se diferenciam: casamento, noivado, eventos especiais, aniversários ou outras datas de referência.

Como é óbvio no trabalho torna-se importante e de referência o uso de uniformes personalizados, pois são eles que nos identificam.


Teresa Maria Batista Gil

Título: O uso de uniformes personalizados

Autor: Teresa Maria Gil (todos os textos)

Visitas: 0

629 

Imagem por: cheetah100

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários     ( 1 )    recentes

  • Rafaela CoronelRafaela

    21-08-2014 às 05:09:33

    Toda empresa deveria adotar essa ideia de utilizar um uniforme personalizado. Claro, é necessário saber usá-lo do jeito como você colocou nesse texto.

    ¬ Responder

Comentários - O uso de uniformes personalizados

voltar ao texto
  • Avatar *     (clique para seleccionar)


  • Nome *

  • Email

    opcional - receberá notificações

  • Mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios


  • Notifique-me de comentários neste texto por email.

  • Notifique-me de respostas ao meu comentário por email.

Um sinal de compromisso

Ler próximo texto...

Texto escrito nos termos do novo acordo ortográfico.
Tema: Jóias Relógios
Um sinal de compromisso\"Rua
Exibir uma aliança de compromisso é, frequentemente, motivo de orgulho e, quando se olha para ela, vai-se rodando-a no dedo e fica-se com aquela expressão ridícula na cara.

Uma questão se coloca: qual a razão de estas alianças de compromisso serem tão fininhas: será porque os seus principais clientes, os jovens, são sujeitos de poucas posses (tendendo as mesadas a emagrecer ainda mais com a crise generalizada) ou porque esse compromisso, não obstante a paixão arrebatadora, é frágil e inseguro?

Sim, porque aqui há que fazer cálculos matemáticos: x compromissos vezes y alianças…com um orçamento limitado sobre um fundo sentimental infinito…

Depois, importa perpassar os tipos destas alianças. Há as provisórias, que duram em média quinze dias; há as voadoras, que atravessam os ares à velocidade da luz quando a coisa dá para o torto; há as que insistem em cair do dedo, sobretudo em momentos em que ter um compromisso se revela extremamente inoportuno; e depois há as residentes, que uma vez entradas não tornam a sair.

Os pombos-correios usam anilhas onde figuram códigos que os identificam. Talvez não fosse completamente descabido fazer umas inscrições deste género em algumas alianças de compromisso por aí…

Só para ajudar os mais esquecidos a recordarem a que “pombal” pertencem.

Pesquisar mais textos:

Rua Direita

Título:Um sinal de compromisso

Autor:Rua Direita(todos os textos)

Imagem por: cheetah100

Alerta

Tipo alerta:

Mensagem

Conte-nos porque marcou o texto. Essa informação não será publicada.

Deixe o seu comentárioDeixe o seu comentário

Comentários

  • Luene ZarcoLuene

    22-09-2014 às 05:46:10

    Um sinal de amor e lealdade perpétua! Adoro ver os vários modelos de aliança! Vale a pena escolher uma bem bonita!

    ¬ Responder

Pesquisar mais textos:

Deixe o seu comentário

  • Nome *

  • email

    opcional - receberá notificações

  • mensagem *

  • Os campos com * são obrigatórios